Porque o futebol feminino não é tão legal de assistir quanto o masculino?

Por , em 13.07.2011

Tem gente que não sabe explicar porque, mas a maioria das pessoas considera o futebol feminino bem menos atraente do que o masculino. Veja a Copa do Mundo Feminina, passada na televisão há pouco. Você sentiu a mesma emoção quando torceu do que assistindo a Copa América, acontecendo agora, da seleção masculina, por exemplo? (Ok, infeliz exemplo, já que o “Brasil masculino” não tá fazendo grande coisa – e olha que o feminino pelo menos chegou na semi, embora tenha perdido pros EUA).

Porque será que ele é menos atraente? Alguns argumentam que o futebol feminino não é tão interessante aos espectadores quanto o masculino porque os homens são maiores e mais fortes. Você vê mais atletismo! Mais músculos! Mais grunhidos, sombras e tatuagens questionáveis!

Mas há outra característica, menos desejável, que os jogadores de futebol do sexo masculino apresentam com muito mais frequência do que jogadoras de futebol feminino: cair.

Para o fã de futebol, aquela “simulação” básica de falta que acontece quando um jogador finge ser ferido para cavar uma vantagem é simplesmente parte constante do jogo. Estratégia muito usada, alguns jogadores como Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, ou mesmo Neymar, do Santos, e Jorge Henrique, do Corinthians, entre outros, já ganharam fama de “cai-cai”.

Existem dezenas de tributos amorosos ao teatro do famoso futebol internacional do sexo masculino, e a maioria dos fãs aceita esse teatro como uma parte um pouco chata, mas às vezes cômica do jogo.

De acordo com um estudo, jogadoras de futebol, embora não totalmente imunes ao canto de sereia do mergulho estratégico, caem com muito menos frequência do que suas contrapartes masculinas.

O estudo revisou vídeos de 47 jogos entre 2003 e 2007 de Copas do Mundo Femininas e comparou as taxas de lesão com jogos masculinos em torneios regionais. As lesões aparentes foram divididas em duas categorias: foram consideradas “definitivas” se um jogador foi substituído no prazo de cinco minutos ou estava visivelmente sangrando, caso contrário, as lesões foram consideradas “questionáveis”.

Os pesquisadores descobriram que uma média de 11,26 lesões aparentes ocorreu em partidas de homens, comparado com 5,74 em partidas de mulheres. Aquelas consideradas “definitivas” envolveram 13,7% das lesões femininas e 7,2% das masculinas. Elas se machucam mais, e fingem menos.

Por quê? Existem algumas teorias a respeito. Uma delas é que o futebol feminino não tem a história do masculino, e, assim, as mulheres têm menos tempo para entender e explorar as regras do jogo.

Pode não haver muitas “cai-cai” por aí, mas dê tempo para as senhoras. A história da humanidade tem nos ensinado que as mulheres, quando dada a oportunidade, podem agir tão desonestamente quanto os homens.

Outra teoria é que as mulheres valorizam a integridade do esporte mais do que os homens, já que o futebol masculino é uma indústria mais do que multibilionária global e os jogadores, portanto, têm que fazer de tudo para preservar seus contratos também multibilionários.

Também, homens são mais velozes, mais pesados, maiores, há mais contato físico e, portanto, mais oportunidade de cair. Até a física deve assumir que dois objetos mais massivos criam impacto maior. Claro que algumas fingidas masculinas não nascem em nenhum contato, mas qualquer chance convincente de cair no chão é bem-vinda aos jogadores.

Sem essas experiências irônicas e teatrinhos, o futebol feminino é mais simplesmente futebol. Seria entediante de assistir? [Jezebel]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (11 votos, média: 2,00 de 5)

41 comentários

  • Thomas Pacheco:

    eu acho que porque futebol feminino tem menos torcida pra dar força, e o masculino tem bem mais torcida pra dar força.

  • Carla Mattei:

    Estes jogadores são meio mulherzinhas mesmo.

  • Geovana Azevedo:

    Olha só eu tenho 13 anos e faço escolinha de futebol akie onde eu moro e eu acho q o futebol feminino tem que ser mais valorisado pois como os dos homens sao os dasd mulheres tam bm tinha q ser !

    Eu amo futebol e queria ser uma jogadora quando crescer mais infelismente um bandeirinha ganha mais que uma jogadora Aposto que tem mulherees que jogam mais que alguns homesns purai “””

  • Rocha:

    Futebol feminino é muito chato porque é lento.O campo e as traves são muito grandes para elas.O incrivel é que o futebol de salão masculino vem fazendo um trabalho fantástico e ninguém fala nada.Enfim é melhor assistir comercial do que futebol feminino

  • Paulo Sérgio:

    Mulher não tem criatividade, copia o homem até no futebol. Depois que está tudo pronto elas querem tomar posse.

    • Felipe Reis:

      as mulheres só conseguiram inventar coisas úteis exclusivamente para elas: minissaias, perfumes, sandálias, maquiagem, etc… podiam ter inventado algo que melhorasse o relacionamento delas com os homens, como, por exemplo, o jogo aberto quando estão realmente interessadas e quando só estão a brincar…

    • Bruna Alencar:

      Só rindo mesmo…

  • Mario:

    futebol é coisa de macho, de homem quem não for sai da frente, assim como casamento é coisa de H X M.

  • Barretti:

    Futbol masculino as vzs é uma mistura de vale-tudo, tem xingamentos, tapas na cara discução, e por serem homens tipo + egoistas perder a bola ou levar um drible entre as pernas pode cre que isso n vai ficar barato e por isso ficamos ligados na frente da telinha so esperando o momento certo, algumas vzs somos agraciado com um golzinhu ou uma graça pq adimintindo ou nao os H sao + ousados.

  • Pedro Vaz_De_Angola:

    Acredito que se as mulheres jogassem peladas ou de calções curtinhos e camisas bem decotadas, todos iriam achar o futebol femenino o máximo.
    O futebol masculino é apenas + difundido pela mídia, envolve muitos mais investimentos, e produção, o que obriga de certa forma aos espectadores concentrarem-se + nele.
    Portanto, na minha opnião, o futebol femenino é tão lindo qnto ao masculino, só que envolvem-se em contextos difetentes!

  • Niv.Jr:

    Marca um jogo da Seleção Masculina contra a Seleção Feminina, ai veremos quem ganha!!!

  • Alex:

    “as mulheres podem ser tao desonestas quanto os homens”…
    nunca vi verdade maior…

    • Felipe Reis:

      hehehe… acabei de publicar isso no meu face… isso, com certeza, é só uma das verdades que a sociedade até hoje não entendeu! a mulher é tudo de ruim quanto julgam que nós homens sejamos!

  • ALX:

    Papo furado ou se enganaram com a materia… Hoje prefiro MUITO MAIS ver o futebol feminino da seleção brasileira do que do masculino que falando serio ta um LIXO né? Coitado dakele Neymar xegar pelo menos aos pés da Marta. Acho que so faltam criar um campeonato feminino brasileiro por exemplo, aposto que torcida não faltara

  • Lucas Miranda:

    Natasha escreve ótimas matérias, mas esta seria melhor se ela não a tivesse escrito…

    • Cesar:

      Natasha não escreveu a matéria, fez uma resenha/tradução. Por isto tem um link no fim do último parágrafo – é para quem quer encontrar a matéria original.

  • Lucas Miranda:

    Essa matéria está totalmente equivocada!

  • Chessmaster_17:

    Ultimamente, nem futebol masculino anda lá muito interessante…

    Taí essa Copa América tão estranha, com os favoritos (?)Brasil, Argentina e Uruguai (que voltou à elite, depois de semi-finalista na copa 2010 e a performace do Penarol na final da Libertadores), lutando desesperadamente pra avançar à semifinal da competição (???)…

    Quanto à desclassificação prematura das mulheres no mundial, penso que faltou melhor preparo físico (já que as estadunidenses sobraram neste fundamento) e psicológico (faltou catimba!)…o jogo tava na mão…

    Vai entender…

  • Óbvio:

    A alienação presente neste texto é fantástica. Parece que ela (Natasha) sofreu lavagem cerebral ou é simplesmente conformista com o que a sociedade impõe, que só para salientar, é estupidamente machista. E disso surgem afirmações rídiculas e pseudo-ciência tentando jutificar o injustificável : o PREONCEITO.
    Não assistem ao futebol feminino porque o preconceito de gênero e também do novo e do diferente impede. É o bloqueio “natural” dos seres humanos, porém se fôssemos movidos somente por esse tipo de sentimento… estaríamos morando em buracos ou em casas de galhos, e não é isso que acontece.

    • Cesar:

      Óbvio, que tal você dirigir a crítica a quem de direito? A Natasha NÃO ESCREVEU A MATÉRIA, APENAS FEZ A RESENHA/TRADUÇÃO.

  • Wilian:

    Infelizmente vejo mais uma vez essa errônea afirmação que esta matéria retrata em referência ao gosto de uma maioria a um tipo de esporte. Isso só reforça a minha indignação com alguns assuntos tratados pela mídia interesseira e pelos canais de marketing e propaganda que força ao telespectador a aceitar mais um tipo de “gênero” de esporte do que o outro. Como assim? Se você reparar, somente a pouco tempo que um canal aberto começou a colocar o futebol feminino em evidência. Sendo assim, fica difícil eu aceitar um esporte com o gênero oposto logo de imediato, mas a aceitação ao futebol feminino, em evidência nessa matéria, está aumentando a cada dia. A audiência desse “gênero” de esporte, nessa emissora que retratei, tem aumentado sempre, porém também não se vê, por exemplo, muitos comerciais ou um marketing específico com as jogadoras da seleção ou do futebol feminino brasileiro. Que ver um outro exemplo; “Guga”. Antes dele, dificilmente se via ou se falava na mídia sobre tênis, porém quando ele surgiu a mídia chegou até a dizer que o país estava virando o “país do tênis” e nos comerciais sempre se via o “Guga”. Hoje vejo o futebol feminino em ascenção devido ao talento da jogadora Marta. Até por que, antes dela aparescer nunca se tinha colocado na TV brasileira um jogo de “TIME” de futebol feminino, como foi o exemplo do time do Santos quando a Marta jogava por lá. E depois dela o que acontecerá com esse esporte na mídia. Por esse motivo que eu não concordo com essa matéria em especial.

    Conclusão:
    Sem apoio e sem evidêcia qualquer esporte é menos aceito pela maioria.

    • Wilian:

      Desculpem-me por dois erros:

      * A falta da interrogação na frase da linha 18;
      * O erro de escrita na palavra “evidência” na linha 21.

  • Jonatan Ferreira:

    O Brasil feminino não chegou à Semi-final… foi desclassificado nas Quartas pelos EUA…

    Favor corrigir a informação

    • Wilian:

      e o masculino igualzinho

  • eset:

    Ultimamente o futebol feminino está mais legal que o masculino.

  • websurffer:

    Eu discordo plenamente da opinião dos pesquisadores.

    Não tenho intenção de fazer apologia a violência, mas o homem vê o campo de futebol como uma arena de combate. Aquilo lá é uma disputa em que o sangue deve ser dado para se ter o resultado. Mesmo que, ultimamente, os homens não são mais Homens.

    Afinal, o que você quer? Ver luta entre gladiadores ou ver a gatinha brincar com a bola?

    • Niv.Jr:

      Vai fazer balé!!!

  • D3lta:

    OMG!! cai cai não é regra de jogo, é mania de treinador que não gosta de futebol bem jogado. E ao meu ver, jogo de bola só de mulher é muito mais bonito de se ver, tanto visualmente, como tecnicamente. xD

  • Douglas:

    Me desculpa Natasha, eu não quero ser machista aqui, mas você não entende nada de futebol. Deixava alguém que entende escrever…
    Primeiro que em geral a qualidade técnica do futebol masculino é maior, e segundo, o futebol feminino bem jogado é sim legal de assistir. Essa diferença nada tem a ver com tatuagens ou as simulações.
    “Existem algumas teorias a respeito. Uma delas é que o futebol feminino não tem a história do masculino, e, assim, as mulheres têm menos tempo para entender e explorar as regras do jogo”
    Que absurdo!! Qualquer criança de 10 anos entende as regras do jogo.

    • Cesar:

      Me desculpa, Douglas, mas a NATASHA NÃO É A AUTORA ORIGINAL DO ARTIGO.

  • Paulo:

    Oh por favor.. Não se vê tanto porque caem menos? Claro que não.

    Isso tem um carácter cultural. Somos todos habituados desde crianças a assistir o futebol masculino. O que nos faz conhecer todos os jogadores e a ter aquele interesse e vibrar a emoção. Quem é que conhece um plantel feminino inteiro? Poucos ou ninguém…

    E não só, outros pormenores como a técnica, a agressividade, a magia propriamente dita no futebol não exite no feminino. A técnica não é tão presente.

    E mais, é sempre bom ver as selecções, porque nós conhecemos o Messi da argentina, o Cristiano Ronaldo de Portugal, ou o Neymar do Brasil. Dá gosto ver jogadores que conhecemos, que vemos jogar todo o ano, pela sua selecção.

    Não, não me parece que tenha a ver com o cair ou com o “cai-cai”. Pra mim este artigo não tem qualquer fundamento.

  • Márcio M:

    O que me chama atenção no futebol é a técnica e velocidade. O futebol é um esporte de arte e muito RACIOCÍNIO EM CURTO ESPAÇO DE TEMPO. Esta é a arte do futebol: técnica (inteligência) associada a raciocínio rápido (muito rápido mesmo): tanto para se armar uma jogada com marcador muito próximo, quanto para se perceber um “bote” usando dribles, ou para se defender de um ataque. É como um jogo de xadrez: você deve antecipar a jogada adversária. Parece-me que o futebol masculino está mais próximo dessas características e logo chama mais a atenção. O futebol feminino está caminhando para essas caracterísiticas, como Marta por exemplo, que na minha opinião tem essas qualidades e que joga até melhor que alguns jogadores homens (que não tem essas características).

    • Fabio:

      A resposta é simples: coloca o time de futebol feminino campeão da copa e coloca o pior time de futebol masculino pra jogar e veja quem ganha.Até o corinthias ganha! XD

    • Márcio M:

      Caro amigo. A questão não é comparar o time que ganha, e sim o gosto por ASSISTIR o futebol. Até porque, no futebol masculino um ganha e o outro perde. Sempre teremos um perdedor e, isso não faz com que se o futebol masculino deixe de ser prioridade. Sem fundamento essa sua argumentação, até porque tem nada a ver com o que a matéria propôs.

    • Márcio M:

      Não entendi o que tem a ver o time que eu torço em relação a matéria. Vc falando assim, parece até que eu faço as contratações do meu time, e que ele não está bem. Me explique, o q tem a ver o time q eu torço? Sou técnico por acaso do meu time? Eu escolho os jogadores do meu time? Contratação de jogadores (bons ou não) é questão de administração das finanças de um clube. Se vc discorda do meu ponto de vista, poste o seu, concordando ou não, mas argumente, fale os motivos invés de ficar criticando. Até para enriquecer o debate (se é que vc tem um ponto de vista). Parece que o “Zé Mané” é vc!!!

    • websurffer:

      Discordo do que você escreveu, talvez não tenha se expressado da maneira que queria.

      Futebol esporte de inteligência? Como? Se é, por que jogadores que jogam com inteligência não são valorizados?

      O ex jogador do cruzeiro, Alex, posição meio de campo, joga com inteligência. Mas ele é valorizado?

      Os brasileiros são vidrados em milagres. O cara para jogar bola tem que nascer com a bola no pé.

    • Márcio M:

      Colega, quem disse que jogadores com inteligência não sao valorizados? Alex foi supervalorizado! Jogadores vão envelhencendo e perdendo a técnica, agilidade, e outras qualidades. A inteligência está presente sim, mas não somente no individual, e sim no coletivo. A função tática de um time é inteligência coletiva. O futebol feminino na minha opinião ainda não desnvolveu tanto o coletivo quanto o individual. Individual são poucas que possuem, já no masculino são a maioria. Por isso comparei Marta sendo uma das poucas com qualidades referente a um dos poucos do masculino.

  • big bang:

    Muito simples! Ver futebol masculino e ver um esporte um tanto qto violento, com sujeitos truculentos e q as vezes saem na pancada, futebol feminino e ver um esporte um tanto quanto violento, com mulheres truculentas e q as vezes saem na pancada, pra mim e bem pouco atraente…

  • Pensador®:

    Não sei explicar. Mas o futebol feminino deixa um pouco a desejar. Não sei explicar o que exatamente, mas deixa.

    Quando são duas seleções de nível, até que é legal. Mas quando são seleções ruins, não dá, é muito ruim.

  • Niv.Jr:

    Pôh diretor, colocou logo a Natasha pra publicar essa matéria? ela é corinthiana…cara. Ai não dá né meu? kkk

    • Niv.Jr:

      Bricadeirinha Nat,vc é linda!!!

Deixe seu comentário!