Cabem cidades inteiras nos gigantescos tubos de lava da Lua e Marte

Por , em 18.08.2020
rover lunar tubos de lava
Um protótipo veículo terrestre anda um tubo de lava das Ilhas Canárias de Lanzarote, na Espanha. O objetivo é explorar locais similares aos que podem ser encontrados na Lua e Marte.Crédito: © ESA / Robbie Shone

Tanto a Lua quanto Marte possuem tubos de lava colossais em que caberiam os maiores prédios construídos aqui na Terra. E as aberturas na superfície tem o tamanho de campos de futebol.

Formando cavernas sob o solo, os tubos de lava estão protegidos contra a fustigante radiação solar e poderiam ser ótimas localidades para criar bases para humanos, afirmam cientistas.

O que são tubos de lava

Tubos de lava são cavernas que ficam sob o solo, como túneis gigantes, gerados por correntes de rocha derretida de vulcões explosivos. Na Terra nós conseguimos descobri-los quando parte de seus tetos colapsam deixando buracos enormes na superfície.

Conseguimos observar visões muito similares a estas “clarabóias” gigantes na Lua e em Marte e cientistas publicaram uma pesquisa na revista Earth-Science Reviews afirmando que devemos criar missões para explorar essas formações justamente porque podem ser ser o local ideal para abrigar humanos, já que a superfície é tão imperdoável por causa da radiação solar e outros riscos.

“Os maiores tubos de lava da Terra têm no máximo 40 metros de largura e altura. Tão parecido com um túnel de rodovia muito grande”, afirmou Riccardo Pozzobon, o co-autor da pesquisa e geocientista da Universidade de Padova, na Itália. 

Os tubos de lava extraterrestres

claraboia em tubos de lava de marte
Esta foto de uma sonda sonda mostra uma possível abertura de um tubo de lava em Marte. Crédito: Mars Reconnaissance Orbiter/NASA

Em Marte os tubos de lava chegam a 400m de diâmetro e na lua podem ter 700 vezes o tamanho dos tubos encontrados na Terra, podendo chegar a 900m de diâmetro. Um tubo de lava lunar poderia abrigar uma cidade inteira.

Estas dimensões colossais dos tubos de lava lunares e marcianos podem ser causadas tanto pelas gravidades menores destes astros como pelo efeito de uma atividade vulcânica distinta.

Como foi estimado o tamanho dos tubos de lava na Lua e em Marte

Para determinar o tamanho destes tubos extraterrenos os cientistas compararam varreduras tridimensionais a laser de tubos colapsados aqui na Terra com imagens de sondas tanto em Marte quanto na Lua. Usando a relação do tamanho dos tubos colapsados na Terra em comparação com os de Marte e da Lua foi possível estimar o tamanho dos tubos nos corpos celestes.

Tubos de lava não protegeriam assentamentos humanos apenas contra a radiação solar, mas também contra meteoritos que chegam a atingir a superfície com mais frequência, pois não queimam tão bem na atmosfera fina de Marte ou na atmosfera inexistente da Lua, de acordo com os cientistas. É também possível que contenham água e outros compostos químicos com os quais é possível produzir combustíveis.

Atmosfera respirável?

Apesar da ficção científica imaginar que cavernas subterrâneas extraterrestres pudessem ser pressurizadas para criar uma atmosfera respirável, isso é improvável já que as aberturas para a superfície podem ter o tamanho de um campo de futebol. Outro risco seria vazamentos de atmosfera através de rachaduras na rocha.

Os tubos de lava da lua parecem ser mais estruturalmente firmes, de acordo com o estudo, o que os torna ótimas opções para exploração. Mas um mapeamento mais detalhado é necessário antes de enviarmos qualquer missão autônoma para dentro deles.

Enfim, apesar de parecer hostil viver na Terra recentemente ainda não podemos ter esperança de nos mudarmos para tubos de lava na Lua ou em Marte.

Mais informações (em inglês):

Último vídeo do nosso canal: 4 dias infalíveis da ciência para dar o PRESENTE PER

Deixe seu comentário!