Como tornar as mãos mais jovens com radiofrequência?

Por , em 20.03.2012

Conforme o tempo passa e a pele perde sua elasticidade, a idade aproximada de uma pessoa pode ser medida através de suas mãos. Muitos cremes hidratantes, por exemplo, têm sido usados na tentativa de retardar o envelhecimento, mas dermatologistas da Universidade de Miami (EUA) desenvolveram uma técnica nova para este mesmo fim: a radiofrequência.

A aplicação de radiofrequência na pele acontece através da emissão de ondas eletromagnéticas, que geram calor. Esta ação estimula nas mãos a produção de colágeno, a proteína responsável por atribuir elasticidade à pele. É um procedimento que combate a ação do tempo, já que com o passar dos anos nosso corpo produz cada vez menos colágeno.

Os testes foram feitos com 31 pacientes, todas mulheres. E o resultado não foi algo remoto ou difícil de mensurar: depois de apenas três tratamentos, com intervalo de duas semanas entre cada um, os cientistas já notaram que houve redução das rugas nas mãos das mulheres voluntárias, e as veias se tornaram menos proeminentes.

A eficiência foi verificada através de imagens. Após 45 dias do último tratamento, os cientistas tiraram fotos das mãos das mulheres. Com 90 dias, colheram imagens novamente. Das 31 participantes, 29 completaram as três sessões e puderam ser avaliadas.

Depois dos noventa dias, 89% das mulheres tiveram melhoras significativas na aparência das mãos, segundo os cientistas. Entretanto, por vaidade excessiva das mulheres ou otimismo exagerado dos pesquisadores, apenas 39% das voluntárias reconheceram que houve evolução notável. As demais, apesar de não enxergar melhoras dramáticas, ficaram satisfeitas com os tratamentos.

Os cientistas explicam que não há nenhum efeito colateral para tal tratamento. O custo das três sessões atualmente ficaria em torno de 500 dólares (o equivalente atual a cerca de R$ 910), e pode ser usado em qualquer pessoa. Mesmo assim, alguns pesquisadores ainda estão céticos quanto aos resultados e exigem mais testes antes que este procedimento possa se tornar comum em clínicas.

Um último fato curioso: a intenção inicial dos pesquisadores não era fazer o tratamento apenas em mulheres. Homens também foram convidados a se voluntariar. Mas os cientistas não conseguiram encontrar nenhum representante masculino que estivesse insatisfeito com a aparência das mãos: todos disseram que sua pele estava muito bem, obrigado. [WebMD, foto de Mrs Logic]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!