11 incríveis casas de vidro

Por , em 3.02.2013

Fugindo do feijão-com-arroz das casas “opacas” (sejam de tijolos, madeira ou concreto), arquitetos do mundo todo criam projetos executados quase totalmente em vidro. Mas não pense que basta trocar o material normalmente usado: para que a casa se destaque, é importante construí-la de modo que a transparência não seja apenas um detalhe, mas algo essencial para que os moradores aproveitem bem (e que, é claro, não comprometa sua privacidade), como você verá nos projetos a seguir.[Oddee]

A casa acima foi projetada pelo designer e arquiteto Carlo Santambrogio e não foi construída (ainda) – a imagem foi gerada por computador, seguindo os desenhos de Santambrogio. Ela faz parte de um projeto maior de casas de vidro, e foi pensada como se fosse uma "casa de neve". Sua estrutura pode ser organizada de diversas maneiras

A casa acima foi projetada pelo designer e arquiteto Carlo Santambrogio e não foi construída (ainda) – a imagem foi gerada por computador, seguindo os desenhos de Santambrogio. Ela faz parte de um projeto maior de casas de vidro, e foi pensada como se fosse uma “casa de neve”. Sua estrutura pode ser organizada de diversas maneiras

Localizada na Alemanha, a Leonardo Glass Cube foi construída em 2007 e é usada para encontros informais e eventos de empresas

Localizada na Alemanha, a Leonardo Glass Cube foi construída em 2007 e é usada para encontros informais e eventos de empresas

À primeira vista, pode parecer apenas mais uma casa de madeira, mas não se engane: sua "casca" pode ser deslizada, revelando a estrutura transparente. Projetada pela dRMM Architecture.

À primeira vista, pode parecer apenas mais uma casa de madeira, mas não se engane: sua “casca” pode ser deslizada, revelando a estrutura transparente. Projetada pela dRMM Architecture

A Watervilla Kortenhoef foi construída sobre um lago na Holanda e passa aos moradores a impressão de estarem caminhando sobre as águas, já que até mesmo o chão é feito de vidro. Um detalhe interessante é que há andares no "subsolo", abaixo da superfície do lago, onde estão localizados os quartos e os banheiros, o que ajuda a garantir a privacidade dos moradores

A Watervilla Kortenhoef foi construída sobre um lago na Holanda e passa aos moradores a impressão de estarem caminhando sobre as águas, já que até mesmo o chão é feito de vidro. Um detalhe interessante é que há andares no “subsolo”, abaixo da superfície do lago, onde estão localizados os quartos e os banheiros, o que ajuda a garantir a privacidade dos moradores

Apesar do nome, a House R 128 está mais para um prédio do que para uma casa, já que possui quatro apartamentos. Um de seus destaque é a "sustentabilidade": as paredes de vidro permitem que a luz do sol seja bem aproveitada durante o dia, e painéis solares garantem energia à noite; a casa aproveita energia geotérmica para resfriamento e aquecimento do ambiente, conforme a necessidade; por fim, é uma casa "reciclável", já que sua estrutura pode ser facilmente desmontada e reaproveitada

Apesar do nome, a House R 128 está mais para um prédio do que para uma casa, já que possui quatro apartamentos. Um de seus destaque é a “sustentabilidade”: as paredes de vidro permitem que a luz do sol seja bem aproveitada durante o dia, e painéis solares garantem energia à noite; a casa aproveita energia geotérmica para resfriamento e aquecimento do ambiente, conforme a necessidade; por fim, é uma casa “reciclável”, já que sua estrutura pode ser facilmente desmontada e reaproveitada

Em 1945, o editor John Entenza, da revista Arts and Architeture, anunciou o Case Study House Program, para o qual seriam construídas casas pré-fabricadas a partir de materiais desenvolvidos durante a Segunda Guerra Mundial. A da foto acima é a Stahl House, Case House 22, que já apareceu em diversos filmes, como Por Que o Amor Enlouquece (1998), Corina, Uma Babá Perfeita (1994) e Amor a Toda Prova (2011)

Em 1945, o editor John Entenza, da revista Arts and Architeture, anunciou o Case Study House Program, para o qual seriam construídas casas pré-fabricadas a partir de materiais desenvolvidos durante a Segunda Guerra Mundial. A da foto acima é a Stahl House, Case House 22, que já apareceu em diversos filmes, como Por Que o Amor Enlouquece (1998), Corina, Uma Babá Perfeita (1994) e Amor a Toda Prova (2011)

Desenhada por Bassam El-Okeily, do Egito, a casa acima se torna praticamente uma instalação de arte à noite

Desenhada por Bassam El-Okeily, do Egito, a casa acima se torna praticamente uma instalação de arte à noite

Ao sul da pequena vila de Thorpeness (Inglaterra), a Dune House foi construída pela dupla Jarmund/Vigsnæs Architects, que se tornou conhecida por criar estruturas que unem dois tipos de conforto: o "da modernidade" e o "do campo"

Ao sul da pequena vila de Thorpeness (Inglaterra), a Dune House foi construída pela dupla Jarmund/Vigsnæs Architects, que se tornou conhecida por criar estruturas que unem dois tipos de conforto: o “da modernidade” e o “do campo”

A cerca de 45 km de Sidney (Austrália), a Church Point Home se esconde no meio de uma floresta. Suas colunas imitam árvores e, junto com o piso de madeira, ajudam a harmonizar a estrutura com o ambiente externo

A cerca de 45 km de Sidney (Austrália), a Church Point Home se esconde no meio de uma floresta. Suas colunas imitam árvores e, junto com o piso de madeira, ajudam a harmonizar a estrutura com o ambiente externo

A casa acima está localizada na cidade de Chiba (Japão)

A casa acima está localizada na cidade de Chiba (Japão), e foi desenhada por Kiyonobu Nakagame & Associates

Fazendo jus ao tamanho de seu nome, o Changgyeonggung Palace é um dos cinco maiores palácios da Coreia. Sua estufa é a primeira do país, construída em 1907, e contém plantas raras (inclusive espécies tropicais)

Fazendo jus ao tamanho de seu nome, o Changgyeonggung Palace é um dos cinco maiores palácios da Coreia. Sua estufa é a primeira do país, construída em 1907, e contém plantas raras (inclusive espécies tropicais)

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 2,00 de 5)

4 comentários

  • Jocelaine Fagundes Inchausthi:

    AMEI AS CASAS DE VIDRO! Quero uma igual aquela da Austrália, à 45 km de Sidney. LIIIIINDAAAA d+!

  • Rafael Soares:

    Bonitas demais. A transparência me faz lembrar um design futurista.

  • Pedro Arigoni:

    Extremamente lindo, gostei mesmo das casas.

  • Matianelus:

    Ô Guilherme, como pôde mencionar o coreano Changgyeonggung Palace e se esquecer do nosso singelo, mas charmoso Palácio de Cristal no Jardim botânico de Curitiba?

Deixe seu comentário!