Nossas mentes nos iludem para nos deixar felizes

Por , em 23.11.2011

Não se engane: as coisas que você se lembra, sente ou pensa não são o que parecem. Nossas memórias são meras invenções da imaginação e nossas decisões são influenciadas por preconceitos irracionais. As emoções refletem os sentimentos de quem nos cerca, assim como as nossas próprias circunstâncias.

As ilusões criadas por nossa mente vão desde entrevistas de emprego até encontros amorosos ou situações perigosas no cotidiano.

Lidamos com as informações conflitantes como se elas fossem uma ameaça física, como comprovaram estudos com ressonâncias cerebrais. Como resultado, nosso cérebro escolhe a opção “mais feliz”, ignorando os detalhes que não se encaixam com os nossos pontos de vista.

A tendência da nossa massa cinzenta é sempre a de escolher o caminho que represente menor resistência, na sincera tentativa de nos deixar felizes, mesmo que iludidos.

O cérebro pode ser um milagre diante de tantos erros, mas ninguém, exceto quem não tem um cérebro, está isento disso. [NewScientist]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

18 comentários

  • Neander:

    A mentira é parte da natureza na 3ª dimensão. Sem ela morremos. Fala isto para os evangélicos! KKKK… Quem mente propositadamente com intuito de prejudicar um ser humano é que é o verdadeiro mentiroso. Na natureza precisa-se mentir, mas para sobreviver. Olha, um caçador mente para matar, uma planta carnívora exala um cheiro que atrai moscas que acabam morrendo aprisionadas, Quando saímos de casa vestimos uma máscara social para sermos vistos de certa maneira pelos vizinhos ou qualquer pessoa. São tantas e tantas mentiras diárias que nos fazem vivos e atraentes que, quando analisamos vemos que o ser humano, ou melhor, qualquer ser que vive neste mundo da 3ª dimensão, onde os sentimentos e emoções são muito densos, depende da mentira, do encobrimento, da máscara, do fingimento etc. para ser feliz. Acabam se autoenganado mesmo, faz parte.
    Neander sabe! Neander diz!

  • Eu:

    Verdade :/

  • Caio Freitas:

    A minha falha ao fazer isso, infelizmente

    Até nisso eu me fodo

  • Ezio José:

    É de se pensar no caso.
    Geralmente a depressão desencadeia nas pessoas perfeccionistas e também o maior defeito dessas pessoas é acharem que tudo tem de estar em conformidade com o que elas acham ou acreditam estar certo.

    • Maurício:

      Esse texto leva a uma reflexão sobre um processo que é desenvolvido nas mais diversas terapias e religiões, passando pela yoga e por diversas escolas filosóficas orientais: a construção mental de “futuros possíveis” como forma da pessoa treinar a mente para viver na realidade a realização de metas e objetivos que, a princípio, não passam de desejos.

  • Danilo Morães:

    Isso também é historinha, uma teoria não provada. Ainda não achamos a origem das ideias, o que chamamos de alma. Tu tira sarro de quem acredita, mas parece não perceber que estás a acreditar em algo ainda não visto ou provado.

    Estás esquecendo de que, segundo você, somos fruto do acaso e como tal, não passamos de gosmas pensantes. Qual a diferença entre crer ou não? Qual a diferença entre obter conhecimento ou não? Após a morte tudo estará acabado.

    Toda noite tu sonha. Se hoje tu acordar sem se lembrar do sonho, adianta eu te dizer que sonhaste algo muito prazeroso? Tu pode ter sonhado qualquer coisa, mas não te lembras, é como se não tivesses vivido.

    Se depois que morreres, nada de que tu tiver aprendido valer de algo, pra que aprender então? Qual a diferença entre ciência e religião?

    Um computador que pensa, não é mais do que você, certo? Pra mim, tu é apenas um computador com um gerador de “randomicidade” embutido, onde todas as tuas ações são fruto do acaso. O que este computador fizer ou deixar de fazer, adiantará algo?

    O mundo como os céticos veem, logo precisará bolar leis para proteger os robôs. Depois de uma certa evolução deles, estaremos proibidos de desativá-los já que qualquer coisa que pensa, merece direitos “humanos” ou direitos dos “animais” e afins.

    O que diferencia uma criança com síndrome de down e um golfinho pra você? Os dois vieram do acaso, tem quase a mesma capacidade mental, mas a criança não podemos matar… O golfinho sim, mesmo sendo um ser vivo, como nós.

    Por que o fato de sabermos como funciona, desmerece a Deus? A mágica não deixa de ser incrível só porque sabemos como funciona, porque alguém tem de fazê-la.

    Por fim, pare de afirmar com tanta certeza, algo que ainda não foi provado. A palavra de cientistas, sem provas, não vale de nada. Necessitas tanto de provas para acreditar em algo, mas por incrível que pareça, não precisas delas pra aceitar a inexistência de Deus.

    Para a sua informação, ainda não achamos a “alma” no cérebro, então sossega o facho 😉

  • Bovidino:

    O mundo material, tudo que você chama de REAL, é feito de coisas irreais.
    Física quântica.
    Se existe alguma ilusão, é isso que você chama de REALIDADE.

    • Ezio José:

      Se voltarmos algumas décadas e colocarmos o Danilo Moraes para conversar com o Dr Watts nos porões do Doi-Code, com certeza ele até enxergará quilo que não vemos e provamos, “a corrente elétrica”. Uma realidade com duas polarizações que não vemos, porém, se a tocarmos formando um curto fala até o que não aconteceu ou não fez. (rs)

    • Danilo Morães:

      O problema é que conseguimos reproduzi-la e comprovar seus efeitos. Seleção natural, é um fato. Sabemos disso ao tomarmos vacinas. Agora dizer que ela tem desenvolvido os seres para mudar de espécie, ou pior, para gerar toda forma de vida que temos a partir de uma única célula?

      Se me lembro bem, esta teoria diz que tudo começou com uma única célula. Cadê seus predadores? Ah, ok, ok. As condições climáticas que selecionaram no primeiro instante, né? Por isso surgiram TANTAS espécies diferentes, sendo que todas viviam no mesmo ambiente. certo…

      A primeira célula originou-se de um… choque? O.o” A reprodução celular veio de… acaso? Ah sim, mas claro que essa teoria é tão palpável quanto a do Dr Watts, todos concordam, não?

      E ela fica melhor quando entendemos sobre RNA e DNA e como eles surgiram. É tão simples eles terem surgido que fico até pasmo de quem não acredita.

      Quando estudamos a evolução das plantas, esse é o marco final para tirar qualquer dúvida. Uma célula, se reproduz em várias em um mesmo ambiente. Algumas decidem dormir demais no fundo do mar e sem perceber viram algas… =0 E outras, mais agitadas e com personalidade mais ativa, viram girinos, peixinhos e por aí vai.

      Mas antes de virarem girinos, as células se dividem nos grupos que tem simetria bilateral e nos que não tem (claro que a maioria tem simetria axial, todos sabem que fica mais bonito).

      A evolução dos olhos é relativamente simples. O animal começou a captar pequenas ondas de luz e por causa disso, podia ver (mesmo que mal e porcamente) predadores e fugir deles. MAS, ele sempre sabia quando era uma fêmea que estava por perto, porque daí ele queria acasalar.

      E outra, ele ganhou olhos e a consciência de que tinha que fugir de uma determinada sombra, mas acasalar com outra.

      Cara, existem outras contradições nessa teoria, como os peixes que perderam os olhos na caverna. Perderam por possíveis desvantagens com infecções. Mas e no surgimento do olho?

      Em programação, é perfeitamente possível um programa surgir do nada. É só ter interferência eletromagnética perto do HD e tudo é possível. Mas você nunca acreditaria que o Word se originou disso, né? Mesmo sendo possível vermos programas de computador corromperem-se, e apresentar atividades fora do normal sem nenhuma interferência humana.

      Entendeu o que eu quis dizer com provado?

      Leia um pouco mais sobre a possível complexidade encontrada no que dizem ser a primeira célula que existiu.

      Inté

  • Danilo Morães:

    Como definir o que é real ou irreal? Por que dizer que a felicidade que sentimos é um invenção do cérebro? O fato de sabermos como funciona e conseguirmos simular em laboratório, não tira o mérito de que algumas pessoas realmente sentem felicidade por algo que lhes acontece.

    Está faltando um pouco de psicologia nesse texto, porque nós podemos ser programados para sentir felicidade por diversos fatores. Considero textos assim como uma perda de tempo. Se tudo é uma ilusão do nosso cérebro, nem estude, porque ele te dará uma falsa sensação de prazer ao obter conhecimento. Se é tudo uma ilusão, se mate, porque não tens um propósito. Qual o propósito de um computador sem operador? Nenhum.

  • Roberto:

    A realidade realmente é cruel, por isso a mente faz musica e poesia. Enfim, a mente, mente parea nos fazer feliz.

  • gloria:

    Q assunto mal resolvido!Q nus condicionamos para nus sentirmos felizes é mentira, poderia um cidadão se fazer feliz sendo ele judeu e estando em meio a guerra vendo e sentindo na pele as matanças d seu povo?Ou então na idade mádia ver pessoas ao seu redor morrendo d peste negra e vc ñ poder fazer nada!Ou então na era medieval estar morando em um castelo sombrio no inverno , sem aquecedores energia eletrica e muitas coisas modernas q hoje nus dão comforto e segurança!Eu tenho certeza q se eu vivesse nesse tempo eu seria a pessoa mais infeliz do mundo, eu me matava a mim mesma.

    • MGK:

      E viver atualmente com pessoas morrendo de câncer, problemas cardiovasculares, e diversas doenças fora a violência e as drogas. no futuro falarão o msm da nossa época.

  • Gabriel:

    Vivendo,Aprendendo e Sobrevivendo!!

  • Bovidino:

    Faz sentido, até porque entre várias funções o cérebro foi programado para nos preservar dos perigos.
    Todavia, massa cinzenta só se encontra em defuntos.
    Enquanto estamos vivos, a massa do nosso cérebro é rosada.
    Talvez, fumantes inveterados tenham realmente massa cinzenta, mas nos pulmões.

    • MGK:

      Seria a depressão uma disfunção desse mecanismo?Eu tenho distimia.

    • Bovidino:

      Meu caro, você me apertou sem me abraçar. Não sei.

  • Rafael:

    Nossas mentes almejam o melhor, sempre; senão, estão doentes e não tem razão de prosseguir.

Deixe seu comentário!