Empresa revela um celular com uma tela verdadeiramente holográfica

Por , em 9.09.2017

A fabricante de câmeras de cinema RED anunciou, alguns meses atrás, que estava trabalhando em um smartphone que teria uma tela “holográfica”, pegando todo mundo de surpresa.

O novo celular, chamado de Hydrogen One, já podia ser pré-encomendado pelo valor de US$ 1.195, muito embora a empresa não tivesse explicado qual tecnologia seria realmente usada no dispositivo.

Agora, temos uma resposta: a tela vem de uma parceria exclusiva com uma startup chamada Leia Inc, que descreve-se como “a principal fornecedora de soluções de exibição holográfica para celular”, fundada em 2014 como subsidiária dos laboratórios de pesquisa da HP.

A RED fez um investimento estratégico não público na Leia Inc, como parte da parceria.

Como funciona a tecnologia?

A tecnologia não pode ser mostrada em uma tela normal, de forma que, por enquanto, só temos as informações que a Leia compartilhou com o público.

De acordo com a startup, a tela holográfica aproveita os avanços recentes em design e fabricação nanofotônica para fornecer uma solução de exibição “holográfica” de campo claro para dispositivos móveis, através de hardware e software próprios.

A empresa comercializa telas baseadas em LCD capazes de sintetizar conteúdo holográfico, preservando o seu funcionamento normal. O vídeo abaixo mostra um conceito de alguns anos atrás:

A ideia é que a tela projeta objetos 3D que você pode visualizar de diferentes ângulos com base em sua posição física. Por exemplo, um aplicativo de mapeamento pode, teoricamente, parecer uma maquete pequena de uma cidade “pulando” da tela. Você poderia então interagir com os objetos através de gestos ativados pela parceria da Leia com a Synaptics.

A tecnologia funciona através de difração, produzindo uma iluminação de campo leve com uma camada de nanoestruturas adicionada a um LCD convencional. A companhia afirma que esta camada de “retroiluminação difrativa” não compromete significativamente a qualidade, o consumo de bateria ou a espessura da tela para uso não holográfico.

Dúvidas

Parece legal, mas quão bem isso vai funcionar na prática?

Poucas pessoas sabem com certeza. Uma delas é o YouTuber Marques Brownlee, que pode testar alguns protótipos do Hydrogen One no mês passado. Brownlee, mais conhecido como MKBHD, disse que estava “bastante impressionado” com a tela, mas que “definitivamente ela não era perfeita”.

Você pode ter uma ideia do que ele está falando no vídeo abaixo, de um protótipo demonstrado em maio (sem o benefício de vê-lo em 3D, é claro):

Mesmo que a tecnologia trabalhe bem, a RED e a Leia precisarão ter muita opção de conteúdo disponível para o Hydrogen One para tornar a tela de fato funcional. A RED declarou que o celular apresentará conteúdo holográfico e 3D deslumbrante para exibição de filmes, jogos interativos, mensagens sociais e realidade mista, sem deixar claro de onde ele virá.

Lançamento

De qualquer forma, o Hydrogen One continua a ser um dos dispositivos mais intrigantes de uma nova leva tecnológica esperada.

Além disso, a RED não pode ser criticada por sua ambição. Saberemos como sua visão holográfica vai se sair quando finalmente for lançada, no primeiro semestre de 2018. [TheVerge]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (10 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!