Tampas de plástico podem funcionar para tratamento de esgoto

Por , em 19.04.2011

Um dos grandes problemas das grandes cidades é o tratamento de seu esgoto doméstico antes dele ser devolvido ao corpo receptor. Grandes empresas de saneamento como a Sabesp já possuem estações há anos para este fim, contudo, algumas regiões continuam atrasadas neste quesito.

Nos EUA, cerca de sete mil comunidades rurais ainda direcionam seu esgoto para os rios e deixam a natureza (e as bactérias) cuidar do resto. Contudo, isso leva tempo e aumenta os riscos de contaminação dos recursos hídricos.

As estações de tratamento de esgoto, conhecidas como ETEs, são caras. Elas podem custar até US$ 2 milhões, de acordo com o pesquisador Kraig Johson, da empresa de soluções para saneamento Wastewater Compliance Systems, de Salt Lake City, EUA.

Johnson estudou soluções para tratamento de esgoto na Universidade de Utah e agora está realizando testes de sua mais nova invenção: o BioDomes. A inovação consiste em pequenas abóbodas de plástico que guardam bactérias responsáveis pela biodegradação dos contaminantes do efluente. Segundo ele, a novidade custaria apenas US$ 200 mil. Por enquanto, os BioDomes já foram instalados em seis estados nos EUA, incluindo o Alabama e Nevada. Alguns dados apresentados por Johnson mostram que eles podem ser bastante eficazes, como as grandes plantas de tratamento. Se não for tão eficaz quanto, pelo menos é uma solução barata para ser usada em menores escalas. [PopSci]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

6 comentários

  • Deivid:

    Se colocarem isso no Brasil, as pessoa vão roubar pra colocar de enfeite em cima da mesa

  • idpol:

    Ou se cuida da raposa ou do galinheiro ! Métodos é que não faltam, de diversos custos. A Pergunta é : quem vai pagar a conta?

  • bruno:

    Então o Tietê já deveria estar limpo! com tanta garrafa Pet la no rio! ahhaah

  • José Calasans:

    Não sei como funciona o Bio Dome,porém se é necessário o uso de eletricidade,pode-se pensar o uso de energia solar ou eólica,ficando ecologicamente correto.

  • José Ricardo:

    Se no Brasil usarem essa técnica fosse usada,não se encontraria matéria suficiente,apesar de que estamos cheios de tampas de plástico em nossos rios,ruas, o problema de falta de saneamento é muito mais grave.

  • Cesar:

    A matéria está bastante resumida, mas o BioDome parece ser realmente uma excelente forma de tratar o esgoto clocal, e vale qualquer coisa para diminuir a carga de esgoto nos nossos rios e lagoas.

    O BioDome precisa de um tanque em que o esgoto é colocado. Ele usa energia elétrica para movimentar o líquido dentro do domo, mas o custo da energia elétrica ainda é menor do que todos os tratamentos existentes atualmente, inclusive o tratamento modelo em Torres – RS, que só é usado de vez em quando, por que empesta o bairro em que está instalado.

Deixe seu comentário!