Será que envelhecer é uma doença?

Por , em 20.05.2010

Cientistas britânicos têm tratado o envelhecimento como uma doença, e não um processo natural. Para eles, envelhecer é um processo biológico que pode ser manipulado, tratado e prorrogado. Os médicos estão concentrando seus esforços em algo que eles chamam de “atrasar o relógio biológico”.

A essência da idéia, basicamente, é a seguinte: a medicina produz remédios específicos para as doenças que precisam ser tratadas no momento. Assim, a pessoa se cura apenas daquilo que necessita, mas o resto do seu corpo segue sofrendo o processo natural de deterioração: não existe um “remédio para envelhecimento”. Para que se possa retardar o envelhecimento, ele deve ser tratado como uma doença.

A meta é aumentar cada vez mais a expectativa de vida. Para isso, o desafio é tratar de maneira mais eficaz as doenças cerebrais diretamente relacionadas com a velhice. Problemas como o Mal de Alzheimer, que de acordo com o estudo terá mais de 60 milhões de doente em 2030. Para a pesquisa, as doenças chegam mais facilmente nos idosos justamente por conta da fragilidade que a terceira idade traz, e que seria possível, geneticamente, diminuir essa fragilidade. O estudo é ambicioso: querem entrar no nosso DNA para nos fazer envelhecer mais lentamente.

Mesmo assim, eles destacam que não é a idade atingida o que importa, é preciso que haja saúde para a idade. De nada adiantaria viver até os 100 anos tendo problemas de saúde desde os 90, seria melhor viver bem até os 85, por exemplo. Uma projeção dinamarquesa apontou que mais da metade das pessoas nascidas no século XXI, em países ricos (sublinhe-se o “países ricos”), passarão dos 100 anos de idade. [Reuters]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,00 de 5)

11 comentários

  • Marli:

    Acredito que envelhecer é doença sim pois muitas mudanças ocorrem no corpo. Perdemos massa muscular, ossea, capacidade visual e cerebral, perdemos a eficiencia de um sistema imuneologico e continuamos declinando até que um dia perdemos a vida. Porem se continuarmos ativos e cuidadosos de nossa saude poderemos retardar este processo que é real pra todos, a juventude é provisória sim e a velhice é certa.
    Não é verdade oque disse nosso amigo acima que as mulheres se desisnteressam do sexo,as vezes se desinteressam do parceiro e não buscam novas possibilidades. O sexo e o amor é bom sempre tanto p/ o homem como para mulher.

  • Ruben Zevallos Jr.:

    No mundo existe a cultura que os mais velhos estão fora do mercado e já deveriam até ter morrido… felizmente se monstra o contrario… tenho 43 e tenho mais pique que muitos de 20 ou 30… a minha namorada que tem 26 não aguenta o que faço… sejam exercícios, sejam atividades diversas…

    Agora sobre ser ou não doença… é um ponto de vista interessante, devemos sim tratar dessa maneira, pois mudando o conceito os cientistas e até as pessoas vão cuidar… pois somente cuidamos do que está doente… em nós e nos outros.

  • Onofre Vieira:

    Meus parabens Edinaldo, é assim que se fala. Eu tambem tenho 65 anos e não me sinto um ancião. Nosso maior problema é a nossa cultura, que olham para um pessoa com mais idade e acham que tornou-se um inutil, no entanto, esqueçem quanto se aprendeu ao longo da vida. Somos a experiencia vivenciada na labuta do dia a dia.
    Mas afinal o que é ser jovem ou velho, senão a incompreensão humana onde não ha respeito mutuo.

  • Joca Laurindo:

    Excelente conteúdo…..mas acho que o envelhecimento é um processo natural, mas que facilmente pode ser retardado !!!

  • vielmond:

    De acordo com o Edinaldo.
    “envelhecer é oportunidade de viver mais tempo jovem” (Einstein dixit).
    Por esse motivo aconselho as mulheres a casar com homens mais velhos. Depois dos cinquenta elas não se interessam mais por sexo, enquanto eles (sem drogas, sem fumo, exercicio regular e pouco alcool) teem disposição até o fim da vida.

  • Thiago Vono:

    Falou tudo …

    isso que eh massa na velhice, a sabedoria =)
    Parabens Edinaldo

  • Edinaldo Pereira Trindade:

    Eu tenho 65 anos,chamam-me de idoso ou velho, mas não me considero velho nem idoso, me considero um jovem de idade, a velhice não é doença é saúde, eu hoje me sinto mais jovem do que antigamente, até mesmo se tratando de um assunto muito polemico e preocupantes de muitos, que é o sexo; me esposa tem 20 anos mais nova do que eu, e olhe, olhe, não dá muito conta do recado não. Pra finalizar, não acredito que exista doença acredito que existe o doente, aquele que cria a doença. Não acredito que existam, doença, pecado nem morte. Tudo que acredito é: em Deus e o que vem de Deus. Obrigado!

  • Daniel:

    Não basta aumentar a expectativa de vida, tem que se conservar o corpo sempre jovem…Ou alguem acha bonito uma pele enrugada, uma pele cheia de manchas e um rosto cadaverico…

  • Thiago:

    Entao tem que tratar a natalidade, imagine nascendo cada vez mais gente e o povo morrendo cada vez mais tarde

  • Allan Donnola:

    Temos hoje muitos medicamentos que era imaginável a menos de 20 anos atrás, viagra, finasterida, melatonina isso só pra contar três imagina daqui para frente como a ciência e a Tecnologia vai se desenvolver a passos largos, mas como diz o artigo o bom é viver muito mas viver com saúde e isso será bem mais fácil daqui a pouco tempo teremos remédios para tudo até para velhice

  • Vida eterna:

    Caso tenham curiosidade acessem :

    http://www.vidaeterna.info

    ou

    http://www.vida—eterna.blogspot.com

Deixe seu comentário!