Psicólogo: narcisistas podem ser “pessoas horríveis, mas são felizes”

Por , em 28.01.2020

Um novo estudo da Queen’s University Belfast (Austrália) descobriu que narcisistas podem até ser pessoas pouco adoradas, mas são “felizes” como são: a pesquisa, ainda em andamento, mostrou que eles são menos propensos a ter depressão e estresse.

Quem é narcisista?

A definição da pesquisa sobre os narcisistas é a seguinte: são pessoas “propensas a se envolver em comportamentos arriscados, sustentar uma visão superior irrealista de si mesmas, serem excessivamente confiantes, mostrar pouca empatia pelos outros e sentir pouca vergonha ou culpa”.

Só por essa descrição, já sei que você pensou em alguém arrogante, pouco sociável, autocentrado, egoísta e basicamente horrível.

Por que, então, o narcisismo parece ser cada vez mais comum nas sociedades modernas, da política às mídias sociais à cultura de celebridades?

Essa questão – a de parecer haver algum tipo de benefício ou vantagem em ser narcisista, apesar de ser um traço de personalidade visto como “negativo” – foi o que motivou o experimento australiano com 700 participantes.

Resultados

Um estudo anterior da mesma equipe já havia indicado que narcisistas eram mais propensos a ter sucesso profissional e social, possuindo uma espécie de “fortalecimento mental” que os ajuda a superar rejeições e decepções.

A nova pesquisa está alinhada com essas descobertas. Ainda que narcisistas possam ser pessoas ruins para a sociedade e para os outros, eles tendem a se “proteger” de qualquer pensamento ruim sobre si mesmos.

Como consequência, tem menores níveis de estresse e são menos propensos a ver a vida como estressante. Essa autoconfiança e senso inflado importância acabam se tornando qualidades interessantes para sua saúde.

Tipos de narcisismo e suas possíveis vantagens

Segundo o principal autor do estudo, o psicólogo Dr. Kostas Papageorgiou, existem diferentes tipos de narcisistas.

Aqueles com o que ele chama de características “grandiosas” possuem “uma preocupação com status e poder” e um “senso inflado de autoimportância”. Por outro lado, existem narcisistas “vulneráveis” que são mais defensivos e possuem uma tendência a ver o comportamento alheio como “hostil”.

Em termos de seu próprio senso de bem-estar e habilidade em lidar com estresse, os narcisistas “grandiosos” são mais propensos a ter características “muito positivas”. “Embora, é claro, nem todas as dimensões do narcisismo sejam boas, certos aspectos podem levar a resultados positivos”, disse o Dr. Papageorgiou.

Em outras palavras, traços psicológicos não deveriam ser “vistos como inerentemente bons ou ruins, mas como produtos da evolução e expressões da natureza humana que podem ser vantajosos ou prejudiciais dependendo do contexto”. [BBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (15 votos, média: 4,93 de 5)

Deixe seu comentário!