Equação “alienígena” estima número de namoradas para você

Publicado em 15.01.2010

Se você está solteiro neste momento, sinto informar: pesquisas apontam que a probabilidade de você conseguir uma namorada em uma noite aleatória é de uma em 285 mil. Esta é a conclusão do pesquisador Peter Backus, da Universidade de Warwick, no Reino Unido. Backus utilizou uma famosa equação criada pelo astrofísico Frank Drake na década de 60, que estimava o número de civilizações alienígenas que poderiam ser encontradas na Via Láctea.

Para seu cálculo, Drake colocou em uma mesma equação os seguintes dados:

  • O número médio de formações de novas estrelas na nossa galáxia;
  • A parte destas estrelas que têm planetas;
  • O número médio de planetas que podem dar suporte à vida por estrela que tem planetas próximos;
  • A fração da multiplicação dos números acima que poderiam desenvolver vida;
  • A fração do número acima que poderia ter vida inteligente;
  • A fração de civilizações que desenvolveriam uma tecnologia que liberaria sinais detectáveis da sua existência no espaço;
  • O tempo pelo qual estas civilizações liberariam tais sinais no espaço

Ufa! Para chegar ao resultado da probabilidade de encontrar uma boa namorada em um dia qualquer, Backus fez alterações “terrestres” em cima dos cálculos de Drake, e usou os seguintes números para encontrar sua chance de achar uma garota:

  • Crescimento populacional no Reino Unido;
  • Fração de mulheres no Reino Unido;
  • Número de mulheres que vivem em Londres;
  • A fração de mulheres londrinas com idade apropriada à sua;
  • Fração destas mulheres que têm educação universitária;
  • Número de mulheres com idade apropriada e formação superior que ele considera fisicamente atraentes;
  • O tempo de vida no qual ele esteve vivo, encontrando-se com possíveis namoradas

O cientista descobriu que há 10.510 pessoas em todo o Reino Unido que satisfazem estes critérios. Entretanto, ele afirma que o resultado não é tão ruim, já que ele tende a socializar com grupos de pessoas com idades próximas à sua, além de terem níveis educacionais parecidos. O problema é encontrado quando outros fatores indissociáveis são levados em conta. Backus nota, por exemplo, que apenas uma em cada 20 garotas o considera atraente, e apenas metade dessas mulheres são solteiras. Além disso, o pesquisador afirma que só se entendeu com uma em cada dez mulheres.

» Os 10 casais mais estranhos do mundo

Quando todos os critérios são jogados no cálculo, o número passa a ser cada vez menor, chegando a apenas 26 mulheres adequadas ao pesquisador. Porém, é claro que os últimos critérios são muito subjetivos – mas algumas melhorias no cálculo ajudar a melhorar a probabilidade de encontrar uma parceira para Backus: uma análise do seu complexo de histocompatibilidade principal (CHP) poderia aumentar as suas chances.

O CHP é um conjunto de genes que permitem que o sistema imunológico humano reconheça suas próprias células e células semelhantes, e pesquisas apontam que têm um papel importante ao “reconhecer” um parceiro em potencial. As pessoas tendem a se atrair por parceiro com o CHP diferentes, pois é importante para a evolução humana que haja cruzamentos entre genes diferentes, para que os descendentes tenham um sistema imunológico mais resistente. Entretanto, se mesmo assim os resultados forem pouco animadores, existe sempre a possibilidade de calcular a sua probabilidade de encontrar uma parceira em toda a população mundial – afinal, quem disse que o amor está na sua cidade?

Peter, pare de fazer contas, saia do laboratório e vá procurar uma namorada. [New Scientist]

Autor: Eduardo Martins

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

18 Comentários

  1. Bom, no caso dele realmente é difícil encontrar, que mulher se interessaria por um cara que usa a matemática para comprovar sua baixa estima?

    Arrumar namorada é simples, basta ser uma pessoa convicta de si, ser educado com todas as pessoas e se permitir conhecer novos universos.

    Ao invés de ficar fazendo contas mirabolantes ele poderia muito bem se inscrever em um curso qualquer, organizar eventos ou passeios com o pessoal da turma e o principal: não ter medo de mostrar pros outros quem ele é de verdade.

    Agora ir em um bar sozinho, sentar e ficar olhando o movimento é a pior forma de encontrar uma mulher interessante, talvez ele tenha isso em mente…

    Thumb up 4
    • Se ele achar uma mulher professora de matematica, está salvo!

      Thumb up 0
  2. Peter, pára de fazer contas e compra uma Ferrari.
    Vc com certeza irá vencer todas as probabilidades negativas…kkkkk

    Thumb up 6
  3. Isso pq ele ainda não veio pro Brasil conhecer as tchutchucas… aki a mulherada é facim facim…

    Thumb up 6
  4. Nossa!! E pra arrumar namorado? Tem conta tb? Deve ser a mais complicada do mundo!! dhiausdhasuiashdusad

    Muito bom o site! o/

    Thumb up 4
  5. acho que é mais facil ir na “zona” mesmo, ou casar com uma prima………..aahahahh

    Thumb up 2
  6. iriam ser melhores mas dai de todas essas vo tira 1/3 que preferem caras ricos e com carros conversiveis.
    dos outro 2/3 vc pega 200 que ficariam com um cara que escreve materias asim.
    e dessas 200 vc tira umas 150 que estariam perto dele em local de rotina ou perto da região que ele mora.
    dessas dai vc tira as que são muito novas e tb as que num aguentam o chule dele.
    o resultado sera.

    Peter vc vai arruma 1 namorada só c nascer de novo e com muyita sorte ainda.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Thumb up 1
  7. q tal se ele mudasse da população do reino unido para 6 bilhões? As chances de conseguir uma namorada iam ser extremamente maiores ; )

    Thumb up 2
  8. Foi usado um método parecido na série The Big Bang Theory, pelo Wolowitz. rs

    Thumb up 1
  9. Pensa um sujeito com problemas de relacionamento… multiplica… isso aí é o Peter!

    Thumb up 1

Trackbacks/Pingbacks

  1. Difícil arrumar uma namorada? « Bom Neurótico - [...] Fonte: Hyperscience [...]

Envie um comentário