Dose saudável de café: quatro xícaras por dia podem matar você?

Por , em 20.08.2013

Se você tem menos de 55 anos, é bom tomar um cuidado especial para não exagerar no café: de acordo com estudo publicado recentemente na Mayo Clinic Proceedings, tomar mais de 28 xícaras por semana pode aumentar as chances de morte prematura, especialmente nessa faixa etária.

Ao examinar dados de mais de 43 mil pessoas coletados ao longo de (em média) 17 anos, os autores perceberam que, mesmo considerando diversas outras variáveis, aqueles que consumiam muito café (28 xícaras por semana ou mais) tinham 21% mais chances de morrer prematuramente de causas diversas – das 2.512 mortes, 804 (32%) foram causadas por doenças cardiovasculares, que podem ter relação com excesso de cafeína.

Curiosamente, o impacto do consumo excessivo de café só foi percebido entre pessoas com menos de 55 anos de idade.

Bebida polêmica: qual é a dose saudável de café para beber por dia?

“Ainda existe um considerável debate sobre os efeitos da cafeína (especificamente do café) na saúde, com alguns estudos sugerindo toxicidade e outros sugerindo efeitos benéficos“, lembra o cardiologista Carl Lavie, um dos autores do estudo.

No caso, embora o consumo excessivo de cafeína tenha sido vinculado a um maior índice de mortalidade, os autores não encontraram uma relação direta. Em material encaminhado à imprensa, as pesquisadoras Junxiu Liu e Xuemei Sui revelaram uma das suposições feitas pela equipe: “Temos a hipótese de que a associação entre café e mortalidade pode ser atribuída a uma interação entre idade e consumo de café, combinada com uma tendência genética ao vício em cafeína”.

Contudo, vale ressaltar que o café normalmente consumido nos Estados Unidos, onde foi feito o estudo, é mais fraco do que o consumido no Brasil. Assim, mesmo sem um vínculo claro com mortalidade, a atenção para evitar abusos por aqui deve ser maior. [The-Scientist, ScienceDaily, Mayo Clinic Proceedings]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

6 comentários

  • pmahrs:

    Então eu já morri.

  • Edson Santos:

    Equação tostines: Quem exagera no café aumenta as chances de morte prematura ou quem tem chance de morte prematura exagera no café?

  • Marcio Rodrigues:

    Tem pessoas por aí que bebe até cair, fuma todo tipo de porcaria pra ser cool/style/descolado…, não pratica uma atividade física e toma um cafezinho de vez enquanto. Daí morre de ataque cardíaco e conforme a conveniência de quem faz a pesquisa o culpa é do café.
    Nos programadores estamos fodidos, pois a maioria das pessoas que conheço que trabalha com a mente toma um café atrás do outro.
    Eu fiz algumas mudanças de uns tempos pra cá. Reduzi a quantidade de xícaras por dia, aumentei um pouquinho o tamanho da xícara, e reduzi consideravelmente o açúcar, gosto de café forte e meio amargo mesmo.
    Não tem condições de adaptarmos nossa vida baseada nessas pesquisas que, ninguém garante se estão ou não tentando manipular as massas, até porque meus avôs tomaram café demais e viveram muito.

  • Gilvany Oliveira:

    Besteira.
    Mais uma matéria cheia de “poréns” e “no entanto’s” sem chegar a conclusão nenhuma. Essas estudos so servem pra fazer panico.
    Dai vc lê em seguida um link de outro artigo totalmente controverso do tipo “café faz vcê viver mais tempo”.

    ¬¬

  • Ana De Nigris:

    Acho que alguém está desinformado. Abri duas informações paradoxais hoje: esta, do Hype e a do G1. http://g1.globo.com/jornal-da-globo/videos/t/edicoes/v/pesquisa-do-incor-mostra-que-o-cafe-traz-beneficios-para-a-saude/2771547/

  • Marte:

    Se cafezinho em excesso matasse eu já estaria no céu há muito tempo. Talvez o vilão não seja o café, mas o adoçante que tomam por lá (e cá entre nós: café tem que ser tomado com açúcar, o adoçante arruina o sabor do café).

Deixe seu comentário!