Filhos acabam com a sua vida, dizem estudos

A maior virtude da ciência é que ela usa fatos irrefutáveis, dados e evidências para nos forçar a aceitar as verdades duras que nós, como humanidade imperfeita, queremos ignorar. Como o fato de que os filhos são – cientificamente falando – pequenas trouxas de tormento.

Nós, é claro, adoramos crianças, e achamos que elas são mágicas, fofas e tudo mais, em especial os filhos dos nossos amigos e familiares. Mas a ciência parece ter descoberto que ter filhos vai fazer com que sua vida se afunde, inexoravelmente, em um poço de desespero. Duvida? Vamos conferir alguns estudos abaixo.

Comecemos com os resultados mais positivos. Em uma pesquisa da Universidade Stony Brook (EUA), os cientistas vasculharam os dados de milhões de norte-americanos, controlando as mais diferentes variáveis, a fim de isolar apenas o efeito de ter filhos. Eles descobriram que, em termos de avaliação de vida, pessoas com crianças e sem filhos não são muito diferentes. Mas as pessoas com filhos têm mais alegrias e felicidade, bem como mais emoções mais negativas, como raiva, preocupação e estresse.

É um começo. Alguém poderia caridosamente interpretar estes resultados dizendo que você vai se partir ao meio por ter filhos. Mais felicidade e mais infelicidade. Assim como pessoas que sofrem de bipolaridade. Quem não gostaria disso?

Agora, vamos voltar nossa atenção para um estudo que focou nos pais fora dos Estados Unidos. No resto do mundo, a história é diferente. As pessoas com filhos – pelo menos aqueles que estão fora do rico mundo que fala inglês – tendem a ser menos satisfeitos com suas vidas. África, América Latina, Oriente Médio e Sul da Ásia são consistentes com o achado de que as pessoas com filhos têm uma avaliação de vida pior.

Sem os confortos e mimos de um estilo de vida de primeiro mundo, os filhos são um obstáculo definitivo no caminho da felicidade. Pelo menos você tem o seu cônjuge, certo?

Não. Um estudo da Open University do Reino Unido descobriu que inúmeros fatores tornam os relacionamentos felizes. O levantamento de 5 mil participantes chegou à conclusão de que os casados e ainda não casados sem filhos são mais felizes no seu relacionamento com o seu parceiro do que aqueles que são pais.

Por fim, vale lembrar que o fato de que ter filhos faz de você um maníaco-depressivo estressado não deve de maneira alguma ser interpretado como um sinal de que as pessoas não gostam de seus filhos. Elas definitivamente gostam. [Gawker, New York Post, Japan Times, LA Times, Huffington Post]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

25 respostas para “Filhos acabam com a sua vida, dizem estudos”

  1. Ainda prefiro limpar o cocô de meu filho a recolher cocô do cachorro com uma sacolinha na rua ( isto quando recolhem ). Alias, a esmagadora maioria dos críticos da paternidade aqui chamam o próprio cachorro de “meu filho (a)” ou ainda vem com a “mamãe / papai” … dá pra entender?.

    • “esmagadora maioria” esta estatística veio de onde?

      Eu preferiria não limpar caca de ninguém, mas meu filho ao menos aprendeu a se virar após alguns anos. Entendo os “críticos da paterniadade” perfeitamente e admiro pessoas que admitem abertamente que não tem interesse na experiência. A maioria das pessoas foi fruto de gravidez não planejada e muito de gravidez não desejada. Este tipo de gente costuma ser péssima em criar filhos. Prefiro os que são sinceros e se previnem adequadamente.

  2. Filhos implicam em sacrifícios, amor também… quem não sabe disto não deveria tê-los. Amar alguém é estado de vulnerabilidade, então a fragilidade, em vários sentidos, que eles acrescentam à vida dos pais não é algo negativo ou acidente de percurso, pelo contrário, é a oportunidade de experienciar e compreender aspectos da vida, não menos essenciais, que passam desapercebidos para aqueles que vivem na lógica do “mais prazer pra mim”, camuflada no eufemismo “estilo de vida de primeiro…

    • A maioria das pessoas são felizes com filhos, como você diz, mas por que uma pessoa que é feliz assim é incapaz de admitir que outra pessoa possa também ser feliz sem filhos? Por que não é capaz de admitir que o que ela aprende com a experiência de ter filhos é desnecessário, enfadonho ou mesmo prejudicial para alguns, que esses “aspectos da vida não menos essenciais” são extremamente subjetivos, pois o que é essencial para uma pessoa pode ser descartável para outra? Ah, esses genes!

  3. Infelizmente são alguns pais que são os tormentos dos filhos…..dão trabalho sem nem mesmo estarem incapazes….apenas porque acham que os filhos são os secretários deles….afff

    • Putz, ter um filho para ouvir isso dele ainda? Ainda bem que estou livre disso!!

    • Finalmente um comentário de uma pessoa que fala com seu cérebro, com o seu “eu” consciente, e não como porta-voz de seus genes, parabéns!

  4. Tive três filhos e os amo até demais. Justamente por isso, por causa do amor, acho que, se soubesse o que sei agora, não os teria posto no mundo. Sacrificaram os meus sonhos a troco de nada, pois não posso garantir que sejam felizes e que se mantenham livres das embocadas da vida. É só esperar que Deus os proteja, que tenham boa sorte, que escapem dos altos índices de criminalidade, acidentes de trânsito e outras fatalidades que envolvem o Brasil. E das catástrofes que envolvem o mundo.

    • Cara, até concordo contigo. Ter filhos não passa nem perto do plano mais ousado que eu possa ter para o futuro. Entretanto, notei uma certa inquietação da sua parte. Você foi o que mais comentou aqui e ainda respondeu vários comentários diferentes do seu. Calma… rs

      Ao meu ver, ter filhos é algo reservado apenas a quem tem uma condição financeira muito boa para que o impacto na vida pessoal seja minima. Esta é a única coisa que pode realmente atrapalhar nos planos de um casal…

    • A imensa maioria das pessoas tem filhos por “acidente” e sabemos que isto geralmente não dá bons resultados. O ideal é QUERER primeiro e planejar em seguida, antes de ter o bebê. Quem sabe que não quer não deve mesmo ter filhos e ponto. Use os melhores métodos anticoncepcionais que o dinheiro puder comprar.

    • Kkkkkk, é mesmo Nathan, minha inquietação é o meu pavor de ter filhos. Mas mesmo que eu fosse milionário ainda assim não iria querer, os gastos são apenas uma parte de um problema muito maior para mim, acontece que não gosto mesmo da ideia, é uma tarefa chata e cansativa, em que não vejo graça nenhuma, e sempre pensei assim, desde criança, e hoje com 15 anos de casado penso igual, e ainda bem que minha esposa também compartilha desse pensamento, senão com certeza eu estaria solteiro.

    • Comentário perfeito Marcelo Ribeiro, só devemos fazer o que queremos, se não quer simplesmente evite, muito simples.

  5. “Pequenas trouxas de tormento” foi a melhor definição para filhos que eu vi até hoje, seja cientificamente falando ou não. Não é porque a maioria tem ou gosta, ou porque meus pais me tiveram (como muitos “papagaios” repetem indignados ao ouvir comentários como o meu) que sou obrigado a fazer o mesmo, não sou como uma mosca, um rato ou um cão, que agem por instinto, eu penso e posso escolher o que julgo melhor para mim, e isso só eu sei. Aos que tem ou querem ter filhos, desejo um bom…

    • Antes terminar minha herança genética do que terminar o meu sossego… não ganho nada individualmente com isso, quem ganharia são os meus genes, esses sim são os únicos beneficiados, não somos nada além de um veículo que eles usam para se perpetuarem, todo o comportamento paternal e maternal é motivado por eles, já ouviu falar do livro “O Gene Egoísta” de Richard Dawkins? Os meus se ferraram, pois sou mais egoísta que eles!!!

    • Saprugo, só não se esqueça de guardar dinheiro para o asilo. Boa sorte e seja feliz!

    • Resumindo Stella, não há mágoa quando não se espera consideração ou gratidão, e terminar os dias em um asilo sem filhos é bem melhor do que terminar os dias morando de favor com um filho(a), servindo de empregado(a) doméstico(a) e sofrendo todo o tipo de humilhação. Há exceções? Sim, claro, mas esse é um jogo de azar que nivelo por baixo e definitivamente não pretendo jogar. Quer jogar? Já jogou? Seja feliz então ao seu modo, pois estou sendo feliz ao meu.

    • Os papagaios ai logo abaixo já se arderam.
      Tem filho quem quer povo chato do caralho, cada um sabe o peso disso na sua vida.Se a maioria é “maria vai com as outras” Dane-se… é como diz o ditado : Quem pariu Mateus que o embale.
      Boa sorte aos “extremamente felizes” futuros pais e mães.

    • Mais um que os “genes egoístas” não conseguiram dominar, kkkkkk… Parabéns por pensar com seu cérebro e não com seus genes Rodrigo Nunes.

  6. Haha meu pai com 50+ anos inventou de ter mais filhos, a minha madrasta teve gémeos de inicio era alegria e felicidade para todos os lados, agora com 1ano ele não aguenta nem sair de casa com meus irmãos de tão cansado, não a tempo para nada alem dos meninos kkkkk
    Mas mesmo com todas as dificuldades filhos e algo que se vale a pena ter, cuidar e amar se não tiver mos filhos para deixar nossos conhecimentos e heranças acredito que nossas vidas não teriam sentido.

    • Harlan Não seja tão limitado. Há muitas coisas que o ser humano pode fazer além de ter filhos.
      Podemos escolher tê-los ou não, não somos obrigados a procriar.
      Cada um acha a sua própria fonte de felicidade, seja no amor, no trabalho, em viagens, etc seja em ter filhos.
      Não preciso de filhos pra ser feliz, pra saber amar e ser amada nem pra ser completa.
      Perpetuar genes? Pra quê vou deixar vítimas inocentes neste mundo cão?? Isso sim é ser egoísta,colocar gente no mundo pra se ferrar.

    • Tem tanto pai e mãe de m!@#% por aí que é louvável alguém admitir que não quer e se previnir para não tê-los. Tenho que dar os parabéns.

Deixe uma resposta