Ouvir um bebê chorar aumenta níveis de testosterona

Por , em 15.12.2011

Pesquisadores da Universidade de Michigan (EUA) investigaram um inusitado funcionamento hormonal no corpo humano. Aparentemente, quando um homem ouve um bebê chorar e tenta fazê-lo parar sem sucesso, a atividade desencadeia o aumento de testosterona no organismo.

A relação entre o comportamento e os hormônios foi o tema de estudo dos endocrinologistas americanos. A liberação de hormônios no corpo, conforme explicam os cientistas, está ligada a ações e reações que nem sempre correspondem ao estereótipo de atitudes masculinas. A urgência em ninar uma criança, para fazê-la deixar de chorar, é apenas um exemplo.

Nos Estados Unidos, é comum pais fazerem cursos de educação de filhos, para praticar situações reais. No caso específico que os pesquisadores analisaram, a cena é simulada com uma boneca que chora em volume alto, e tem sensores que detectam certos movimentos e simulam a existência de um bebê de verdade.

A pesquisa recrutou 55 homens, a maioria em idade de frequentar a faculdade, para o experimento. Antes de iniciar o teste, cada voluntário cedeu uma amostra de saliva para medir os níveis hormonais naquele instante. Em seguida, foram divididos em quatro grupos para cumprir determinadas tarefas.

O primeiro grupo simplesmente sentava em uma salinha de espera por alguns minutos, tirava outra amostra de saliva e ia para casa. A segunda parcela ficava o período do teste ouvindo o som gravado do choro de um bebê.

As tarefas mais complicadas estavam nos dois últimos grupos, que deveriam ninar a boneca que simulava o choro infantil. A diferença é que as bonecas do terceiro grupo contavam com o sensor que fazia a boneca se “acalmar” com o tempo, enquanto a última parte dos pesquisados era obrigada a acalentar uma boneca que não pararia de chorar jamais.

Ao final de oito minutos, todos tiveram seus níveis hormonais novamente testados através da saliva. E os resultados confirmaram a teoria: quanto mais impotente no ato de parar o choro da criança, maior o aumento de testosterona. O grupo que era obrigado a apenas ouvir o som gravado, mas sem ter uma boneca em mãos, experimentou um aumento médio de 20% do hormônio no organismo.

A pesquisa mostra, conforme explicam os pesquisadores, que nem sempre os níveis de testosterona de um homem estão relacionados com fatores de saúde “tradicionais”: o modo como cada pai age com seus filhos pode ser um fator importante nesta balança. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

9 comentários

  • gloria:

    Puro instinto de preservação, se o bebe chora, o pai acalenta , claro, ele é muito macho mesmo porque boiola nem gera filhos , casa c\ outro boiola p\ ñ ter q preservar a espécie.

    • Saprugo:

      Sou casado (hetero) e adoro sexo, mas não tenho e nem quero ter filhos. Se quiserem ter filhos por que gostam ou outros motivos pessoais, ainda que isso continuará a exaurir o planeta por superpopulação, tudo bem, mas para PRESERVAR uma espécie com 7 bilhões de indivíduos é de uma ignorância matemática sem precedentes!! Baratas, ratos, formigas, moscas, etc. procriam desenfreadamente porque não pensam, não raciocinam, isso sim é instinto de preservação da espécie em seu estado puro, simplesmente não sabem quando parar pois foram programados geneticamente para isso! Agora o homem, com sua inteligência e raciocínio, esse deveria saber SIM quando desacelerar ou mesmo parar, pois o direito coletivo de TODOS os seres vivos da Terra, de ter um planeta sustentável e com recursos para todos, deve se sobrepor ao direito individual dos humanos de procriar como ratos.

  • Jullia:

    Uma demonstração do óbvio: pais que abandonam os filhos, machos é que não são.

    • PPDKKSM:

      wtf oq tem a ve com o texto

    • Rods:

      Óbvio, os pais que abandonam os filhos não ouvem choro de criança, portanto tem menos testosterona (hormônio masculino) que aqueles que ouvem o choro constantemente…

  • eduardo:

    Não se surpreendam qnd encontrarem uma fila de marombados em porta de maternidade…..

  • Fernando:

    Pelo que me lembro, nossos níveis de testosterona se elevam quando ficamos tensos. Bebês são simplesmente irresistíveis porém, como nada é perfeito, o chorinho deles pode ser associado ao estresse. Pense por exemplo em um pai que tem de acordar lá pela quarta ou quinta vez no meio da madrugada, quando tem de trabalhar na manhã seguinte, situação complicada, não? Talvez seja esta uma das possíveis explicações.

  • luiz:

    Olá preconceituosos de plantão; homem cuidar de bebê, não o torna menos “macho” nem significa “bichise”, pelo contrario a ciencia prova que atitudes de ocupar-se com os nenens, aumenta o hormonio masculino, agora as mamães vão ter uma ótima desculpa para pedir aos papais para dar uma “mãozinha” na hora que o bebê chorar:O papaizão você não diz que é “machão”, é só fazer a sua parte quando o “filhotinho” estiver chorando!

  • karlloz:

    Vou começa a toma conta dos guris antes da academia, será que vai dar certo?

Deixe seu comentário!