Robô construído após a Segunda Guerra ainda funciona

Por , em 2.12.2010

Em 1950, o ex-oficial da Royal Air Force Tony Sale construiu um robô humanoide, um dos primeiros da Grã-Bretanha, a partir dos pedaços de um bombardeiro caído. Depois de passar 45 anos guardado em uma garagem, o robô ainda está andando muito bem.

Depois de uma expedição à garagem, Sale decidiu tentar reanimar o robô e teve sucesso. “Eu coloquei um pouco de óleo nos mancais e acrescentou um par de novas baterias de lítio em suas pernas, liguei-o e ele andou. Foi um momento lindo”, narra o ex-oficial, que entrou na Força Aérea em 1949 para ensinar os pilotos a utilizarem o radar na base de RAF Debden, em Essex, Inglaterra.

Durante o tempo que passou ali, ele construiu a maior e mais sofisticada versão de George até à data, feita de alumínio e duralumínio de um bombardeiro Wellington, que caiu perto da base. George tinha seis metros de altura e utilizava duas baterias da motocicleta, o que o permitiu andar, virar a cabeça, mover seus braços e sentar-se. Apesar do tamanho e das habilidades, o robô ganhou pouca atenção da imprensa na época, mas logo foi esquecido porque os computadores da época não eram avançados o suficiente para fazer dele “inteligente”.

George também foi resultado de anos de prática. Tony Sale tem agora 79 anos, mas construiu seu primeiro robô, George, em 1940, quando tinha apenas 12. George acompanhou o crescimento de seu criador e ficou, além de mais alto, mais complexo. Ele ganhou também uma mandíbula móvel para simular a fala e um controle remoto por rádio.

Agora George vai deixar a garagem de Sale e vai morar no Museu Nacional de Computação, em Bletchley Park. Uma casa bem mais digna para um robô que é também uma peça histórica. [Gizmodo]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

13 comentários

  • pedro Sergio:

    robô idiota igual ao dono!

    • Marcio De Gois Vilela:

      Maldita inclusão digital, que permite a animais de teta fazer comentários estúpidos em matérias bacanas…

  • Rodrigo Paim:

    Linda a história.

    Além de ser incrível um menino de 12 anos, em 1940, fazer um robô.

  • Ananias:

    Criancinha achei engraçado teus comentários, ando vendo que tem pessoas sem senso de humor e que levam tudo ao ponto de faca ou ao pé da letra, se acham inteligêntes e intelectuais querendo passar ar de sério e moralistas falso engano inteligência anda de mãos dadas com senso de humor!
    Bom mais vamos ao comentário sobre este artigo, bonita gravata do robô, alias bem parecido com humano ele!

  • Rafaela:

    Detalhe : linda a foto.
    E o Sr. presente , parece com personagem da Disney , em filme de animação *.*

  • Dowglasz:

    #chorei. Fiquei comovido com a matéria!!! O primeiro andróide da história!!! Façam-lhe uma ginóide para formarem um casal!!!

  • criancinha:

    Cleber: atire a primeira pedra de quem nunca riu de humor negro.

    O fato de eu soltar o trocadilho nao signigfica que eu trate as pessoas da mesma forma…

  • Marcos Mateus:

    Correção: George media seis pés, e não seis metros. Como ele poderia e medir seis metros se, de acordo com, texto ele “acompanhou o crescimento de seu criador e ficou, além de mais alto, mais complexo.” e na imagem ele aparece do tamanho de seu criador.

  • Gray:

    Parece o do Mágico de Oz. Coincidência?

  • Cleber:

    Boa noite
    Criancinha , imagino como vc trata seus avós , seus pais , etc .
    O respeito aos idosos vem de berço , pois se nós temos alguma coisa hoje , devemos a eles .

    favor meditar sua resposta ,que no minimo indelicada .

  • diego:

    tah mais pra homem de lata do magico de oz

  • criancinha:

    De qualquer modo…Qual dois da foto é a lata velha da Segunda Guerra?

  • criancinha:

    Ah tá… Tem um homenzinho escondido la dentro desde a época da guerra, e ninguem sabe. Como ele não sabe que a guerra acabou, fica por lá…

    “Lasanha! Lasanha! Robô quer comer Lasanha!”

Deixe seu comentário!