Os 8 lugares mais “sujos e contaminados” dos shoppings

“Qualquer lugar em que as pessoas se reúnam fica cheio de bactérias e vírus, e um shopping center lotado é um exemplo perfeito disso”, explica o especialista em microbiologia e imunologia, Philip Tierno.

Fim de ano chegando, a loucura dos feriados e das compras batendo nas portas, e a última coisa que você quer é ficar doente, certo? Porém, quando estiver nas lojas, você também estará exposto a muitos germes – como os vírus da gripe, E. coli e estafilococos. Com isso em mente, verifique os piores locais infectados por germes do shopping, indicados por um painel de especialistas, e dicas para se manter saudável:

1 – Pia do banheiro

pia banheiro shopping contaminada

A área mais suja em um banheiro (e, portanto, no shopping todo) não é a privada ou a maçaneta – é a pia. As bactérias ficam na torneira porque as pessoas tocam essas superfícies logo após usar o banheiro. Como essa é uma área úmida, as bactérias podem sobreviver por mais tempo ali.

Cuidado com as saboneteiras, também – não só elas são manuseadas por muitas mãos sujas, como podem abrigar germes em si. Especialistas descobriram que uma em cada quatro saboneteiras de refil de banheiro público continham níveis inseguros de bactérias.

Para se proteger, lave bem as mãos depois de usar um banheiro público: esfregue com sabão durante pelo menos 20 segundos, e enxague bem. Use uma toalha de papel para desligar a torneira e abrir a porta. Se não há sabão ou toalhas de papel, mate germes com um desinfetante à base de álcool, utilizando pelo menos uma colher de sopa do produto.

Evite saboneteiras recarregáveis e use apenas sabão líquido que vem em refil selado; se isso não for uma opção, use apenas o desinfetante para as mãos.

2 – Mesas de alimentação

mesa suja shopping center

Mesmo se você ver alguém passando um pano na mesa, isso não significa que ela está limpa. Na verdade, o pano pode espalhar bactérias nocivas como a E. coli se não for trocado e lavado regularmente.

Considere levar lenços desinfetantes em sua bolsa para que você possa limpar a mesa antes de se sentar. Procure os que contêm álcool ou outro agente de desinfecção, a fim de matar os germes, e não apenas limpar a sujeira.

3 – Corrimão de escada rolante

Escadas-rolantes

Durante testes, pesquisadores encontraram comida, E. coli, urina, muco, fezes e sangue no corrimão de escadas rolantes – e onde há muco, você também pode encontrar vírus. O certo é evitar tocar corrimões, a menos que seja absolutamente necessário – neste caso, use desinfetante para as mãos depois.

4 – Telas e teclados

caixa eletronico shopping center

Qualquer tela ou teclado que várias pessoas tenham que tocar (como de caixas eletrônicos) pode conter uma média de 1.200 germes, incluindo micróbios que induzem doenças. O pior é o botão “enter”, porque todo mundo tem que tocá-lo.

Para evitar riscos, não use a ponta do dedo para apertar os botões, que são mais propensas a encontrar o caminho para seu nariz ou boca. E não se esqueça de lavar as mãos ou usar desinfetante depois.

5 – Lojas de brinquedo

crianca na loja de brinquedos

Lojas de brinquedos podem ter mais germes que áreas de jogo, carrosséis, e outras zonas para crianças, simplesmente por causa da maneira como elas se comportam lá. Crianças lambem brinquedos, os rolam em suas cabeças, esfregam em seus rostos, e tudo isso deixa uma grande quantidade de germes.

Se você fizer uma compra, limpe qualquer brinquedo que não esteja em uma caixa selada com água e sabão, álcool ou vinagre (que tem propriedades antimicrobianas) antes de dar para o seu filho. E, claro, use desinfetante para as mãos depois de limpá-lo.

6 – Provadores

provador

Você não vai pegar muitos germes nos ganchos ou maçanetas. O culpado? O que você experimenta. Depois que as pessoas experimentam roupas, células da pele e transpiração podem se acumular no interior. Ambos podem servir de alimento para o crescimento bacteriano. Você pode até mesmo pegar bactérias resistentes a antibióticos apenas experimentando roupas.

Use sempre roupas íntimas (não fio dental!) por debaixo das roupas que experimentar, principalmente calças, trajes de banho e qualquer outro vestuário que tocar seus genitais ou reto. Tampe cortes ou arranhões, já que feridas abertas podem ser uma porta de entrada para bactérias perigosas. E não se esqueça de lavar as roupas novas antes de usá-las.

7 – Lojas de dispositivos eletrônicos

Enquanto você está brincando com seu novo smartphone, você pode estar apanhando germes das mil pessoas que o testaram antes de você.

Um estudo publicado no ano passado descobriu que os vírus facilmente se transferem entre as superfícies de vidro e pontas dos dedos. E um relatório recente concluiu que de quatro iPads em duas lojas da Apple, um continha Staphylococcus aureus, a causa mais comum de infecções por estafilococos, enquanto outro registrou uma bactéria associada à erupção cutânea.

Limpe seus dispositivos com um lenço para desinfecção, bem como sua mão após usá-lo.

8 – Amostras de maquiagem

Vá até o balcão de maquiagem e acabe pegando uma infecção junto com a sombra mais recente. Um estudo de 2005 constatou que entre 67% e 100% da maquiagem para teste estavam contaminadas com bactérias, incluindo estafilococos, estreptococos e E. coli.

Evite o uso de amostras de maquiagem públicas; não aplique cosméticos nos lábios, olhos ou rosto que estejam ali para todos usarem. Amostras únicas são mais seguras. Se isso não for possível, use um lenço de papel para limpar a amostra e, em seguida, aplique o produto na parte traseira de sua mão. Só então use.[CNN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

80 respostas para “Os 8 lugares mais “sujos e contaminados” dos shoppings”

  1. Quem ñ quiser se contaminar c\ dinheiro ñ precisa, é só enviar p\ mim, eu tenho as vacinas em dia e posso manuseá-los sem medo de ser feliz. Esse post tá c\ cara de encomenda … pela propaganda acima de “toalheiros c\ sensor”, se o shoping é sujo imagine então as lojas da vinte cinco de março em Sp, temos imudidades a muitas coisas ruins, só ñ temos é contra a cara de pau e falta de caráter de políticos brasileiros.

  2. Quem sofre com toda essa sujeira são o mais asseados e as crianças que estão com a imunidade em fase de desenvolvimento o que acho interessante é que nem nos damos conta dos perigos que nossa saúde fica tão exposta às doenças mais simples ( coceira,etc) e as mais complexas ( Lepra, HPV, ETC), que DEUS nos proteja.

    • certamente deveria ter uma limpeza a cada 5 segundos para matar os germes…ou parar de ir ao shopping

  3. SOLICITO ENVIAR PARA MEU E-MAIL A PRESENTE REPORTAGEM PARA QUE EU POSSA ENCAMINHAR PARA AS PESSOAS ALERTANDO-AS SOBRE O CASO E NOVAS REPORTAGENS A RESPEITO SE EXISTIR,

    OBRIGADO !!!.
    DÉCIO M. BARROS

    • As bactérias são parte nossa. Somos um, as bactérias são inúmeras, mínúsculas e formam cultura em nosso organismo.

  4. Cuidado para não adquirir a síndrome de Michael Jackson, ao sair usar máscara e luvas cirúrgicas. Se formos pensar nisso,é o fim da humanidade, as pessoas evitarão de fazer sexo, porque é algo íntimo, úmido e sujo.!!?? Reportagem imbecil.

    • Okay, então sai por ai pegando em maçaneta de banheiro e torneira e depois coloca mão na boca, nos olhos e no nariz, tomara que pegue um vírus bem letal.. –‘

    • Realmente. A velha mendiga cheia de feridas purulentas que são coçadas constantemente ou tocadas pega o dinheiro que sempre para na sua mão que, sem lavá-las, levam alimentos à boca nos lugares desprovidos de água para lavá-las.

  5. Concordo em relação aos cuidados q devemos ter para não nos contaminarmos com tantos microorganismos,faz parte da higiene fisica,mas tbm devemos ter cuidado para não fazermos disso uma paranóia,neorose,evitando assim a contaminação psiquica.

  6. Temos sim que se proteger contra bactérias e outras, mas não exagerar neste caso, tem pessoas que ficam doentes só em pensar neste fato sendo assim os hipocondriacos, temos que ter em mente que se previnir faz bem mas sem exageros! ;D

  7. Não tocar corrimão? E a instrução quase que obrigatória “segure no corrimão”, pois em caso de desligamento automático ou mesmo uma parada brusca, caso o usuário não esteja seguro, pode sim ocorrer acidente grave…
    Porque não orientar os administradores dos shoppings no sentido de intensificarem a limpeza destes equiapmentos?

    Sds, deise

  8. VAMOS ENVIAR ESTA PESQUISA AOS ADMINISTRADORES DE SHOPPINGS, ENTÃO! AFINAL, PODE PARECER BOBAGEM, MAS, ELES, MESMOS, POR IGNORÂNCIA, PODEM NÃO SABER DESTA SITUAÇÃO… ABRAÇO FORTE!

    • Ótima idéia, podemos responsabilizá-los por manter a higiene no banheiro!
      Afinal sempre vejo os banheiros limpos e com o pessoal da manutenção/limpeza trabalhando apenas limpando o chão, lixeiras e latrinas, mas nunca higienizando as pias, as válvulas de descarga, maçanetas, torneiras…

  9. Caraca!!! E eu q dava a descarga com o pé achando q lá era o pior lugar depois da privada… Mas se pensarmos bem, qta gente vive na favela, no meio do lixo e sobrevivem sem doenças e crianças q vivem em lugares chiques, cheias de alergias?

    • Este entende de tudo mesmo. Não é a toa que esta contaminado. O infeliz anda o dia inteiro com seu tenis pisando por tudo que tem direito, entra no banheiro e pisa nos respingos de urina e pra finalizar da descarga com o pé … e ainda por cima fala puts pensei que fosse o lugar mais sujo … e é infeliz por causa sua… De descarga com um pedaço de papel né….

    • Haaaaaaaaaaaaã,então é você que anda pelos shoppings da vida contaminando tudo com seu maravilhoso pé sujo né? sabia que iria aparecer.

    • É bem verdade que pessoas que tem mania de limpeza, por não terem contato com as bactérias, não recebem proteção contra elas e acabam adoecendo por qualquer besteirinha…

  10. Quem desconhece, o sistema imunológico sem treinamento, fica suscetível aos germes portanto não exagerem, não façam atitudes estremas como andar com tubo de álcool em gel por aí, esfregando a todo momento.

    • A saúde é para a maioria das pessoas conscientes um bem PRECIOSÍSSIMO.
      Para chegar aos 7 mil milhões investiram-se nas ciências da saúde muitos mil milhões.
      Os locais públicos são isso mesmo e não possilgas…!!

  11. É impressionante; apesar de as dicas parecerem um pouco surreais, mais fácil me pareceu são evitar as situações que expõem a esse risco: evitar o consumo e necessidades em locais públicos com frequência, subir e descer de escada para ficar a muitos metros de distância segura do terrível(!) corrimão, concentrar transações bancárias o quanto for possível por meio do internet banking com uso de computador pessoal, escolher roupas e eletrônicos evitando provar antes de lavados ou desinfetados, ou escolhendo os embrulhados. De resto, confia-se no nosso mecanismo de imunidade da mais incrível “máquina” da natureza: o ser humano.

  12. É importante saber que no shopping não somos apenas consumidores mas também CONSUMIDOS por graves problemas de saúde pública.
    Devem os governos introduzir medidas mais apertadas nesses espaços por forma a contrlar e reduzir as estatísticas das patologias evitáveis.
    Estou a imaginar-me num cenário de guerra bacteriológica e entrar no shoping de escafandro climatizado com autonomia de 1 hora…

    • Quais vacinas que se toma toda semana?
      Ví outro dia um sujeito deu assoada de nariz e, sem lencço, encheu a mão que foi limpada, esfregando-a, num corrimão.

  13. Eu sempre ficava gripada( várias vezes ao ano) mas após pegar uma conjuntivite o médico me recomendou lavar mais as mãos e principalmente não ficar passando as mãos nos olhos, na boca, coçando o nariz e se necessário quando estiver fora de casa não faze-lo com os dedos ou com a palma da mão mas sim com a parte de trás das mãos ou com o braço, porque essas areas não entram tanto em contato com a sujeira quanto a primeira.Após isso eu passei quase um ano sem gripar e nunca mais tive conjuntivite

  14. Temática: Os 8 lugares mais sujos e contaminados dos Shoppings…, postado por Natasha ROMANZOTI, em 25/11/2011 em hypescience.com/ onde cita: pia do banheiro, mesas de alimentação, corrimão de escada rolante, teclados (tipo cx eletrônico), lojas de brinquedos, provadores (peças que experimenta), lojas de dispositivos eletrônicos e amostragens de maquiagens. Em cada um desses itens, tudo foi bem detalhado, inclusive, cientificamente como se portar (prevenir) durante e após visitação nesses ambientes. Li, atentamente, os inúmeros comentários, uns bem sérios, outros brincalhões, etc. Isso faz parte da Metodologia aberta de comentários usuais. Mas, se por outro lado, num comentário indagador e/ou reflexivo a respeito da matéria em questão, aí é que a situação se defronta com maiores perigos de contaminações mais agravantes. Não estou nem de longe menosprezando a matéria principal em foco, e, nem tampouco, os comentaristas. Só vi uma excelente oportunidade de transversalizar este importante artigo com outras questões semelhantes e bem mais perigosas que um passaeio nos shoppings: antes mesmo de adentrar nesses recintos, a pessoa já está contaminada por uma imensidão de “germes” invisíveis. Mesmo que ela fosse nesse passeio, “via-voando”, também se contaminaria, etc. Pois somos um hospedeiro perfeito para todos os tipos de microorganismos se proliferarem. O importante é manter o nosso corpo bem higienizado antes e pós passeios. E a maior e mais polêmica de todas as contaminações humanas, fica por conta dos contatos físicos mais íntimos com várias “pessoas estranhas”. Ter medo de aglomerados de gente, é muito pouco diante de todos os perigos existentes em todas as coisas e em todos os lugares. Tudo possui o seu tipo de contaminações.Não existe lugar totalmente inofensivo, na natureza, salvo ambiente preparado pelo homem. O que se precisa atentar é o “cuidar” do nosso sistema imunológico” – ele é o nosso maior protetor!!!Ana Lourenço da Rosa/Organização Socioambiental Educativa Cumunitária/ Tocantins/BRASIL.

  15. Infelizmente onde há mtos humanos, há tbm com eles as doenças os vírus, as bactérias. Seja onde for, corremos os riscos permanente. Seja onde for, isto faz parte de nós, não podemos fugir disto. Obrigada.

  16. Somando-se as pessoas que tossem, espirram e soltam gases dentro dos shoppings chega-se a conclusão que o ar dentro é irrespirável e mortal. Depois vamos para o estacionamento e respiramos gases tóxicos, poeira de pneus, etc.
    Conclusão: Ninguém sai vivo dos shoppings.
    Cuidados com a higiene é uma coisa, piração e frescura é outra.

  17. ENTREI NESSA PARANOIA DE VIRUS E GERMES, E QUASE FIQUEI LOUCA TIVE QUE FAZER TRATAMENTO PISIQUIATRICO POR QUE ME TORNEI HIPOCONDRIACA, COM EXPERIENCIA DE VIDA, HOJE EU SEI QUE SUPER SE PROTEGER CAUSA TANTOS OU MAIS MALES AO CORPO EA MENTE QUE SE EXPOR AS BACTERIAS.

  18. Glória gostei de seu comentário mas olhe o portugês, pelo amor de Deus,atrás,é assim que se escreve e não da forma como você escreveu “atraz”.Não mate a nossa língua portuguesa.

    • É, bactérias também é cultura…, mesmo quem não sabe as regras de português brasileiro também cuida da saúde!

  19. Os médicos de antigamente diziam para deixar as crianças brincarem com terra, areia, não serem super agasalhadas… e o organismo delas ia criando defesas.
    As crianças passavam pelas doenças de infância, como cachumba, catapora, etc… e hoje são adultos saudáveis.
    Os médicos de hoje enchem as crianças de antibióticos, vacinas, cuidados para tudo… e temos crianças muito mais frágeis.
    É claro que me preocupo em lavar as mãos sempre, em higienizar alimentos, mas não tenho essa paranóia com bactérias em tudo que é lugar. Nunca tive um resfriado, muito menos gripe, não lembro de ter tido febre, não tomo remédios.

  20. Depois,o pessoal reclama que está doente e não sabe!
    Por isso devemos sempre Lavar…Lavar…Lavar as mãos!
    Onde está a vigilância sanitária???
    Aquelas bandejas das praças de alimentação????Dá nojo,só de ver.A história de ficar passando alcool num paninho,que por falar sei lá quantas vezes eles lavam – água,sabão,água e sabão e muita esfregassam – somente o ato mecânico é que remove crostas es sujeiras ….

  21. Afinal , temos anti-corpos p´ra que ? Quanto mais eles conhecem o agressor desconhecido, mais armas propícias eles adquirem para combatê-los.Lógico , temos inimigos mais eficazes, como Estados Unidos , Russia , China , é mais ou menos por aí.Daí só apelando para uma ajudazinha de um míssel,bomba atômica, anti biótico , médicos etc. Embolei tudo mas voce entendeu.Ou voce vive dentro de uma bolha , ou dentro do Pentágono….Pentágono??? não ,não , esse já foi infectado por uma bactéria.

  22. Viver em uma bolha não e preciso, mas lavar as mãos, comer em feiras livres, você lava a mãos todas as vezes???, mas digo todas as vezes mesmo, lava todo e qualquer produto antes de por na geladeira ou congelador, garrafas refrigerante, cerveja , latas, os alimentos!!! e galão de água mineral, eu já vi muita colocar galões sem lavar ou passar um simples pano, quantas mãozinhas já passaram por ali(hekaaa…)

  23. Olha,de verdade,quem não se preocupa com essas coisas nunca viu um filho doente!Eu tbm achava um exagero mas depois q tive meu filho e ja vi ele doente depois de voltar de um passeio com a avó q deixa ele fazer td o q quiser falando q o q não mata engorda,penso assim sim !Vamos levar em conta q se antigamente td mundo ficava exposto e não pegava nada tambem não tinha tanta porcaria circulando entre as pessoas né!xauuuu

  24. E alguém aí sabe dizer qual é o lugar mais sujo e infecto do mundo? São as câmaras de vereadores, as assembléias legislativas e o senado federal. Lá existem vermes, vírus, parasitas e toda uma série de coisas imundas e, o que é pior, altamente contaminantes. Tudo sujo, tudo encardido. Lá as pessoas fazem questão de meter a mão na sujeira. Os políticos são portadores crônicos dessas doenças. Porém, jamais procuram os médicos. Jamais fazem exame de fezes, pois se a coisa sair de lá, certamente vai feder muito. Ortopedista então, eles abominam: É que a corrupção está nos ossos. Portanto, nada de raio-X, pois eles detestam qualquer tipo de transparência. A febre por propina anda a mais de 40 graus porcento. Antes era só 10 ou 20%. Todos lá têm problemas de visão, pois não enxergam além do seu próprio umbigo. Prurido e coceiras na palma, que só passam quando eles passam a mão no dinheiro publico. É, amigos, lá é que é sujo. Infelizmente, nem as urnas estão dão conta de descontaminar aquele antro de patogenia crônica.

    • MIRANTESUL
      Discordo de você, porque lá não é sujo não, lá é IMUNDO,NOJENTO,REPUGNANTE!
      Está mais do que provado que urnas não podem resolver nada. Mas claro que sou contra votar nulo, pois o primeiro passo há de ser a retirada daquele DETESTÁVEL partido de todas as esferas de “poder”, e isto temos de realizar através do voto. Em um próximo passo, precisamos crescer como cidadãos e entender o que de fato mantém este país, que é o consumo da população mais carente, via arrecadação de impostos desde o pãozinho que compramos. Daí a ampliação das bolsas, ou seja, coloca-se a devida quantidade de dinheiro nas mãos de uma camada da população que antes consumia pouco, logo, devolvia pouco em arrecadação para as farras do desgoverno, e passa-se a arrecadar muito mais com a euforia desta camada, nas agora mais frequentes idas às compras. Esta é a principal finalidade das bolsas-“sociais”.
      O que quero deixar partilhado é que NÓS cidadãos consumidores mantemos este país, temos nas mãos este trunfo e basta que entendamos isto para exigir NOSSA pauta de mudanças, mas para tal exigência, teremos de realizar reduções de consumo. A incompetência administrativa e banditismo da maioria esmagadora deles os colocaram em nossas mãos, mas precisamos descobrir e entender isto, para então, FAZERMOS TODA DESINFECÇÃO EM TODAS AQUELAS CAIXAS DE ESGÔTO, IMENSAMENTE FÉTIDAS, que tem provocado coletivas convulsões, neste país chamado Brasil.
      VALEU MIRANTESUL!!!

  25. Que tal a gente viver numa bolha!Assim estaremos livres de todo mal, amem.Isso é coisa encomendada de fabricantes desses produtos de higienizar as mãos, se formos esquentar a cabeça c\ contaminações ñ vamos nem viver!Estar exposto é bom p\ desenvolver defesas do organismo, até pouco tempo atraz ninguém falava dessas coisas”perigosas”agora virou moda ,isso é fobia, todos nós morreremos um dia, ninguém fica p\ semente.

  26. Um resumo dos artigos sobre saúde que vemos hoje em dia:

    Seja paranóico hipocondríaco. Fique superprotegido de tudo e todos. Lave suas mãos constantemente e compulsivamente caso encoste em qualquer coisa, até em si mesmo. Ande com um recipiente com álcool em gel e limpe tudo o que tiver que encostar.

    Sair de casa? Nem pensar, no máximo fique no quintal caso você se certifique que tem uma cobertura em toda casa, para evitar que mosquitos transmissores te mandem para a morte, já que também são criaturinhas maldosas.

    Espirrou? Pode ser “gripe suína”, vá à um médico. Tossiu? Deve ser tuberculose, visite o doutor. Levou um corte? Lave com água corrente por 36 horas seguidas e procure um especialista.

    Tome muito cuidado quanto ao que comer: não coma frutas pois muitas tem resíduos de agrotóxicos, prefira as naturais, apesar de elas afetarem brutalmente seu bolso. Alimentos industrializados e afins? São outros males do século XXI. Evite.

    Desconfie de tudo e todos, sempre. Não importa o que for. Afinal, é comum ver alguém vomitando sangue por ter passeado no shopping no fim de semana. E lembre-se: o médico é uma divindade.

    Eis a própria ciência, tornando as pessoas cada vez mais susceptíveis à doenças, fazendo com que aprendam a fechar muralhas e que não deixem nenhuma unidade do exército inimigo adentre seu território, nem mesmo para aproveitar algum ou outro corpo para estudo, e possível melhor imunização.

    Sabe? Não é nenhuma conversa de avó não, daquelas que dizem “ah, no meu tempo, não tinha gente doente”. Mas é irritante artigos que se reciclam e prometem ensinar o segredo do modo ideal de vida, fazendo com que as pessoas vivam numa paranóia total, controlando tudo compulsivamente e, por ironia, fazendo com que as pessoas se esqueçam que o mais importante para ter um bom modo de vida é viver – o que é muito diferente de sobreviver. Reflita.

    • concordo plenamente, quando eu era menor andava descalço pela rua me cortava etc,enfim até hoje eu nao pego mais do que 1 resfriado por ano(claro que nao sou um porcão também lavo minhas mãos sempre), não sei se está na minha constituição,enfim.. acho isso tudo um exagero, como você disse “Eis a própria ciência, tornando as pessoas cada vez mais susceptíveis à doenças, fazendo com que aprendam a fechar muralhas e que não deixem nenhuma unidade do exército inimigo adentre seu território, nem mesmo para aproveitar algum ou outro corpo para estudo, e possível melhor imunização.””

    • Concordo. Estava aguardando o trecho, no texto, que falaria que cuidado excessivo também prejudica o organismo, uma vez que é necessária certa exposição à germes e bacterias, para que o organismo desenvolva anticorpos e defesas naturais. Não devemos esfregar notas de 2$ no rosto, mas não ser tão paranoico e manter um mínimo de higiene possível, em passeios já é o suficiente.

      Sempre fecho torneiras com o papel de enxugar a mãe, e uso também para pegar na maçaneta do banheiro.
      Mas levar um paninho e dar uma faxina na mesa de alimentação de um shopping, é muito exagero.

    • Sim, o pessoal aqui acha que não devemos nos preocupar, mas eu acho que temos que ter um mínimo de cuidado, por exemplo, eu não acho que usar papel toalha pra fechar a torneira e pegar na maçaneta seja um exagero, pelo contrário, temos que ser higiênicos, pois podemos pegar vírus e bactérias que causam doenças sérias nesse tipo de situaçao, por exemplo, ter uma infecção intestinal pode não parecer tão grave, mas deve ser muito incômodo no mínimo. É claro que também não devemos nos manter em uma redoma de vidro, pois nosso organismo precisa fortalecer o sistema imunológico.

    • Acho que seria dificil estar mais de acordo com você. Há que ter cuidado e há que ser asseado, mas para isso não é preciso viver dentro de uma bolha de plástico…
      Se dessemos importância a tudo o que estes artigos dizem nem saíamos de casa, para não apanharmos doenças…
      Acho um grande exagero limpar a mesa em que vamos comer com lenços desinfectantes, e se não carregar nas teclas do teclado com as pontas dos dedos carregamos com o quê? Com os cotovelos?
      E para além disso costuma-se dizer que “O que não nos destroi fortalece-nos”

    • Exatamente o que eu penso sobre isso! Previna-se ao máximo lavando a mão duzentas vezes e gastando enorme quantidade de água desnecessária enquanto perigos reais e muito piores à saúde como o gás emitido todos os dias do cano de milhões de carros na sua cidade são descartados e ninguém faz nada pra preveni-los…

  27. Temos q ser limpinhos mesmo, mas se levarmos em conta tudo q e contaminado vamos ter de viver numa bolha plástica e longes uns dos outros. Por mais q lavando ta novo, tem áreas em nossos corpos e nos corpos de nossas parceiras(os) q vcs sabem como são.. por exemplo… a boca! pensaram outros lugares né??

  28. E tem pessoas que vão nestes lugares, chegam em casa e nem lavam as mãos. Chegam e vão pegar coisas para comerem.

    Conheço pessoas que usam o banheiro e não lavam as mãos. Absurdo.

    • Chuck Norris
      A cura para todas as doenças do mundo estão nas lágrimas do Chuck Norris, o problema é que elas nunca existiram pq ele nunca chorou ou vai chorar.
      Chuck Norris, nós o louvamos!!!

Deixe uma resposta