Por que há menos mulheres na ciência?

De acordo com um novo estudo, mulheres com níveis avançados em campos muito matemáticos abandonam a carreira de pesquisadoras porque querem ter filhos – não porque suas performances são piores ou são menos contratadas em entrevistas de emprego.

“Ser mãe – e as políticas que tornam isso incompatível com a difícil carreira de pesquisadora – gera um preço muito grande na vida profissional. Mesmo que um plano de ter crianças no futuro é associado com as mulheres deixando a carreira em um níveis duas vezes maior do que os homens”, comentam os professores Wendy Willian e Stephen Ceci, da Universidade de Cornell, responsável pelo estudo.

“É hora das universidades saírem do passado e pensarem sobe a falta da representatividade das mulheres na ciência, não apenas como consequência de preconceito na hora de contratar ou avaliar, mas como resultado de políticas criadas que geram a imagem de mulheres dona-de-casa”, afirma Williams, que criou o Instituto Cornell para Mulheres na Ciência.

Para o estudo, Williams e Ceci analisaram dados relacionados às carreiras, no campo acadêmico, de mulheres e homens com e sem filhos, incluindo aqueles em campos altamente matemáticos. Eles descobriram que antes de virarem mães, as mulheres tinham carreiras equivalentes ou até melhores do que os homens. “Elas são pagas e promovidas da mesma maneira que os homens, e têm mais tendência a serem entrevistadas e contratadas”, afirma Williams.

O estudo segue um anterior dos mesmos autores, que mostrou que mulheres em campos altamente matemáticos não sofriam discriminação na hora de serem contratadas, de publicarem artigos ou conseguirem recursos. [ScienceDaily]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

33 respostas para “Por que há menos mulheres na ciência?”

    • Quantas mulheres você pesquisou/entrevistou? E comparou com os homens que também não ligam para ciência, só para a estabilidade e em outras coisas?

  1. Rapaz, realmente há poucas mulheres que se destacam nas áreas de ciênias exatas. Mas outro dia, estavam eu e um amigo tentando resolver um livro de anigmas muito pesado. Resolvemos uns mais fáceis (uns 30%), e depois o emprestamos para outro amigo que ficou interessado. Ele falou que não tocou no livro e depois de uma semana nos devolveu, e não é que o liro tava todo resolvido. Descobrimos que simplesmente foi a mãe dele, dona de casa que resolveu. Acredito que aquela mulher tinha um QI altíssimo.

    • Claro. Mulher ainda não aparece muito entre os cientistas por causa do machismo que impera e sempre imperou no meio.

  2. É outro assunto complicado…mas na minha opinião eu vejo as mulheres com uma vida muito curta entre ,carreiras, filhos e realizações pessoais etc.O homem é o inverso tem todo o tempo necessário para realizar seus sonhos…

  3. Pelo que eu vejo, pelo menos na iniciativa privada, ainda há preconceito sim em relação a mulheres, como na informática e engenharia, às vezes nem dos gestores, mas dos próprios departamentos de recursos humanos, área dominada pelas próprias mulheres. Claro que eu não estou generalizando. Mas uma colega minha mesmo, foi se inscrever numa faculdade na área de ti, mas a funcionária da faculdade falou que é muito difícil mulher conseguir emprego nessa área, mesmo com a mídia alardeando que “faltam empregos” nessa área.

  4. Eu creio que é o preconceito, até das próprias mulheres, coisa que já esta mudando mas a passos vagarosos. A mulher se interessa sim por ciência tanto que o número de mulheres graduadas já supera o de homens. A foto acima é da bióloga Flávia.

    • O nº de graduadas supera o dos homens pelo simples fato de os homens ao completarem 18 anos serem obrigados a trabalhar, enquanto isso as dóceis menininhas são paparicadas e até recebem dinhero do papai pra pagar faculde ou cursos.

    • Não tem nada a ver. A maioria das pessoas que fazem graduação que eu conheço, também trabalham, tanto homens quanto mulheres. E trabalhar não é empecilho para estudar.

  5. mas se o homem chega em casa sozinho do trabalho e tem que limpar a casa cuidar da limpeza e das tarefas, aposto que o mundo seria bem pior se as mulheres nao ficassem em casa para dar suporte ao homem

  6. Se o mundo fosse dominado pelas mulheres, ao passar um ET pelo nosso planeta, certamente não saberia dizer se haveria seres inteligentes no Terra. Pois não encontraria casas, estradas, cidades, usinas, Emissoras, tv, radio, celular, nada de carros, aviões, trens, nem máquinas de lavar roupa.

  7. Nao e “des da” mas “desde a”.
    Provavelmente voce quis dizer “Mulher nao foi feita para racionalizaR”
    “marxista” é o adepto as ideias de Carl Marx (que nao se relaciona em nada com o que esta sendo discutido aqui). Voce provavelmente quis dizer machista.
    E quanto a suas ideias, nao vou nem discutir…

  8. Existem carreiras que são dominadas por mulheres por coincidirem com algumas de suas características.
    A Psicologia, por exemplo. Existem mais mulheres psicólogas, pois as mulheres são mais sensíveis do que os homens, e por isso entendem melhor os sentimentos dos outros.

    • Não sendo preconceituoso. Mas psicologia é uma área extremamente contraditória em suas diversas linhas de pesquisa/estudo. Acho que reflete bem que a mulher é bastante complexa e contraditória também.

      Falando sério:
      Viram o caso da cientista que era mulher e “virou homem”. Sim. Transsex para masculino. Ela cita que sempre foi discriminada enquanto mulher cientista. Agora como homem, todas as portas se abrem.

      O mundo é dominado por preconceitos, que vão além de preconceito. Acho que é uma estratégia protetiva mesmo. Vamos tirar dos negros, gays, asiáticos, mulheres, jovens e qualquer um diferente, as oportunidade que temos. Fica mais fácil crescer e competir num mundo sem diversidade né?

      Esperto os que aproveitaram bastante para crescer sem ter que competir como hoje, seja na faculdade, trabalhos, concursos, concorrências afins.

      Óbs. É só uma analise. Não opinião pessoal. Sou à favor da liberdade, igualdade, justiça. Assim a humanidade caminha mais rapidamente.

      Mas que é chato ficar sem janta porque minha mãe trabalha agora, é…

      E olha que ela até voltou a fazer. Esse é o fraco das mulheres: emoção. Elas deixaram ser dominadas pelo homem.

    • “Mas psicologia é uma área extremamente contraditória”. Qual sua base científica para falar isso?

  9. Particularmente pra mim é difícil acreditar que a maternidade ainda impede as carreiras profissionais das mulheres. Em pleno séc. XXI ainda não encontraram uma maneira de conciliar as duas coisas?

    • Estamos no seculo XXI,no entanto, a entrada da mulher no mercado ocorreu há pouco tempo -duas décadas,ainda estamos num momento de transição:é difícil mudar o conceito,que temos de família “ideal” tão rápido assim.
      Também existem outros fatores que impede a carreira profissional estes:
      – Empresas; politica de RH fora pensada no gênero masculino:Estão sempre disponível para viajar,disposto a concordar com transferência e horas extras,assim é a primeira escolha para a contratação;
      – Preconceito,infelizmente ainda existe,por isso ganhamos pouco!;
      -O parceiro q não ajuda na educação do filho;
      -Na licença maternidade,4 meses,algumas decidem ficar por mais tempo com o filhote,qdo retorna a atividade é dispensada,pois está desatualizada com a rotina da empresa.

    • Mulheres comediantes geralmente usam humor inteligente.
      Tem muito homem, porque tem muito comediante imbecil, que só se promove falando mal, piadas de mal gosto e palhaçada.

Deixe uma resposta