Alemanha quer proibir motor de combustão interna até 2030

O motor de combustão interna moderno veio da Alemanha, e agora seu criador quer exterminá-lo. O Bundesrat (Conselho Federal) acaba de passar uma resolução para banir motores de combustão interna, começando em 2030.

O objetivo é permitir que apenas veículos com emissão zero de CO2 circulem nas ruas e estradas do país, e que futuramente a decisão seja adotada também pela União Europeia (UE).

A resolução pede que a União Europeia proíba a venda de veículos novos que usem gasolina ou diesel a partir de 2030. Veículos vendidos antes desta data ainda poderiam circular. O Bundesrat não tem autoridade direta sobre a União Europeia, mas como economia mais poderosa da UE, as decisões do governo alemão têm enorme influência sobre a Europa.

“Se o Acordo de Paris for levado com seriedade para limitar as emissões que causam mudanças climáticas, nenhum carro com motor de combustão deve ser permitido nas estradas depois de 2030”, defende Oliver Krischer, legislador do Partido Verde alemão.

Para cumprir com o acordo, a Alemanha precisa reduzir a emissão de CO2 em 95% até 2050. Depois do escândalo recente da Volkswagen, legisladores alemães têm manifestado maior interesse em veículos elétricos.

A resolução ainda precisa ser votada em outras instâncias antes de ter aprovação final, mas já é significativa por ter surgido no país com a quarta maior indústria automobilística do mundo. [Gizmodo, Road and Track]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

7 respostas para “Alemanha quer proibir motor de combustão interna até 2030”

Deixe uma resposta