10 grandes mistérios subaquáticos

Sempre houve uma crença de que novas terras poderiam surgir a partir do oceano. A mais famosa de todas as histórias sobre terras perdidas é a de Atlântida, descrita em grande detalhe por Platão quase 2.500 anos atrás. Durante o século passado, com o desenvolvimento da tecnologia para voar e com o advento do sonar e melhores equipamentos de mergulho, várias anomalias subaquáticas foram descobertos. Confira:

10. Monte no Mar da Galiléia

10

Em 2003, os cientistas ficaram surpresos ao descobrir uma enorme estrutura circular de pedra 9 metros abaixo do mar da Galiléia. A estrutura é composta de rochas de basalto empilhadas em forma de cone, e tem duas vezes o tamanho de Stonehenge, no Reino Unido, conhecido como círculo de pedras britânico. Em suas conclusões, que só foram publicadas recentemente, os arqueólogos notaram que as pedras compartilham algumas características comuns dos cemitérios antigos encontrados em todo o mundo, mas afirmam que também pode ser uma rampa ou uma estrutura de cerimonial. Como eles nunca se depararam com uma estrutura deste tamanho com tais características específicas, eles só podem especular quanto à sua idade exata, como foi construída e para quê foi usada.

9. Anomalias Circulares

9

As anomalias circulares que podem ser vistas na costa da Flórida, da Carolina do Norte e de Belize foram documentadas por entusiastas e arqueólogos. Mesmo que elas se encontram em uma escala global, seu verdadeiro objetivo não foi descoberto até agora – muitos acreditam que elas foram usadas como um tipo antigo de túmulo. Também são muito semelhantes a estruturas de pedra que foram encontradas na Arábia Saudita. Acredita-se que as submarinas foram melhor preservadas do que as de terra firme e podem datar de cerca de 8.000 aC (as da Arábia Saudita foram datadas de cerca de 7000 aC).

8. Estrutura no Lago Macdonald, Ontário

8

Mergulhadores descobriram provas do antigo passado do Leste do Canadá ao participarem de um projeto em um submarino em 2005. Eles encontraram uma estrutura de pedra bastante curiosa, a uma profundidade de 12 metros abaixo da superfície. Trata-se de uma enorme rocha, de 453 kg. Todos acreditavam que a estrutura era uma formação natural, até que geólogos e arqueólogos deram uma olhada nas imagens. A descoberta da ação do homem foi considerada provada quando um arqueólogo subaquático concluiu a existência de três calços na estrutura.

7. Anomalia do Mar Báltico

7

Quer se trate de um OVNI, de uma ferramenta de defesa anti-submarino nazista ou simplesmente de uma rocha glacial que foi arrastada para o fundo do mar, a descoberta dessa anomalia do Mar Báltico em forma de disco (e sua subsequente investigação em 2012) manteve todas as partes interessadas em seus arredores. Embora exploradores suecos tenham convencido a todos que o objeto é uma rocha e não um OVNI, a pesquisa tem levantado uma série de questões. Em primeiro lugar, a rocha não tem uma camada de lodo sobre ela, o que normalmente ocorre quando rochas ficam deitadas no fundo do mar durante um período tão longo de tempo. Além disso, os 60 metros de largura da “rocha” parecem estar cobertos por linhas de construção e apoiados por um pilar de 8 metros de altura.

6. Mistério do Lago Baikal

6

O lago Baikal, na Sibéria meridional, é único em muitos aspectos. É o mais antigo, maior e mais profundo lago de água doce da Terra. O depósito de sedimentos no fundo do lago tem mais de 7 km de profundidade e muitas das espécies de peixes que se desenvolvem em suas águas não são encontradas em nenhum outro lugar. Como sua cobertura de gelo normalmente dura até junho, os astronautas da Estação Espacial Internacional ficaram alarmados ao ver uma grande área circular de gelo diluído perto do extremo sul do lago, em abril de 2009. Para sua surpresa, havia também outra característica acima de uma cordilheira submarina que divide o lago. Embora a origem dos círculos seja um mistério, o padrão distinto sugere que águas mais quentes foram trazidas para a superfície, mas atividade hidrotermal nunca foi observada sobre a água profunda na ponta sul do lago.

5. Stonehenge do Lago Michigan

5

Apesar do Stonehenge, no Reino Unido, ser um dos mais famosos monumentos históricos de pedra do mundo, ele não é o único. Arranjos de pedra semelhantes foram encontrados em todo o globo. Em 2007, enquanto pesquisava o fundo do Lago Michigan (EUA) com sonar, uma equipe de arqueólogos subaquáticos descobriu uma série de pedras alinhadas em um círculo de 12 metros abaixo da superfície. Uma das pedras também parecia apresentar uma escultura de um mastodonte, um animal que foi extinto há 10 mil anos.

4. Cidade Subquática de Cuba

4

Uma série de estruturas submersas descoberta ao largo da costa de Cuba, em 2001, capturou a imaginação dos arqueólogos, pesquisadores e “caçadores de Atlântida” de todo o mundo. Encontradas por uma empresa fazendo levantamento de trabalho, as imagens de sonar mostram estruturas simétricas e geométricas que cobre uma área de dois quilômetros quadrados em profundidades de cerca de 700 metros). Os céticos acreditam que o local é muito profundo para ter sido feito pelo homem, uma vez que se estima que as estruturas teriam levado cerca de 50 mil anos para afundar à profundidade atual.

3. Monumento Yonaguni, Japão

3

Desde a sua descoberta em 1987, o enorme Monumento Yonaguni, ao largo da costa do Japão, tem sido um tema de debate entre cientistas, arqueólogos e estudiosos. Muitos defensores afirmam que a estrutura é natural, mas pode ter sido modificada por mãos humanas, como os terraços de pedra talhada de Sacsayhuaman. Se comprovado, o local teria sido alterado durante a última idade do gelo – em torno de 10 mil aC. Os céticos, por outro lado, acreditam que toda a estrutura é natural; que os desenhos e esculturas observados são nada mais do que riscos naturais. O fato é que, embora as características de Yonaguni possam ser vistas em muitas formações de arenito em todo o mundo, a alta concentração de formações questionáveis em um só local é improvável.

2. Estruturas Bimini

2

Durante expedições, em 2006 e 2007, as águas mais profundas a oeste de Bimini foram mapeadas utilizando sonar de varredura lateral e perfil sub-fundo. Uma série de características retangulares foram descobertas a uma profundidade de 30 metros. Elas estão todas alinhadas na mesma direção, em linhas retas e paralelas. Os pesquisadores afirmam que as estruturas são parecidas com as encontradas na costa de Cuba. Em um mergulho feito mais tarde, administrado pelo History Channel, as formações foram melhor observadas. Há cerca de 50 pilhas de pedra, com tamanho em torno de de 3 por 14 metros, a uma profundidade que iria colocar a sua idade em torno de 10 mil aC.

1.Descoberta do Golfo do Khambhat

1

Em maio de 2001, anunciou-se a descoberta de ruínas de uma cidade antiga no Golfo do Khambhat. A descoberta foi feita com a ajuda de sonar enquanto estudos de poluição rotineiros estavam sendo feitos. Durante o anúncio, o local foi descrito como contendo habitações uniformemente espaçadas, um sistema de drenagem, banheira, celeiro e uma cidadela que antecede a Civilização do Vale do Indo. Durante as investigações, a área foi dragada e vários artefatos foram recuperados. Entre eles, estavam madeira (datada de ± 7.000 aC), pedras descritas como ferramentas manuais, ossos fossilizados, fragmentos de cerâmica e um dente. Há controvérsias de que todos os supostos artefatos são na verdade pedras de origem natural, que os “cacos” são geofatos naturais, e que a dragagem poderia ter permitido que artefatos errantes fossem desenterrados junto com o local, removendo toda a credibilidade da descoberta.[ListVerse]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Curta no Facebook:

15 respostas para “10 grandes mistérios subaquáticos”

  1. Muito interessante, muitos livros abordam a possibilidade de proto-civilizações mais antigas e algumas que tenham existido ate pelo menos no final do paleolítico, alem dessas estruturas como a “Stonehenge submersa” que mostra quem esmo antes de uma civilização convencional o homem já se organizava para fazer estruturas bem surpreendentes.

    Em relação a “Atlântida”, “Continentes perdidos” e coisas do tipo, todas as lendas tem um fundo de verdade, mesmo que essa verdade não seja tão estupenda assim, já temos a civilização minoica que se encaixa muito bem no conto de Platão.

    As civilizações pre-colombianas são muito misteriosas ainda, imagine para a infinidade de povos que visitaram a América antes do navegador genovês? Fenícios, Polinésios, Chineses, Japoneses, Vikings, hebreus, árabes e se bobear povos paleolíticos antes mesmo dos amarelos asiáticos atravessarem o estreito de Bering.

    Todas essas pessoas que viram esse novo mundo, essas civilizações diferentes e misteriosas voltaram com historias mirabolantes sobre cidades de ouro e um continente inteiro desconhecido do resto do mundo conhecido.

  2. Muito interessante, com certeza!

    Em comum, todos os “mistérios” tem a incerteza científica de sua origem. Muitos um dia serão explicados outros talvez não. Mas ai a lenda já terá sido criada e no imaginário popular, vai prevalecer. Como o monstro do Lago Ness.

    Em comum também a exploração da tendência humana em dar mais créditos as explicações sensacionaistas do que a realidade. A relidade geralmente é muio sem graça!! Então, qualquer coisa que possa ter a mais infima possibilidade de ser algo extraordinário, é explorado a exaustão.

    Uma aspecto porém, é a possibilidade de ter existido civilizações humanas muito mais aintigas do que se supõe. Improvável, mas dentre todas a mais provével.

    De minha parte, acompanho com o maior interesse, torcendo para que alguem consiga decifras estes “mistérios”. Mas tendo a acreditar que a explicação não envolverá nada de “extraordinário”.

    • De todas a mais intrigante é a cidade submarina ao largo da costa de Cuba. Pirâmides incríveis, construções retilíneas,trata-se sem dúvida alguma de uma cidade planejada nos mínimos detalhes, qualquer uma cidade planejada, com efeito, qualquer arquiteto daria nota 10. E noem a idade! 50.000 anos atrás! Seria uma das ancestrais teópolis, um construção dos primeiros colonizadores espaciais da terra? Eu penso que sim.

    • ‘Cético’ já passou a ser motivo de piadas. Na verdade são negacionistas que se acham donos da verdade, porisso, se expoem ao ridículo com suas opiniões de reacionários mequetrefes, que não têm capacidade para explicar nada, mas também não aceitam que alguém que teve a iniciativa de pesquisar a fundo dê a sua versão coerente.

    • Chega a ser até engraçado,mas infelizmente existem historiadores, que pela sua falta de conhecimento, ou talvez incompetência em descobrir a verdade (interpretem como quiser), insistem em dizer que os primeiros Homens civilizados surgiram na cidade de Uruk A cerca de 4500 anos a.C. na região da Mesopotâmia.Não que eu seja dono da verdade, até porquê não sou historiador, mas me interesso muito pelo assunto.Enfim, chegou o ponto de alterar os livros de história, pois isso já não é novidade, que existem centenas de provas de civilizações muito mais antigas, datadas de mais de 10 mil anos a.C., cujos destroços de construções persistem intactos em muitos pontos do mar e também em sítios arqueológicos em terra.Este tema já é discutido a cerca de um século, por verdadeiros historiadores e arqueólogos competentes que não tem medo de expor suas teorias mas sim buscar a verdade.Recomendo para quem se interessar o livro Atlântida o Oitavo Continente escrito por Charles Berlitz,Tradução da obra “Atlantis the Eighth Continent”Tradução Publicada pelo Círculo do Lívro Originalmente pela Editora Nova Fronteira.Onde o autor deixa a livre interpretação do leitor, mas aponta diversos argumentos de que o ser humano já vive em civilização a muitos anos, e caso não tenha sido o ser humano, já existiu outra raça com inteligência neste planeta, embora pareça fictício, os fatos falam por si mesmos.E também recomendo o documentário eram os Deuses Astronautas, realizado pelo Históry Channel, baseado nas pesquisar de Erich Von Daniken, cujo documentário leva o nome de seu livro.Onde os autores apontam diversos fatos de um passado civilizado não documentado na linhado tempo que aprendemos nas escolas.
      Espero que um dia a história seja ensinada por completo nas escolas, pois todos os fatos que comprovam a verdade são descartados por não estarem dentro do relativamente curto período de tempo descrito nos livros, talvez por não terem explicação conhecida, ou por não serem de interesse dos historiadores em levantar mais dúvidas sobre a verdadeira origem da humanidade.Uma coisa é certa,”a verdade está lá fora”.

  3. Essas fotos do monumento na costa do Japão são os mais interessantes que considero pela precisão e ser semelhantes em termos de precisão aos monumentos egípcios, maias, incas entre outros.
    Será que não descobriram nada de novo sobre o monumento Yonaguni? Não me lembro de nenhum assunto mais nos últimos anos sobre o mesmo…
    É isso.

Deixe uma resposta