Os incríveis carneiros que encolheram

Por , em 4.07.2009

É uma pena que Darwin não conhecia os efeitos do monóxido de carbono: zoólogos escoceses afirmam que a mudança climática está passando na frente da seleção natural. Os pesquisadores afirmam que as alterações no inverno devido ao aquecimento global estão fazendo com que ovelhas selvagens Soay da Escócia fiquem menores, apesar dos benefícios evolucionários de ter um corpo maior.

De acordo com os pesquisadores, as ovelhas do tipo Soay, comuns em uma ilha remota na Escócia, estão ficando menores. “De acordo com a teoria evolucionária clássica, elas deveriam estar ficando maiores, pois as ovelhas maiores têm mais sucesso para sobreviver e reproduzir, e os filhotes tendem a se assemelhar aos pais”, afirma Tim Coulson, autor do estudo.

Coulson e sua equipe analisaram o peso e histórico de vida de ovelhas do sexo feminino de uma população de ovelhas Soay, estudadas desde 1985. Os pesquisadores cruzaram os dados em um modelo numérico que prevê como um traço, como tamanho corporal, muda no decorrer do tempo devido à seleção natural. O tamanho do corpo das ovelhas foi a característica escolhida porque é um fator hereditário e porque foi avaliado que ele vinha diminuindo nos últimos 25 anos. Os resultados levam os estudiosos a acreditam que a diminuição é causada como uma resposta à variação climática, e não tanto a mudanças evolucionárias.

De acordo com Coulson, as descobertas explicam um problema que atormentava biólogos há anos: por que as previsões não eram iguais ao que se observava. “Os biólogos agora percebem que os processos ecológicos e evolucionários estão profundamente interligados, e agora têm uma maneira de entender a contribuição de cada um deles”, diz o pesquisador.

Os cordeiros atualmente não crescem tão rapidamente quanto no passado. De acordo com Coulson, os invernos foram ficando cada vez mais curtos e amenos, e os filhotes passaram a não precisar mais engordar tanto nos primeiros meses de vida para sobreviver ao frio. Agora, diz o pesquisador, mesmo os cordeiros que crescem mais lentamente têm boas chances de sobrevivência.

Outro fator que contribui com esta tendência é o que Coulson e outros pesquisadores chamam de “fator da mãe jovem”. Eles descobriram que ovelhas mais jovens são fisicamente incapazes de produzir filhotes tão grandes quanto elas eram quando nasceram. Ainda não se sabe o motivo pelo qual isso acontece, mas quando este fator contradiz a seleção natural, que favorece filhotes maiores. [Scientific Blogging]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!