Uma frota de caminhões robóticos cruzou sozinha toda a Europa

Por , em 7.04.2016

Cerca de uma dúzia de caminhões de grandes fabricantes, como Volvo e Daimler, completaram uma semana de condução em grande parte autônoma por toda a Europa.

Os caminhões partiram de suas bases em três países europeus e terminaram suas rotas em Roterdã, na Holanda, ontem (6 de abril).

Um conjunto de caminhões da Scania, subsidiária da Volkswagen, viajou mais de 2.000 quilômetros e atravessou quatro fronteiras para chegar lá.

Os veículos faziam parte do Desafio Platooning de Caminhões Europeu, organizado pelo governo holandês.

Platooning

Quando caminhões autonomamente seguem um ao outro, isso é chamado de “platooning”. Eles são conectados por Wi-Fi e podem deixar uma lacuna muito menor entre os veículos do que quando seres humanos estão ao volante.

Platooning pode reduzir o consumo de combustível em até 15%, evitar acidentes causados por erros humanos e reduzir o congestionamento, de acordo com um estudo realizado pela empresa de pesquisa TNO.

A tecnologia também pode reduzir despesas. Dois caminhões que viajam 160.000 quilômetros por ano podem economizar € 6.000 (quase R$ 25 mil) em combustível ao fazer platooning, em comparação com a condução em piloto automático, ainda de acordo com a TNO.

Próximos passos

Os holandeses criaram esse evento para reunir todos os interessados em caminhões de autocondução. Isso inclui empresas de transporte, fabricantes de caminhões, executivos de empresas com necessidades significativas de logística (incluindo Unilever e DHL) e acadêmicos e pesquisadores.

O próximo passo é realizar “testes” com a tecnologia em cenários reais. Empresas como a Unilever já estão planejando tais avaliações para 2017. Se tudo correr conforme planejado, caminhões de autocondução vão pegar mercadorias a partir do porto de Roterdã e entregá-las por toda a Europa.

Dificuldades

Carros de autocondução, como o Google Driverless Car, são mais famosos por capturar a imaginação do público, mas veículos autônomos ou quase autônomos comerciais, como tratores John Deere, estão mais discretamente evoluindo o conceito em um ambiente empresarial.

No entanto, para se tornar realidade, os caminhões que se dirigem devem primeiro navegar com sucesso as burocracias da Europa.

A próxima meta é resolver problemas técnicos, tais como a incapacidade dos caminhões de diferentes marcas de fazerem platooning juntos porque usam diferentes sistemas Wi-Fi. Além disso, é preciso lidar com problemas de regulação, uma vez que os caminhões que fazem platooning hoje atendem diferentes padrões em cada país europeu. [Qz]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)

Deixe seu comentário!