Efeitos da infidelidade surpreendem pesquisadores

Publicado em 5.05.2009

infidelidade

Você se sentiria muito culpado se traísse seu parceiro? Um novo estudo descobriu que isso depende da forma da traição e de seu sexo.

Homens se sentem mais culpados com uma traição sexual. Já as mulheres se sentem pior quando traem emocionalmente.

A hipótese dos pesquisadores no início dos estudos era justamente o contrário. Eles achavam que os homens se sentiriam mais culpados se apaixonando por outra pessoa, já que sabem o valor que as mulheres dão à lealdade emocional. A conhecida fama dos homens de terem várias parceiras ao mesmo tempo também contribuiu para o pensamento dos pesquisadores. Eles achavam que uma traição sexual não significaria nada para um homem, pois não seria algo tão incomum.

Eles também achavam que mulheres se sentiriam mais culpadas com uma traição sexual, já que elas saberiam o valor que os homens dão para o aspecto físico da relação e imaginariam a dor que o parceiro sentiria ao descobrir que sua namorada o traiu.

Com isso em mente, os pesquisadores disseram aos 130 participantes para se imaginarem em uma relação. Depois pediram para que os voluntários imaginassem que, subitamente, ficaram interessados em outras pessoas e apresentaram a eles seis dilemas – sempre com uma opção sexual e com outra opção emocional – e perguntaram em quais situações eles se sentiriam mais culpados.

Como você já sabe, homens se sentiram mais culpados com traição sexual e mulheres com traição emocional.

Particularmente, mulheres disseram que se sentiriam mais culpadas se apaixonando por outro do que tentando diferentes posições sexuais com ele. Homens disseram que se sentiriam mais culpados tendo sexo sem emoção do que se apaixonando (sem ter relações sexuais com “a outra”).

Por que os pesquisadores estavam errados? Outros especialistas apontam algumas possibilidades:

  1. Homens acreditam que seus relacionamentos são mais sexuais do que na realidade. Então eles dão mais peso ao envolvimento sexual.
  2. Mulheres, por sua vez, podem sentir níveis emocionais inexistentes em uma relação.
  3. Pessoas tem a incapacidade de achar que seus valores são diferentes do dos parceiros.

Outra questão levantada pela pesquisa foi: é possível trair sem sentir-se culpado.

De acordo com os pesquisadores, quando pessoas são motivadas a agir de determinada maneira, ou quando sentem que suas ações são justificadas, elas sentem menos culpa. O traidor seria capaz de justificar seu comportamento para si mesmo e não se sentiria mal com a traição. [Live Science]

Autor: Sergio de Souza

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

5 Comentários

  1. “Um novo estudo descobriu que…”
    “De acordo com uma pesquisa realizada…”
    “Estudos comprovam que…”

    Que saco!!!
    Praticamente todos os artigos começam assim; independentemente do autor (ou, pior ainda – de quem copia e cola no tradutor da google)!!!

    A leitura do restante do texto fica sacal – ainda mais quando se recebe vários artigos assim por dia!

    Thumb up 2
  2. acho particularmente que os homens sao mais bundoes para trair . isso me da raiva depois que trai da uma de arrenpendido……….

    Thumb up 0
  3. *Sidney,

    O correto seria “faça”, e não “fassa”… para os outros o que não queira para ti.

    Interessante matéria, mas como disse o comentário 1, é uma questão de princípios, e isso vai de cada pessoa.

    Thumb up 1
  4. Taição é uma faca de dois gumes,para o homem é normal trair mas se for traido ai a coisa muda de figura,mas é instinto,é uma necessidade fizica do corpo,pois sexo é umas das maravilhas da natureza que não tem explicação,então fica assim “Não fassa para os outros o que não quer para si”
    Abraço

    Thumb up 0
  5. Claro que alguém é capz de trair e não se sentir culpado por isso. Isso é uma questão de princípios e não pq algum pesquisador disse que isso é errado e tá tudo bem. Conheço na prática uma pessoa que, no meu ponto de vista, traiu e não se sentiu nem um pouco arrependida disso. Na verdade, essa pessoa se arrependeu de ter corrido o risco de perder o cara que estava com ela. Ou seja, isso é relativo.

    Um abraço.

    Thumb up 1

Envie um comentário

Leia o post anterior:
‘Pavio curto’ tem causa genética?

A capacidade de cons...

Fechar