Novo chip de celular pode controlar remotamente toda a atividade nele

Por , em 23.05.2012

Essa é mais uma tentativa de controle da relação entre as crianças e os eletrônicos, nesse caso o celular. O sistema Bemilo promete lançar um chip do tipo SIM que dá aos pais praticamente o controle completo do aparelho da criança, a partir de um computador.

Com o objetivo principal de evitar o abuso infantil e o bullying, os pais ou responsáveis, com um plano mensal e um computador conectado ao sistema, podem definir horários em que o celular estará ligado, bloquear ligações de determinados contatos e até ler as mensagens. Por enquanto o sistema será usado pela operadora Vodafone, que opera principalmente na Europa e em alguns países do oriente. E, claro, a criança não tem como desativar o sistema.

Além de evitar possíveis abusos sofridos via celular e internet, a Bemilo afirma que o chip pode reduzir os problemas de sono que as crianças e adolescentes vêm experimentando. De com uma pesquisa da empresa, realizada com duas mil pessoas, 40% das crianças entre 8 e 16 anos sofrem de distúrbio de sono, e 25% já foram alvo de bullying por celular.

Considerando a quantidade cada vez maior de crianças, algumas vezes menores do que dez anos, que possuem todo tipo de tecnologia disponível – celular, tablet, computador, acesso constante à internet – talvez a medida seja interessante.

Mas, por outro lado, levanta questões importantíssimas a respeito das liberdades pessoais. Até que ponto um jovem adulto, de 16 ou 15 anos, por exemplo, não possui direito de possuir a privacidade?

E será que tal tecnologia não poderia, assim como os grampos de celular e os hackers de computadores, ser usada para fins não corretos? Divida suas ideias a respeito disso com a gente, nos comentários.[Foto, BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

1 comentário

  • Fellipe De Oliveira Souza:

    Voce é controlado a partir do momento que nasce, pela tv, jornal, industria fonografica, farmaceutica, pelas industrias americanas.

Deixe seu comentário!