Sem ações: Microsoft tem ano com muitos recordes de vendas, mas não lucra

Por , em 21.07.2011

Estaria um gigante decaindo? Talvez nenhuma empresa de tecnologia seja tão reconhecida internacionalmente quanto a Microsoft. Seus sistemas operacionais estão presentes em milhares de milhões de computadores por todo o canto, além de fabricar o segundo console de videogame mais vendido do mundo.

Sim, a Microsoft pode dominar em vendas, mas perde em expansão e imagem. Entre 1991 e 2001, a empresa cresceu 12 vezes em faturamento. Entre 2001 e 2011, entretanto, cresceu apenas 2,5 vezes. Por quê?

A Microsoft está enfrentando um grande problema: para onde se expandir? A empresa obteve sucesso no mercado de jogos de videogame, mas em outros esforços, como tablets, smartphones, publicidade na internet, MP3, etc., eles não conseguiram gerar quota de mercado significativa.

Esta luta tem levado os investidores a abandonar a Microsoft. A empresa deve divulgar uma receita anual recorde de 109 bilhões de reais, e um lucro recorde de 34 bilhões de reais em 2011. No entanto, os preços de suas ações têm subido apenas 6% durante esse ano, mesmo com a expectativa dos lucros aumentarem em 22%.

Talvez os investidores estejam apenas esperando os números reais aparecerem, mas, infelizmente, o que parece é haver um sentimento antipático quando se trata das ações da Microsoft.

Isso permite que a rival Apple se erga como o maior mercado de ações na indústria de tecnologia.

Uma pequena comparação: a Apple vende menos produtos que a Microsoft em unidades. As vendas de licença do Windows 7 recentemente atingiram 400 milhões, o que significa que a Microsoft vendeu cerca de 200 milhões de licenças no ano passado. Enquanto isso, a Microsoft deverá vender cerca de 20 a 25 milhões de Xbox 360. Não se sabe os números exatos das vendas de Microsoft Office 2010, mas estão estimadas em dezenas de milhões também. Já a Apple deve estar, em vendas, na casa dos 70 e 80 milhões de iPhones, 15 milhões de Macs, e 35 milhões de iPads para seu ano fiscal, que termina em setembro.

Em outras palavras, a Apple move cerca de 125 milhões de produtos por ano, enquanto a Microsoft move cerca de duas a três vezes mais do que isso. No entanto, a Apple está prestes a superar a Microsoft nos lucros em até 50%.

Ou seja, mesmo que o mundo inteiro tenha algum produto da Microsoft, não dá para falar que ela deve ser a empresa mais rica do mundo. Também há a questão da percepção de que a Microsoft está ficando para trás em termos de tecnologia.

O especialista Bruce Ventimiglia comentou sobre preocupações em relação à Microsoft, dizendo que empresas como o Google e outros atacam suas linhas de negócios, criando a visão a longo prazo de que a Microsoft vai ficar às margens. A companhia não está se movendo tão fortemente no espaço da tecnologia quanto seria necessário.

A Microsoft, indiscutivelmente, é a mais utilizada empresa do mundo da tecnologia. Infelizmente, isso não parece ser suficiente para os investidores.[DailyTech]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 2,00 de 5)

8 comentários

  • anonimo:

    sei que muita gente descorda do que vou dizer agora…mas não troco meu sistema operacional pois já me acostumei muito com ele, aprendi recursos diversos e interessantes, sei que estes recursos tem em outros sistemas e podem até ser melhor, mais aprendi a mexer no que eu possuo, e não trocarei não!
    Windows seven Ultimate 🙂

    • Wally Gator:

      Eu ouvi isso outro dia de um Sr. de 70 e poucos anos que tinha um celular velho e estava com medo dele pifar. Ele tinha medo de comprar outro, pois se acostumou com aquele, sabia discar nele e tinha medo de ter que comprar outro e não saber discar. Pra mudar de canal na TV ele chamava o neto. Tem gente que é assim… Engraçado…

  • Éder Augusto:

    Sou 1000 vezes + Apple que Microsoft.

  • Carlos Roberto:

    Se o windows fosse um programa mais barato talvez não houvesse tanta pirataria, ainda mais com o surgimento de outros programas gratuitos como o Linux.

  • Flavio CB:

    Não podemos esquecer o crescimento do Linux que começou a despontar mais claramente nas corporações à partir de 2000 e que hoje domina uma boa fatia do mercado de servidores e possibilitando ainda as empresas de saírem da plataforma Intel, pois o Linux permite essa mobilidade de ir para diversas plataformas como POWER, Mainframes embarcados e etc… enquanto que o Windows se mantém como plataforma única o que pode não sateisfazer as grandes corporações, forçando-os a mudar de platafrorma e abandonar o Widows.

  • vinicius:

    Haha, cobrando 2 mil reais por uma iPad como não vai ter lucro?

    • vinicius:

      Me refiro a Apple e os 50% a mais de lucro. 😉

    • Everton:

      Você paga R$700,00 em um sistema operacional e ate R$ 1.500,00 em um software para fazer planilhas e escrever textos, os quais não pode revender. ou seja…Não é seu de verdade.

Deixe seu comentário!