Deslumbrantes vídeos microscópicos

Por , em 8.02.2012

A competição “Nikon Small World in Motion” foi criada em resposta à nova e animadora tendência de fazer fotomicrografia digital na gravação de filmes ou fotografias time-lapse digital (em que cada frame é feito em velocidade muito mais lenta do que o comum) através de um microscópio.

Para entender melhor o efeito disso, basta assistir aos melhores vídeos microscópicos feitos no ano passado. Eles são julgados na competição de acordo com sua visualidade, e tem que representar tanto a ciência como a arte.

Primeiro lugar – Anna Franz

Injeção de tinta em uma gema com um embrião de galinha de 72 horas de idade, para visualizar o coração e vasos.

Segundo lugar – Dr. Dominik Paquet

Filme em time-lapse que mostra o transporte das mitocôndrias nas células nervosas de um peixe-zebra transgênico com membranas das células nervosas marcadas em verde e as mitocôndrias em azul.

Terceiro lugar – Dr. Ralf Wagner

Pulga d’água brincando com uma alga verde. Fofo! Veja outros em[NikonSmallWorld]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

17 comentários

  • MAC G:

    As formigas na gota(?) vermelha parecem a cumpanherada do PT sugando o Brasil. Ou não é isso que está acontecendo?

  • Nilva Cavalcante Bandeira:

    Particularmente, achei que o terceiro vídeo deveria estar em primeiro lugar. Muito interessante observar, que a pulga acompanha com o olhar a alga antes de mexer com ela. Muito interessante.

  • Oniks mendes queiroz:

    O primeiro video é realmente o mais interessante q achei. Esse sim é bem fascinante. E é algo também q todos podemos fazer para experimentar essa experiência. E o ainda o embrião está vivo o q é mais interessante.

    • nght:

      que é mais interessante e mais cruel também, né?

  • alx:

    NOSSA, REALMENTE MUITO LEGAL ISSO, MUITO BEM ESCOLHIDOS! PRIMEIRA VEZ QUE CONSIGO ENXERGAR E ENTENDER COM PERFEIÇÃO ESSES MICROSCOPICOS SERES.

  • fabio de vasconcelos:

    bom dia? todos são muito interessante.

  • Jonatas:

    Achei o terceiro mais interessante, eu daria a ele o primeiro lugar. Achei fascinante a criatura mexendo na alga, será que pensava em algo pra agir assim?

    • Marcos Souza:

      Não…

      Pensamento consciente exige um sistema nervoso com uma complexidade mínima.

      Por mais que o vídeo possa dar essa impressão, não há como a pulga estar “brincando” com a alga como cita o texto.

      O sistema Nervoso de um animal tão simples apenas reage automaticamente a estímulos do ambiente, nem sequer podemos chamar isso de instinto, pois instinto pressupõe um sistema límbico para existir…. O que essa pulga teria seria uma espécie de “avô” dos instintos que existem em animais mais complexos.

      É como um robozinho que meche o braço qdo apertamos um botão, mas neste caso quem aperta os “botões” são os estímulos oriundos do ambiente no qual está imerso. De qualquer maneira, tudo automático.

    • Jonatas:

      Claro, entendo perfeitamente que não há sistema nervoso complexo em micro-organismos. Apenas pensei dessa forma devido ao estranho comportamento da criatura. Na verdade pensei em que tipo de relação existe entre a pulga e a alga.

    • Marcos Souza:

      É possível que não exista nenhuma relação entre os movimentos da pulga e da alga… Apenas estão dividindo o mesmo espaço.

      Ou se existir relação, provavelmente se trata apenas um “reflexo” do sistema nervoso da pulga ao perceber o movimento de um corpo estranho próximo.

    • Nika Pinika:

      Talvez “eu tenho uma bola e não tem empresto!” [/Kiko]
      rs

      Sério agora: o último vídeo é realmente fantástico… mas o primeiro mexeu mais com meu deslumbramento.

  • Kevin Praisner:

    complicado, era um embrião e estava vivo

  • nght:

    que dó do embrião =\, particularmente, achei o segundo lugar bem mais interessante que o primeiro”PARTICULARMENTE’

    • N:

      Que dó, que dó, que dó do embriãozinho…

  • drew:

    Vocês perceberam que na geme do ovo parece que havia uma pulsação do embrião como se ele tivesse vivo?

    • nght:

      e ele estava.

    • Matheus:

      estivesse?

Deixe seu comentário!