Rachadura magnética cria mais um evento luminoso durante a noite

Por , em 5.03.2012

Uma “rachadura” no campo magnético da Terra abriu caminho para outra exibição das luzes no norte, perto do topo do mundo.

Nós estamos no meio de um dos ciclos solares de 11 anos, chegando a um pico esperado em 2013. Se as tempestades solares ficarem muito intensas, pode acontecer um risco muito grande de problemas em satélites de comunicação e outros sistemas elétricos. Mas felizmente, os únicos efeitos significativos até agora foram as auroras.

Elas acontecem pela interação entre a magnetosfera terrestre e as partículas carregadas eletricamente que vêm do sol. Essa interação energiza o oxigênio atmosférico e o nitrogênio da ionosfera, gerando as luzes maravilhosas nos polos da Terra.

Nós, do Hype, já exibimos vários desses eventos. Mas algo tão belo nunca é demais. Então aproveite. [MSN]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

5 comentários

  • João:

    Será que uma inversão dos polos vem aí?
    Mais interessante ainda seria virar o mapa-mundi e colocar o Brasil no topo do mundo.

    • Cesar:

      João, uma inversão de pólos leva milhares de anos para se completar. Ou seja, se começasse HOJE, provavelmente só terminaria pra lá do ano 50.000.

      Outra coisa, colocar o Norte no topo do mapa é uma convenção inventada por quem mora no Norte: Europa, URSS, EUA e Canadá. Na Austrália os mapas tem o Sul do lado de cima: http://flourish.org/upsidedownmap/ (bom, na verdade não sei se é na Austrália, mas que tem uns australianos se rebelando contra o “eurocentrismo” dos mapas-múndi, tem).

      Não existe nenhuma lei que diga que o norte do mapa tem que estar em cima…

    • KAKAU:

      CESAR, gostaria que voce lesse o livro “COMO SOBREVIVER A 2012” de Patrick Geryl. Ele prova com dados extremamente científicos que a inversão de polaridade ocorrerá dentro do próprio sol e que a inversão polar no nosso planeta e em todos do nosso sistema solar será coisa de dias e inferior a uma semana. Menciona locais e táticas de sobrevivência para a humanidade enfrentar essa inversão polar. Abraço

    • Hummungus:

      Que legal ! Olhei o link que fala do mapa da Austrália e vi que os caras lá posicionam o mapa deles como se fosse de cabeça pra baixo em relação ao nosso. Muito interessante .

  • Jonatas:

    Eu nunca me canso de ver a beleza dessas formações.

Deixe seu comentário!