Surpresa: rochas do Haiti são remanescentes do supercontinente Gondwana

Por , em 18.07.2011

Cientistas encontraram lavas incomuns no Caribe, que aparentemente se originaram do antigo supercontinente Gondwana (acredita-se que, antigamente, todos os continentes eram um só – Pangeia. Mais tarde, separaram-se em dois supercontinentes, Gondwana ao sul e Laurásia ao norte).

A descoberta revela que o material continental pode ter se arrastado ao longo da superfície da Terra por mais de mil quilômetros e sobrevivido por mais de um bilhão de anos, servindo como núcleos em torno dos quais ilhas e talvez até mesmo continentes podem eventualmente crescer.

Cientistas investigaram lavas da ilha caribenha Hispaniola (ou Espanhola), com a metade ocidental no Haiti e a leste na República Dominicana.

Segundo os pesquisadores, uma melhor compreensão da história desta ilha será importante para a tectônica moderna de Hispaniola, principalmente no Haiti, já que as lavas foram encontradas na área geral da falha que causou o terremoto devastador no país em 2010.

Surpreendentemente, medições precisas da abundância de estrôncio, chumbo e neodímio nas amostras de lava revelaram que ela não corresponde a nada já visto no Caribe. Em vez disso, elas eram mais semelhantes às lavas encontradas pelo menos 1.610 quilômetros de distância.

Os cientistas explicam que, quimicamente, as lavas são muito enriquecidas em um número de metais, e lembram lavas encontradas no interior dos continentes, não em ilhas.

As descobertas sugerem que a área é sustentada por rochas com cerca de 1,2 bilhões de anos, muito mais antigas do que se pensava. Até agora, os geólogos acreditavam que Hispaniola não tinha mais de 150 a 160 milhões anos de idade, formada por placas tectônicas violentamente mergulhando uma na outra, similar ao que está acontecendo agora em torno do chamado “Anel de Fogo” do Oceano Pacífico.

Os pesquisadores creem que, conforme a placa tectônica caribenha transitou entre o Norte e América do Sul, capturou um pedaço do antigo supercontinente conhecido como Gondwana, que formou a base da América Central. Esse fragmento posteriormente migrou para o leste, na sua localização atual em Hispaniola.[OurAmazingPlanet]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

2 comentários

  • Elis:

    “acredita-se que, antigamente, todos os continentes eram um só – Pangeia. Mais tarde, separaram-se em dois supercontinentes, Gondwana ao sul e Laurásia ao norte.”
    Na verdade a Pangeia foi apenas um dos supercontinentes do passado da Terra. Já houveram diversas aglutinações e fragmentações de massas continentais, sendo a Pangeia apenas a última, cuja separação começou há cerca de 200 milhões de anos.

  • Maurício:

    É nosso planeta está beeeem vivinho !!!

Deixe seu comentário!