Arte deliciosa: as incríveis paisagens feitas de comida de Carl Warner

Por , em 14.10.2010

O artista Carl Warner é um fotógrafo especializado em criar belíssimas paisagens feitas de comida. Ele as chama de “foodscapes”, uma jogo de palavras que mistura “food” (comida, em inglês), com “landscapes” (paisagens).

Todas as suas paisagens são comestíveis – mas porque alguém iria arruinar algo tão bonito apenas para satisfazer sua fome?

Carl tira sua inspiração de Ansel Adams, um fotógrafo especializado em paisagens americano. As idéias das paisagens vem de livros como “O Mágico de Oz” e “A fantástica fábrica de chocolates”.

O incrível é a variedade dos materiais usados por ele: verduras, pães, presunto, frutas – tudo pode se tornar uma bela paisagem.

O processo das fotos normalmente começa com Warner desenhando os projetos, depois eles são montados com a ajuda de designers e, finalmente, são fotografados. Pode parecer simples mas, segundo Warner, é verdadeiramente trabalhoso – ele tem que ficar horas nos mercados encarando os alimentos e imaginando quais deles poderiam ser fotogênicos.

[OddityCentral]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

14 comentários

  • Rodrigo Libertari:

    Trabalho delicioso nao?

  • isabella:

    Gostei!

  • Bruno Juncklaus:

    Achei massa justamente pelo dele ter utilizado programas de computador para “aprimorar” as fotos.

  • Marcos Alexandre:

    esse lugar é o inferno não???

  • Douglas:

    Hmmm fiquei com fome…

  • Inês:

    Extremamente criativo, inovador. Fiquei admirada quando vi estas imagens de perto e notei que não eram feitas com os mesmos materiais banis e já esperados de sempre: tintas, lápis. Quase não acreditei que seria possível construir imagens com alimentos. Elas foram ampliadas e transformadas em grandes quadros que adornam o restaurante universitário da UFES. Parabéns pela criatividade em produzir arte com diferentes materiais.

  • Bruno:

    E dai se ele usou comida?
    Ele tirou o dinheiro do bolso dele.
    Se ele gastasse dinheiro com tintas ia dar na mesma. Ele poderia usar o dinheiro da tinta pra comprar comida pras pessoas necessitadas.

  • Armstrong:

    Bem saudavel =]

  • Reynaldo Andrade:

    Muito bonito este trabalho artístico, se o fome zero descobrir este talento, não saberá apreciar e aí a coisa fica feia, mas coisa de rico é uma , e coisa de pobre é outra coisa, é por isso que tem o borça família, e o emborça da corrupção, e viva tudo, viva o chico barrigudo.

  • ivone:

    Nota dez para a criatividade. Zero para o desperdicio de produtos que poderiam alimentar muitos necessitados.

  • Diego Willrich:

    “…mas porque alguém iria arruinar algo tão bonito apenas para satisfazer sua fome?”

    Mmm… talvez porque senão a comida estraga depois de um tempo??? (risos)

  • Vitor:

    Tanta gente passando fome no mundo e gente como este, gastando comida a rodo pra tirar fotos.

    Pergunta o que ele faz com a comida depois que a usa…

  • jhon:

    Só deveriam ser maiores para poder usar como plano de fundo da área de trabalho, mas mesmo com os efeitos, a arte é muito bonita, e deliciosa.. kKkkKk

  • geraldinho:

    Só não são mais incríveis porque ele usou toneladas de photoshop e aplicativos 3D para criar esses efeitos.
    Contudo o resultado final é impressionante.

    Será que ele se inspirou no nosso Vik Muniz?

Deixe seu comentário!