Os sinais sincronizados de vários vaga-lumes são chamadas para acasalamento

Por , em 12.07.2010

O belo, e aparentemente aleatório, padrão de vaga-lumes piscando juntos foi decodificado. E o final das contas, tudo tem a ver com o amor.

Desde 1930, cientistas tentam entender o propósito de um grupo grande de vaga-lumes emitir seus sinais luminosos misteriosamente sincronizados.

O recente estudo sugere que os vaga-lumes, que utilizam a bioluminescência para a seleção sexual, sincronizam o piscar de suas luzes neon verdes em grandes grupos a fim de ajudar as fêmeas a reconhecer parceiros potenciais.

Piscando juntos, eles tornam mais fácil para os membros de sua mesma espécie localizar os parceiros adequados para o acasalamento.

A fêmea espera por um padrão específico de luz intermitente – seqüências são únicas para cada espécie. Quando elas detectam um padrão que gostam, emitem o mesmo sinal de volta para o sexo masculino.

Os cientistas estimam que, das cerca de 2.000 espécies de vaga-lumes em todo o mundo, apenas 1% sincronizam seus flashes em grandes grupos.

A vida dos vaga-lumes é praticamente voltada ao acasalamento: depois de viver dois anos como larvas, sua curta vida adulta de duas semanas é dedicada a encontrar fêmeas e reproduzir, sem sequer parar pra comer.

Com literalmente apenas uma coisa em suas mentes, e no meio da concorrência feroz sobre a atenção do sexo feminino, por que os vaga-lumes machos emitem sinais no meio de um grande grupo?

Certas espécies de vaga-lumes são frequentemente encontrados em altas densidades, o que torna difícil para as fêmeas registrar um sinal de um macho solitário.

No campo, sob condições naturais, uma resposta feminina atrai diversos machos. Os investigadores não sabem se a resposta inicial da fêmea é dirigida a um único macho ou ao grupo como um todo. Em última análise, no entanto, ela escolhe apenas um para se acasalar.[LifeLittleMysteries]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

1 comentário

Deixe seu comentário!