10 maneiras estranhas de dizer adeus aos mortos

Sepultamento é a forma mais comum de lidar com um ente querido que faleceu. Comum hoje. Comum para nós. Mas essa lista de maneiras de “enterrar” os mortos mostra que há várias outras formas de se despedir dos falecidos. Aconselhamos que você não tente reproduzir esses métodos em casa.

1) Torres do Silêncio

Zoroastrianos acreditam que o corpo é impuro e não deve poluir a terra depois de morto. Por isso, nada de sepultamento ou cremação. Em vez disso, os falecidos são levados a uma “torre do silêncio”, geralmente localizada em um planalto elevado, e são expostos a animais e elementos. Quando os ossos secam no sol, eles são recolhidos e dissolvidos em cal.

2) “Enterros” em árvores

Tribos indígenas do mundo inteiro descobriram que a melhor forma de “sepultar” os mortos é colocá-los em cima, não embaixo. Em alguns locais da Austrália, do sudoeste americano e da Sibéria, por exemplo, as tribos praticam enterros em árvores, envolvendo o corpo em uma mortalha ou um pano e pendurando-o para se decompor.

3) Barcos vikings

Vikings da Idade Média não só viveram como morreram à beira-mar. Depois de mortos, os mais ricos eram colocados em navios carregados com comida, jóias, armas, alimentos e às vezes até mesmo servos ou animais, tudo para o seu conforto na vida após a morte. Os barcos eram enterrados no solo, incendiados ou enviados para o mar.

4) Céu tibetano

Sempre quis voar? No Tibete, você pode fazer exatamente isso, só que depois de morto. Em vez de enterrar os corpos no chão, alguns tibetanos enviam seus entes queridos para o topo de uma montanha e os deixam lá para serem comidos pelos urubus. Os cadáveres são desmontados e misturados com farinha e leite, para garantir que cada pedaço seja comido.

5) Órgãos no pântano

Vários viajantes morreram acidentalmente cruzando os pântanos do norte da Europa. Porém, pelo menos alguns indivíduos, especialmente na Idade Média, foram enterrados lá com cuidado e de propósito. Com sorte (para os arqueólogos), a composição química de um pântano preserva muito bem a carne humana, o que lhes permitiu estudar os órgãos dessas pessoas.

6) Enterro em cavernas neandertais

Antes de começar a enterrar seus mortos no solo, há cerca de 100.000 anos, os Neandertais deixavam os falecidos no interior das cavernas da Europa e do Oriente Médio. Arqueólogos argumentam que para os Neandertais, as cavernas escuras e misteriosas pareciam um bom lugar para passar para outro mundo.

7) Plastinação

Envie o seu cadáver a uma excursão pelos museus do mundo através da plastinação, método desenvolvido por um cientista alemão. Essa técnica controversa de preservação consiste em dissecar o corpo em pedaços, embalsamá-lo com um fluido que endurece o corpo, e depois repousá-lo em posições “educacionais”.

8 ) Cremação em Bali

No oriente há muitos funerais sombrios, porém as cerimônias de cremação entre os hindus de Bali têm uma atmosfera quase carnavalesca. Os corpos flutuam em um festival pelas ruas até um terreno em chamas, onde eles são transferidos para um recipiente e incendiados.

9) Criogenia

Com certeza você já oviu a lenda da imortalidade ao ter seu corpo congelado. Porém, a ciência criogênica é uma realidade. Mas atualmente é apenas legal realizá-la com quem já está morto. Logo após morrer, os indivíduos são armazenados em soluções de nitrogênio líquido para impedir a deterioração até que a morte se torne um fenômeno reversível.

10) Mumificação

As múmias do Egito antigo são famosas no mundo dos cadáveres. Reservada para os membros das classes superiores, a mumificação envolvia a remoção de todos os órgãos, incluindo o cérebro, que era puxado pelo nariz por um gancho. O corpo era então preenchido com materiais como serragem seca e envolto em lençóis. Os egípcios acreditavam que mumificação preservava a alma durante sua viagem para o além. [LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)
Curta no Facebook:

23 respostas para “10 maneiras estranhas de dizer adeus aos mortos”

  1. Concordo com o Arlon. Aliás, os que afirmam que existe vida após a morte, acreditam em nada. Aqui realmente não é o lugar para debatermos isso, mas visto que alguns até acreditam e dizem que a Bíblia ensina tal tolice, aí vai: Acreditam é numa tremenda mentira. A Bíbllia foi bem clara quando revelou o que Deus disse pro Adão: “Do pó vieste, ao pó voltarás”. Onde falou que ele ia pro céu, pro inferno ou sei lá pra que outro lugar? Ela também diz que os mortos não estão conscientes de nada. Não podem fazer nada e assim ficarão por tempo indefinido. Não são minhas palavras. São da Bíblia. Vejam só Eclesiastes 9:5-10. Outros dizem que os bons morrem e vão para o céu adorar a Deus. Novamente a Bíblia ensina que quem morre não louva a Deus. Está em Salmos 115:17. Ops! Desculpem os que se dizem religiosos, mas vocês mesmos (religiosos) precisam estudar mais a Bíblia.

    • Eu até concordo com seu ponto, sobre a não existência de vida apóes a morte. Mas a escolha da argumentação baseada na sua interpretação pessoal bíblica não foi a mais feliz que já vi.

  2. Jorginho,

    Pesquisas no campo da espiritualidade foram tentadas em vários momentos da história. Na segunda metade do séc. XIX e primeira do XX, vários cientistas de renome (William Crookes, Charles Richet, Camille Flammarion, e muitos outros) realizaram investigações metapsíquicas e espiritualistas. Embora recebidas com muita euforia pelos que esperavam provas da existência do além e de comunicações com essa esfera, tais estudos não floresceram.

    Na atualidade, existe a pesquisa do paranormal a qual, em vez de comprovar a fenomenologia, o máximo que tem obtido são vagos indícios, incapazes de demonstrar a validade dessa categoria de fenômeno.

    Portanto, se quer saber se a paranormalidade existe, respondo: com base no que as investigações obtiveram até o presente, provavelmente não…

  3. Boa pergunta Moizés.
    Pq não indicaram?…
    Mas,ela(ciência exata)teve interesse?
    Muitos procuram provar… mas ainda nada é determinantes para ambos lados. Como ela não pode negar que não exista vidas externas… e nem mesmo provar.
    Compreendo bem seu questionamento e vc tem a plena razão.
    Mas porque mesmo ela não faz pesquisas de forma determinativas?
    Pois fenômenos paranormais existem…
    Ou não?

    • a cremação deveria ser o mais correto e universal metódo de desfazer de um corpo

  4. Olá @Moizes!
    Não fiz uma leitura trechurizada do seu entender, concordo que não percebo facilmente ironias (rsrsrs)nesta área, mas gostei de enfatizar sua fala(escrita) pois para min remete a um resumo da essência da filosofia de vida, quando ao meio de um texto muito bem escrito e pensado sou deparado com frases como a que exemplifiquei, alimentando a fé no IMPROVAVEL, personificando nossa lacuna existencial, no espiritual místico de nossos antepassados que pouco sabiam sobre o mundo que os cercava.
    ===
    @Jorjinho:
    “Porque negam o espiritual e aceitam cegamente o mundo substancial, feitas de reagentes químicos?”
    *POisé, como ja disse aqui, a ciência (substancial) não é onisciente! Mas projetar uma segunda vida apenas para suprir esta necessidade humana seria muita displicência!

    “Quantas pessoas passaram por experiências sobrenaturais?”
    *kkkk… não conheço nenhuma, mas pense! Se alguém conseguir provar (racionalmente) então poderíamos chamar de mágica e não mais de Sobrenatural..certo?

    “Quantas coisas a ciência não consegue explicar?
    Então, essas não existem, por não haver resposta?”
    *Realmente, ela não explica tudo. Mas não cabe a nossa fértil imaginação, dar respostas ilusórias e sobrenaturais (ou será mágicas?) como explicações, pois estas continuarão sem explicação.

    ===
    Desculpem me quem se sentir ofendido ou não gostar do que eu escrevo…
    Ainda bem que existem pessoas como @Jorjinho e o @Moizes, pois pude perceber nas tríplicas voltadas a min que não são pessoas cegas e intransigentes,eles apesar de acreditarem tem a capacidade de analisar o que lhes é dito (ambos assuntos)…..”o cetismo é o caminho”.

    ;D _Abrçs

  5. ‘’…então, essas pessoas não indicam aos cientistas o caminho?’’

    Engraçado mesmo”Moizés”. Pois mesmo correlação a vida,vivendo-a; poucos são os que conseguem perceber sua essência. …preferindo acreditar naquilo que não é absoluto e que pode ser quebrado em pedaços cada vez menores… até chegar na mesmice que energia é massa ao inverso.
    Percebem regências de leis. Todavia, rejeitam o ”Mentor” delas.
    Credibilitando na suposição de um‘’big bang’’ e, como não podem provar contundentemente, o espiritual,esse estranhamente passa ser ignorado!
    Duvido que possa olhar para a natureza e para si, e dizer que ”apenas nasceste e sua evolução acaba exatamente no momento que morre. Duvido que no fundo não venha se contestar!

    Acredito sim na evolução no longo da história. Mas, não em mutações radicais como descrevem alguns… Todos os seres tendem desenvolver para melhor sobrevivência e os mais adaptados automaticamente predominam… Nada mais lógico. A natureza é original e cada coisa tem suas individualidades… Senão todos tenderiam a ser a mesma coisa. Por que então tantas diversidades se a tendência é chegar à perfeição? Aliás, que serve essa perfeição para os que morrem? Que fim levará essa evolução do nascer e morrer?

    Bem, alguém pode dizer que isso não basta para explicar as origens das coisas… Concordo! Mas negar às ainda não explicáveis é bem pior.

    Porque negam o espiritual e aceitam cegamente o mundo substancial, feitas de reagentes químicos?

    Quantas pessoas passaram por experiências sobrenaturais?
    Quantas coisas a ciência não consegue explicar?
    Então, essas não existem, por não haver resposta?

    Estou saindo de um longo debate e prefiro me reservar, por enquanto.

    Espero que encontrem alguém disposto.

    Abraço e pense nisso!

  6. Uno tiene Deus adentro, caso contrário no se puede explicar. Respeito todas as maneiras de despedidas, solo que particurlament, penso que el espírito é imortal.
    Me gustaram los comentários, todos com opiniones acertadas, hay que aceptar e entender los pontos de vista.

  7. Nao sei pq, em quase todos os artigos do HS que envolva assuntos “etéreos” surgem pessoas para criticar quem acredita e quem nao acredita em algo…
    Foi provada a existencia de Deus?
    Foi provada a sua nao existencia?
    Vc é ateu? Excelente.
    Vc é religioso? Maravilha
    Vc é agnóstico? Que bom.
    Mas por favor, se e pra discutir ciencia (ou curiosidades científicas) vejamos sob olhos da ciência, nao sob as perspetivas daquilo que acreditamos ou deixamos de acreditar. Quando fazemos isto fechamos nossa visao e deixamos de explorar caminhos que poderiam nos ampliar a sabedoria.

  8. mas bah é curioso a cultura de cada povo
    me chamou muito a atenção a torre do silencio
    por eles achar q o corpo é impuro,
    para nos q temos costumes diferente
    zoa muito estranho algumas maneiras de encarar a morte

    bjim

  9. Isso Realmente me frustra nun site de ciência (e curiosidades)! Pessoas continuam a dizer:

    @Moizéz: “mentes privilegiadas sabem direitinho, e com plena certeza, que a vida se estende além”

    @Jorjinho: “A ciência, me parece uma criança que diz ao pai: ”Não preciso de vc!…” A vida (ela não sabe) está muito além da matéria.”

    Então podemos não saber o elixir da vida eterna(ainda) mas existem pessoas que AFIRMAM, sem prova alguma (é o famoso CRÊR por CRÊR) que a vida se extende após a morte do corpo!
    *Podemos nós, duvidarmos da ciência, visto que ela realmente não é Onisciente! mas DEVEMOS duvidar da ilusão dogmática que em todos os tempos atrapalhou o conhecimento humano, nossa sabedoria adquirida durante eras.
    *Para min, a vida é única, é valiosa, é agora! Deviamos tentar todos vivermos melhor com nossos irmãos, seres vivos!
    …e sem tapa olhos!

    ;D _AbÇs

  10. Criogenia??? Se houvesse uma esperança para breve até poderia valer. Por ora, quem está pagando para manter alguém congelado certamente morrerá antes de descobrirem que o congelado pode reviver.
    Imagine alguém acordando anos ou décadas depois para encontrar tudo diferente, não ter mais seus entes queridos. Melhor deixar que todo mundo se reencontre no céu… ou no inferno…

  11. Engraçado: a ciência não consegue pesquisar a vida além da matéria. Isso porque ainda não encontrou elementos que permitam tal investigação. Entretanto, mentes privilegiadas sabem direitinho, e com plena certeza, que a vida se estende além. Por quê, então, essas pessoas não indicam aos cientistas o caminho?

    “Elexir” cura tudo é fenomenal!

  12. Já se passaram trocentos anos e a ciência ainda procura pelo famoso ”elexir cura tudo”. Já desistiram de fazer ouro e ainda teima em querer perpetuar a vida pela criogenia!
    Sorte dela que existem bilionários burros para pagar pela esperança de vida eterna.
    A ciência, me parece uma criança que diz ao pai: ”Não preciso de vc!…” A vida (ela não sabe) está muito além da matéria.
    Pelos simples fatos de querer ter a vida eterna, esquecem ou finge esquecer que somos muito mais que suponhe nossa vã filosofia.

  13. Favor corrigir a palavra ‘oviu’ em Criogenia. Vocês poderiam também ter explicado mais sobre o mesmo processo, ele é bem mais interessante e complexo ( e caro ) do que apenas colocar o corpo em nitrogênio líquido.

Deixe uma resposta