Arma magnética atira projétil a 8 mil km/h

Publicado em 5.02.2012

A ideia de uma arma eletromagnética deu um passo a mais quando o exército americano contratou, por R$ 28 milhões, uma empresa para desenvolver parte de uma arma que poderá atirar projéteis até 8 mil quilômetros por hora (km/h).

Esse contrato é a última indicação de que os militares estão levando a sério o desenvolvimento de uma tecnologia que poderia, por exemplo, permitir que navios de guerra acertem alvos até 300 quilômetros de distância em menos de seis minutos.

“O novo sistema vai mudar dramaticamente a maneira como nossa marinha se defende e encara inimigos no mar”, comenta Joe Bondi, vice-presidente de tecnologias avançadas da Raytheon, empresa que ganhou o contrato da marinha americana.

Ao contrário das armas tradicionais, que usam explosivos para disparar o projétil, a nova tecnologia usa eletromagnetismo, acelerando o projétil entre um par de trilhos carregados eletricamente.

Além de conseguir atingir alvos muito longes, o uso das armas magnéticas reduziria a quantidade de explosivos a bordo dos navios.

Um protótipo da marinha foi divulgado em dezembro do ano passado, quando atirou um projétil que carregava 33 megajoules de energia. De acordo com o Departamento de Pesquisas Navais, isso representa cerca de metade da energia esperada para tiros a longa distância. Ainda assim, a marinha precisa gerar uma tonelada de energia para que a nova tecnologia magnética funcione como o esperado.

A Raytheon está trabalhando com uma das peças desse quebra-cabeça, o da “rede de formação de pulso”, que permite que a eletricidade gerada pelo navio seja armazenada por vários segundos e então enviada para a arma, gerando a força eletromagnética necessária.

Entres outros desafios, estão o de montar uma arma que aguente a repetição constante e um sistema de segurança futuro para a arma. De acordo com o Departamento, se eles forem solucionados, a arma magnética será “um soldado de guerra que vai com certeza mudar o jogo”.[MSN]

Autor: Bernardo Staut

é estudante de jornalismo e interessado por povos, culturas e artes.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

59 Comentários

  1. a uns vinte anos,comprava a revista popular cience,que vinha do brasil e por isso vinha em portugues,uma dessas revistas trazia um artigo sobre um canhao electromagnetico,que tinha um cano selado a vacuo e disparava um cubo ,acho muito tempo para ainda estarem a desenvolver a mesma arma,pois com campos electromagneticos dessa potencia,podem fazer armas de plasma,ou de pulso electromagnetico,capaz de inutilizar um exercito ,uma cidade ou talvez um pequeno pais,pois tudo que funcione com electricidade,deixaria de funcionar,automoveis,computadores ,sistemas gps,radares etc,tem algo que nao faz sentido,parece manobra para criar uma fachada .

    Thumb up 9
    • ta jogando muito “COMAND CONQUER tiberium sun”…

      Thumb up 0
    • Olá Castor, beleza ?
      Pior que o Pedro tá certo !
      Lí que já existe a arma de PEM (Pulso EletroMagnético) mas ela teve alguns problemas, então, voltou para aperfeiçoamento.
      Quanto à de plasma, não sei. Mas não duvido nada que já exista também, afinal, a tecnologia do plasma já está bem dominada e destes milicos malucos se pode esperar tudo …
      Abraços

      Thumb up 5
    • Na verdade Castor, oque o Pedro falou não vai muito além da nossa tecnologia não.Como o marcos disse,o PEM, no caso você vai encontrar mais dados procurando por EMP.É uma “bomba” de pulso eletromagnético que pode desligar qualquer tipo de dispositivo eletrônico, coisas como televisão, carros, rádio, satélites, sistemas elétricos, são TODOS afetados por isso, então basicamente se “desativa” uma área com a mesma.O mesmo fenômeno da EMP pode ser observado em algumas coisas que a terra recebe do espaço, como por exemplo em um dos artigos do HS falávamos sobre os efeitos de uma tempestade solar, explosões solares, e alguns desses podem causar um fenômeno “similar” a uma EMP.Sendo muito mais destrutivo.

      Thumb up 1
  2. Por que não dividir 28 milhões de reais, para os pobres?
    Para caridades?
    A necessitados?
    a famintos?
    Por que 28 milhões em algo que pode matar você, seus pais e aqueles que gosta?
    Nessas horas, prefiro ver o Brasil pagando 1,5 milhões de reais ao big brother, ou a shows do Luan Santana..
    Ainda dizem que humano é inteligente ¬¬
    O que posso dizer, sou um.

    Thumb up 2
    • essas pesquisas geram muitos empregos
      e mesmo criado para a a guerra … vc vai usar um dia
      pode ter certeza …

      radio, internet, frauda descartavel, satelites … tudo isso e muito mais
      tbm é culpa da guerra
      vc vive sem ?

      Thumb up 7
    • Isso legitima as mortes geradas pela arma?

      Thumb up 0
    • A Guerra e a corrida espacial, são sem sombra de dúvidas, as duas maiores fontes de tecnologia do mundo.

      Os fins justificam os meios.

      Thumb up 1
  3. com os novos materiais que tem surgido,de resistencia estrutural muito superior ao aço,assim como novos quimicos com capacidades de propulsao superiores,em termos de balistica convencional,pode se ir muito mais longe,alias o canhao que estava a ser construido para o antigo ditador do iraque prova isso , gostei do comentario do cesar .

    Thumb up 1
  4. Ha algum tempo eu pensei em uma arma portátil que poderia disparar projéteis ferromagnético utilizando bobinas e um sequenciador para manter os campos magnéticos em um único sentido,o que criaria um arrasto para o projétil,não fiz um protótipo ainda por falta de tempo,porém fica a ideia para que quiser.

    Thumb up 3
    • Você parece usar a cabeça e ser bem inventivo. Pq não usa isso para criar algo com um objetivo mais nobre?

      Thumb up 3
  5. No filme Transformers 2 há uma simulação de como seria essa tecnologia na prática, sendo um canhão de cano duplo montado na proa de um Destroier.

    Já na série “o universo” da NatGeo é demonstrado um protótipo desse canhão eletromagnético, disparando um pequeno projétil em uma área de testes. O interessante é a possibilidade de usar a tecnologia para viagens espaciais.

    Thumb up 4
    • Sim, isso é o mais interessante e o mais ”certo” em usar esses tipos de tecnologias… Como sempre tudo depende de como se usa e para quais fins.

      Thumb up 1
  6. quem vai declarar guerra são os EUA
    lei marcial implantada
    população na mão do governo e com medo do resto do mundo
    em menos de 5 anos essa guerra starta

    Thumb up 0
  7. Que absurdo!Ja achava uma loucura a russia ter um missil chamado moskit que chega a absurdos 3.600km/h, e tao rapido que, em teoria, um navio so o detecta a 30 segundos antes do impacto.Sera que os americanos estao desenvolvendo esta arma por causa dele, ja que os chineses tambem o possuem e estao aumentando seu poderio maritimo?
    Outro absurdo e um torpedo russo chamado shkval com motor foguete, rotaciona enquanto avanca na agua a chega a 200 nos de velocidade!
    O que estes loucos ainda vao inventar!

    Thumb up 2
    • Vejá bem amigo, perceba q todas essas tecnologias militares e hostis, podem ser implantadas e modificadas para serem usadas de forma beneficas, em areas como Viagens espacias e tecnologias de resgate…Msm assim, acho q muito pouco se tem tirado dessas tecnologias, ”fazem pra destruição, mais não a realtilizam e mudam, pra fins pacificos”

      Thumb up 0
    • Bem lembrado, (Clark) Kent !!
      Abraços

      Thumb up 0
  8. É só isso que o governo faz, mísseis e vírus!!! Porque não usam esse dinheiro todo prá ajudar os pobre, prá salvar crianças africanas com aids, etc etc etc

    Thumb up 0
    • ajudar pobre não da lucro
      vender armas sim

      Thumb up 1
    • Tomara que essa arma acerte sua casa e você vá morar debaixo da ponte, daí você vai ter uma idéia do que eu disse!

      Thumb up 0
    • o que eu disse foi a lógica do sistema.
      o porque deles investirem em armas em vez de saude
      o que é bem simples
      diminuir a populãção mundial é outro objetivo deles
      então pra que investir em pobre ?
      é o sistema

      não significa que eu concordo com o sistema

      Thumb up 10
    • Ai que b..r. dá zero pra ele!!

      Thumb up 1
    • e vc com cara de tonto falando de deus e diabo.

      Thumb up 3
    • Eu não acho q isso tenha a ver com Deus e Diabo, tem a ver com a gente mesmo, com nossa ambição desmedida, por nossa propria ganancia, q vêm arruinando nossa sociedade como um todo!Sempre só querendo riquezas, e almentar nosso proprio Ego. Isso é o pior..

      Thumb up 2
  9. na segunda guerra o EUA estava falindo e se reegueu vendendo armas
    hoje ele ja esta vendendo armas novamente para os paises inimigos do irã

    mais eu vi em um documentario que o pais mais provável a ser a próxima potencia mundial após a 3° guerra mundial é Israel
    achei estranho

    Thumb up 5
  10. um dinheiro que poderia ser investido para melhorar o mundo, ajudar a diminuir a pobreza na áfrica, e em outros continentes mais pobres, eles ficam investindo em armamento ficam procurando guerra que iria ainda mais agravar a miséria no mundo, matando pessoas inocentes… francamente os EUA tem me decepcionado

    Thumb up 1
    • O artigo original fala de “5,000 miles per hour”, ou seja, 5.000 milhas/hora. Convertendo para km/h, dá 8.046 km/hora, então está respeitando o dado inicial.

      Mas se você está curioso, a velocidade equivalente é de aproximadamente 2.235 m/s.

      Thumb up 4
  11. acho bom do ponto de vista cientifico,mas um desperdiçio a nivel militar,consegue-se o mesmo e mais barato e sem ocupar muito espaço,comparando,com a tecnologia de explosivos, com a carabina de um amigo,ja disparei um projectil de 60 grains a 1300 metros segundo, isto sem todos aqueles equipamentos sofisticados e gordos orçamentos !

    Thumb up 0
    • É por que acelerar “60 grains” (3,88 g) a 1.300 m/s consome bem menos energia que os 33 MJ.

      Considerando que a energia cinética é dada pela equação

      E = 0,5 * m * v^2

      Considerando a massa de 3,88g, e a energia de 33MJ, chegamos à conclusão que a velocidade tem que ser de 130.423 m/s. A tua bala de “60 grains”, a 1.300 m/s tem energia cinética de 0,003278 MJ, ou 3278,60 Joules.

      Verifiquei as conversões, e acho que os números aí estão corretos. O exercício aí é saber qual a massa do projétil que tem 33 MJoules de energia a 8.000 km/h.

      Thumb up 5
  12. De tão rápido, parece qe era para o projétil evaporar na atmosfera antes de atingir seu alvo.

    Thumb up 2
  13. “Ainda assim, a marinha precisa gerar uma tonelada de energia…” Ham? como assim? eu não sabia qe energia tinha peso, alguém qe entendeu isso por favor me expliqe. Seria “uma tonelada de energia” no sentido figurado?

    Thumb up 5
    • Vem da famosa expressão.
      E=mc^2, a energia necessária e a velocidade da luz são conhecidas!

      cumprimentos

      Thumb up 4
    • É óbvio que não tem nada a ver com a lei da equivalencia massa/energia…

      Uma tonelada de matéria se transformada em energia de acordo com E=MC² seria suficiente para explodir metade do planeta… :-s

      Provavelmente foi erro de tradução da matéria original….

      Thumb up 2
    • “Massa-energia equivalência propõe que quando um corpo possui massa, ele tem uma certa energia proporcional, como que “em repouso”. Isto é oposto à Mecânica Newtoniana, na qual um corpo massivo em repouso não possui energia cinética, e pode ou não ter outras (relativamente pequenas) quantidades de energia interna armazenada.”. Me diz se eu estou errado a formula E=mc2 só é tratada em reações químicas e nucleares, e não vem ao caso?

      Thumb up 1
  14. EUA sempre investindo em tecnologia bélica. Ano passado em quanto passavam por uma das maiores taxas de desemprego do país nos últimos anos, o governo gastava bilhões e bilhões no desenvolvimento de armas tecnológicas para fins militares.

    Thumb up 2
    • De certo é q parece q estão se preparando ou se prevenindo pra uma possivel guerra, ou invação! Mais d quem?

      Thumb up 0
  15. Bom, isso deixa claro que algo já está acontecendo. Não se trata mais de ‘acreditar’, não se trata mais de ‘convencer’ os céticos. É simples: uma nação que tem sua economia baseada na guerra e atualmente está passando por uma crise está investindo no que sempre funcionou para eles. E ao meu ver esta é a parte que faltava na equação: há motivos, há tecnologia e há perspectiva de ganhos. Agora só falta o pretexto..

    Thumb up 2
    • O seu argumento é bom, mas a equação “ainda não está completa”. Eles tem motivos para entrar em guerra, mas não para mantê-la [daí fazerem armas, ou dizer que as fazem, mas sempre com medo de usá-las].

      O maior aliado do EUA é a Europa, mas veja, ela também está na “merda”. Não seria prudente se aliar a um amigo enfraquecido para atacar um elemento ideológico [Irã, Coréia do Norte] que poderia motivar outras nações [Chinas da vida] a se aproveitarem da disputa. Fora que, pelo menos economicamente, China e EUA tem bastante dependência, um atacar o outro não daria lucro, e que motivo maior para as guerras senão o lucro?

      Também, antes da ONU era fácil declarar guerras por motivos banais, hoje é mais difícil. Todos estão interligados, os danos seriam muito piores do que os do passado; felizmente já não é tão fácil alguém fazer merda e mandar o mundo para uma guerra global. Ferrar os EUA é ferrar com a Internet, é ferrar com todos…

      Thumb up 4
    • Ótimos pontos, porém ainda discordo de alguns. Penso que seu argumento estaria 100% correto se estivéssemos na eminência de um conflito global, o que ainda não estamos. Sabe aquele jogo “War”? O que acho é que os ‘jogadores’ já definiram seus objetivos e agora estão organizando as peças. Ainda não jogaram os dados, mas o cenário já está aberto. E na minha opinião, que melhor oportunidade de sair da merda do que uma guerra? Para a Europa uma guerra pode significar o botão ‘reset’.. Em relação aos EUA e China, lembre-se que as amizades são determinadas por contratos e oportunidades sazonais. Não necessariamente os dois serão inimigos, isso pode estar sendo definido agora.. Quanto à Internet, na visão dos governos seria ótimo se acabasse ou se pudesse ser controlada. Pra mim é um argumento mais pró-guerra do que contra, lembrando que ditadores estão caindo e governos enfraquecendo devido a que?
      “Internê”. No mais, agradeço ao ‘parceiro’ a possibilidade de argumentar mantendo o bom nível, o que está cada vez mais raro aqui, rs.

      Thumb up 2
    • Parabéns a voces dois pelo bom nível do debate !
      Abraços

      Thumb up 0
  16. Sei lá, fico muito interessado com a tecnologia utilizada, mais triste por ainda terem em mente resolverem problemas com destruição e mortes.

    Thumb up 1
    • É, eu concordo! Devemos admitir q a tecnologia é interessante! Afinal, tudo q é novo chama a atenção. o problema como sempre será, em que eles a usaram? e para q fins foram criadas..:(

      Thumb up 0
  17. Quem jogou Crysis lembra do Rifle Gauss. Pois é a mesma tecnologia. Imagino em quanto tempo essa tecnologia possa ser aperfeiçoada a ponto de ser portátil.

    Thumb up 0
    • Acredito que o maior problema é a quantidade enorme de energia. Um projétil tem ma maneira bastante cômoda de armazenar energia: uma reação química que produz bastante gás e calor. Mas para produzir energia eletromagnética o buraco é mais embaixo.

      Thumb up 0
  18. o problema é q vc nao faz , outro faz,
    e afinal a maioria das invençoes sao baseadas no desenvolvimento militar.
    essa tecnologia “militar” mostrada na materia,
    poderia ser usado para lançar cargas para o espaço
    ou servir como uma rampa para lançar naves no espaço

    Thumb up 2
    • Isso q eu estou falando! Disse tudo Douglas!! Tudo depende d como irão utiliza-la!! Pq nova tecnologia nenhuma é d se jogar fora!!

      Thumb up 0
  19. Esses caras só pensam em desenvolver armas, porque não dedicam mais tempo e dinheiro para desenvolver pesquisas médicas e outras coisas úteis. Eles são um preocupante problema para o mundo, tem tanto dinheiro mas não sabem usar.

    Thumb up 4
    • A arma magnética tem uma utilidade inesperada: substituir foguetes químicos para arremessar carga para o espaço.

      Suponha que você resolva criar uma colônia espacial. Vai precisar de milhões, talvez bilhões de toneladas de ferro e aço para fazer a estrutura. Em vez de minerar isto na Terra e mandar por foguete ou por elevador espacial, poderiam minerar o ferro em asteroides e enviar o minerio para a Lua, onde seria transformado em peças que por sua vez seriam arremessados para o local de construção da colônia espacial.

      Arremessar para órbita microsatélites é outro uso deste tipo de arma.

      Thumb up 0
  20. Será que um dia haverá um mundo sem armas? Baseando-se nos lucros acho que NÂO!

    Thumb up 9
    • Claro que não !!!!
      Abraços

      Thumb up 0
    • É mais provável a Rússia ou a Coreia declarar a guerra, e como sempre, graças a vantagem tecnológica, vão ganhar de novo,e ficar se gabando.

      Thumb up 0
    • Não acho q teria vencedores d uma 3 Guerra, pense bem, o mundo estaria em ruinas, e para o q sobrarem, seria um inferno na terra, literalmente!

      Thumb up 0
  21. Não há nada mais preocupante em uma civilização do que percebermos que o seu maior avanço científico e tecnológico está na produção de armas…

    Thumb up 9

Envie um comentário

Leia o post anterior:
farside_apollo16
Vídeo: NASA filma o lado oculto da lua

Um lado inteiro da l...

Fechar