Essa nova bateria fica 70% carregada em dois minutos, e tem duração de 20 anos

Por , em 14.10.2014

Pesquisadores desenvolveram uma nova, incrível e quase inacreditável bateria de íons de lítio. Ela é absolutamente inovadora e vai de encontro a tudo aquilo que a gente queria: é super-rápida para carregar e dura 10 vezes mais do que as baterias atualmente disponíveis no mercado.

Loading…

Cansado de esperar uma hora para o seu telefone carregar antes de sair de casa? Ou ficar sem bateria no meio do dia, exatamente nos momentos que você mais precisa dos seus aparelhos? Bom, você não é o único. Tanto que um grupo de pesquisadores da Universidade Tecnológica de Nanyang, em Cingapura, concentrou seus esforços para desenvolver uma solução.

O que eles criaram foi uma bateria melhor.

A nova bateria de íons de lítio

A nova bateria é assustadoramente eficiente. Ela é carregada a 70% de sua capacidade em apenas dois minutos. Como se isso já não fosse incrível o suficiente, ela também tem duração de 20 anos.

As baterias recarregáveis de íons de lítio já são comuns em nossos celulares, tablets e notebooks, mas a maioria só dura em torno de 500 ciclos de recarga, o que é em torno de dois a três anos de uso normal. Sem contar que elas demoram cerca de duas horas para carregar completamente.

A nova bateria melhora drasticamente o processo de recarga, e permite que você carregue o seu telefone celular enquanto procura suas chaves antes de sair de casa. Ela também ajuda a tornar os veículos elétricos uma alternativa mais viável para carros movidos a combustíveis fósseis, reduzindo os custos de substituição de baterias e permitindo que os motoristas recarreguem seus carros em minutos.

Com isso, os carros elétricos seriam capazes de aumentar suas performances drasticamente em apenas cinco minutos de carga, o que é inclusive mais rápido do que o tempo necessário para a bomba de gasolina encher um tanque.

O professor Chen Xiaodong, que liderou o estudo, disse em um comunicado à imprensa internacional que também é igualmente importante a possibilidade que agora teremos de reduzir drasticamente o lixo tóxico gerado por baterias descartadas, uma vez que essas novas baterias duram 10 vezes mais do que as que temos hoje em circulação no mercado.

Como essa bateria foi descoberta?

A descoberta da bateria que promete revolucionar o nosso futuro aconteceu depois que os cientistas substituíram o grafite tradicional que compõe o ânodo (pólo negativo da bateria) em baterias de íons de lítio por um novo material de gel feito de nanotubos de dióxido de titânio que eles mesmos criaram para esse propósito específico.

Esses nanotubos são mil vezes mais finos que um fio de cabelo humano e aceleram a velocidade com que os elétrons e íons podem ser transferidos dentro e fora das baterias, permitindo um carregamento super-rápido. Eles também permitem que mais energia seja armazenada nas baterias, o qye significa que ela pode agora oferecer 10.000 ciclos de recarga, em vez dos habituais 500.

Preço?

E ainda tem como ficar melhor: as novas baterias serão relativamente baratas, já que o dióxido de titânio é barato e abundante no solo.

A equipe publicou detalhes sobre seu gel de dióxido de titânio e já teve a tecnologia licenciada para eventualmente produzir os dispositivos. Eles esperam que as baterias cheguem ao mercado dentro de dois anos. [sciencealert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

9 comentários

  • VALDEMIR:

    Estamos em 2018.Cadê estas baterias?

  • Sérgio Castilho de Oliveira:

    Muitas patentes são ‘congeladas’ para evitar o atropelo do que ainda é muito lucrativo, mas esses atropelamentos são mais e mais invetáveis.

  • Braulio Torto:

    Oi , ja faz mais de 02 anos ! Kd as baterias ? Mais uma conversa pra boi dormir !

    • Cesar Grossmann:

      Talvez não seja econômico fazer estas baterias, ou então elas estão sendo distribuídas neste momento, quem sabe?

  • Ademir Murara:

    Bateria de carro que carrega em cinco minutos? só vendo para crer.

  • Mateus Souza:

    Essas tecnologias… Quero uma no Moto X 2015!

  • Kleber Felipe:

    Não importa o preço “lá fora”, estas inovações aqui no Brasil, sempre custam os olhos da cara…

  • Oyngo Boyngo:

    Podemos visualizar uma revolução na industria automobilistica com isto?

    • Kaká Guimarães:

      Mas é isso que o texto informa em uma parte. Com certeza irá revolucionar poderemos dar adeus aos combustíveis fósseis e um olá aos carros elétricos eficientes. Com certeza essa tecnologia fará sua participação na Formula E.

Deixe seu comentário!