Plantas dão gritos ultrassônicos quando estressadas, e podemos até dizer por que

Por , em 7.12.2019

Uma nova pesquisa da Universidade de Tel Aviv, em Israel, descobriu que plantações de tomate e tabaco podem falar. Infelizmente, nós não conseguimos escutar.

Usando gravações, os cientistas concluíram que as plantas fazem sons ultrassônicos quando estressadas, seja por falta de água ou quando seu caule é cortado.

Esses sons estão em frequências que os humanos não podem ouvir, mas insetos, outras plantas e alguns mamíferos sim.

Média de sons

Pesquisas anteriores já descobriram que plantas podem se comunicar, são boas matemática, tem memória, reconhecem rivais e amigas.

Agora, o novo estudo descobriu que podem gritar também. Os pesquisadores colocaram microfones a dez centímetros de distância das plantas e eles pegaram sons ultrassônicos na faixa dos 20 a 100 kilohertz.

“Essas descobertas podem alterar a maneira como pensamos sobre o reino vegetal, que foi considerado quase silencioso até agora”, escreveram os cientistas em um artigo que ainda não foi publicado em uma revista.

Em média, tomates estressados por falta de água fizeram 35 sons por hora, enquanto as plantas de tabaco fizeram 11. Sem o caule, tomates fizeram 25 sons por hora, e o tabaco 15. Plantas não estressadas fizeram menos de um som por hora, em média.

Os cientistas também puderam diferenciar a causa do estresse (água ou caule) usando um modelo computacional. Os dois sons foram distintos do vento, chuva e outros na estufa, bem como tinham intensidade e frequência diferente.

Agricultura de precisão

Embora os cientistas tenham estudado apenas tomate e tabaco, eles acreditam que outras plantas podem emitir sons quando estressadas também.

Em experimentos preliminares, sons ultrassônicos foram registrados em um cacto espinhoso (Mammillaria spinosissima) e em uma urtiga (Lamium amplexicaule).

De acordo com o estudo, os resultados podem ser interessantes para agricultores. Se houver uma maneira barata e eficaz de eles “escutarem” as plantas, podem em seguida responder de acordo, regando-as quando necessário, por exemplo.

“A sugestão de que os sons que as plantas estressadas pela seca produzam possam ser usados ​​na agricultura de precisão parece viável se não for muito caro configurar a gravação em uma situação de campo”, disse Anne Visscher do Royal Botanic Gardens Kew, no Reino Unido.

Insetos podem ouvir?

Os pesquisadores israelitas sugeriram que insetos como mariposas poderiam ouvir esses gritos ultrassônicos, e decidir não botar ovos nas plantas estressadas, por exemplo.

Outras plantas também poderiam escutar e reagir aos lamentos de suas colegas.

Como não houve experimentos para mostrar se qualquer animal pode ouvir e responder a esses sons, a ideia permanece especulativa por enquanto.

Ressalvas

Edward Farmer, da Universidade de Lausanne, na Suíça, disse estar cético em relação às descobertas do novo estudo.

O cientista afirmou que mais experimentos com controles deveriam ser feitos, como gravar os sons do solo sem plantas. [NewScientist]

2 comentários

  • Tibulace:

    Também sou extremamente cético ante tal estudo.Fico me perguntando, o que pode VIBRAR de uma planta, para produzir esses sons ultrassônicos.

    • Cesar Grossmann:

      Cavitações em tubos de xilema parece ser uma das explicações possíveis, veja o artigo original.

Deixe seu comentário!