NASA descobre um buraco gigante crescendo na superfície do sol

Por , em 14.07.2016

A NASA viu um buraco gigante sobre a superfície do sol. Mas, antes que você entre em pânico tentando entender o que isso significa, não é o fim do mundo.

O fenômeno astronômico é chamado de buraco coronal, e aparece na atmosfera da nossa estrela de tempos em tempos. O buraco pode durar de semanas a meses de cada vez, e pode tomar até um quarto da superfície do sol.

De acordo com a agência espacial norte-americana, esses buracos marcam pontos de baixa densidade onde o campo magnético do sol abre livremente no espaço interplanetário, permitindo que o material quente da corona acelere para fora.

Devido a isso, essas áreas têm plasma muito menos quentes do que os seus arredores mais brilhantes, fazendo com que pareçam mais escuras – daí a impressão de que há um “buraco” no astro-rei.

Probleminhas

Usando uma série de imagens divulgadas pela NASA, Tom Yulsman do blog Imageo criou uma animação curta mostrando o buraco:

Buracos coronais são a fonte de um vento de partículas solares de alta velocidade que flui para fora do sol, cerca de três vezes mais rápido que o vento mais lento em outros lugares.

Enquanto eles não sinalizam grandes problemas para nós, pode haver algumas consequências irritantes na Terra.

Os ventos solares liberados podem formar tempestades solares, que por sua vez podem perturbar os sistemas de satélite e de comunicação de rádio, por exemplo. [BusinessInsider]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (8 votos, média: 5,00 de 5)

3 comentários

  • José Eduardo:

    Não entrem em pânico é só um fenômeno que pode soprar literalmente a atmosfera terrestre, causar um blackout mundial ou um câncerzinho pele.

    • Cesar Grossmann:

      Menos, menos, José Eduardo.

  • Wellington Gonçalves:

    De qualquer forma vai afetar em muito a vida aqui na terra.

Deixe seu comentário!