O seu óleo de cozinha usado pode ser o asfalto do futuro

Por , em 5.03.2014

Você já leu há algum tempo aqui no HypeScience que a era do petróleo parece viver seus últimos 50 anos. Se ele continuar sendo usado da forma como é hoje, que aliás vai muito além de fazer asfalto, esse recurso simplesmente irá acabar. E um indicativo de que esta previsão é correta é o preço dos combustíveis derivados que, como você pode ter reparado com o decorrer dos anos, só aumenta.

Sabendo que esse fato já tem lugar marcado na história que ainda não aconteceu, pesquisadores ao redor do mundo inteiro passaram a praticamente morar dentro de seus laboratórios para encontrar uma alternativa viável, social, prática e financeiramente, para substituir o petróleo à altura. Tanto que já ouvimos falar de coisas como combustível a partir do ar, de nanoárvores e da descoberta de alguns superinsetos que geram biocombustível. Isso tudo só prova que a máxima é verdadeira: quem procura, acha.

Se o petróleo acabar, não serão apenas os combustíveis que precisarão se adaptar. Porque, como já dissemos, a presença do petróleo em nossas vidas é mais forte do que você imagina. Poderíamos citar pelo menos 10 produtos do nosso dia a dia que são feitos com petróleo. Sendo que um deles é o asfalto.

Para resolver esse problema em particular, Haifang Wen, professor assistente de Engenharia Civil na Universidade Estadual de Washington, nos Estados Unidos, parece ter encontrado uma solução brilhante – ele desenvolveu um jeito de usar óleo de cozinha para fazer um novo tipo de asfalto, tão eficiente quanto o que conhecemos hoje.

E ainda pode tornar o processo de construção de estradas muito mais barato. “Em geral, uma estrada de 1 milha (1,61 km) em uma área rural custa pouco menos de 1 milhão de dólares (mais de R$ 2 mi) para ser construída. Com a tecnologia do óleo de cozinha usado, podemos reduzir a cobertura de asfalto para menos de 200 dólares (cerca de R$ 470), tornando a construção muito mais barata”, explica Wen.

Depois de quatro anos trabalhando com um químico e “ajustando a receita”, Wen está confiante de que seu “bioasfalto” é tão bom quanto o asfalto de petróleo, e ainda tem o bônus de ser sustentável. [phys]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

3 comentários

  • engvictorh_10:

    A pista estar quente a ponto de poder fritar um ovo nunca fez tanto sentido quanto agora. rsrs

  • Genioso Irreligioso:

    “O seu óleo de cozinha usado pode ser o asfalto do futuro ”

    *
    Há! O meu óleo não! Aqui em casa uso o óleo usado pra fazer sabão; já são quatro anos que não sei o que é comprar sabão em barra de supermercado! 😉

    • Cesar Grossmann:

      Usa soda cáustica ou cinzas?

Deixe seu comentário!