20 incríveis missões lunares

Por , em 20.09.2011

Nos últimos 50 anos, a humanidade enviou quase 100 missões espaciais à lua. Embora nem todas elas tenham sido bem sucedidas, elas tornaram o nosso satélite o lugar mais explorado do sistema solar – depois do nosso planeta, é claro.

A mais recente missão de exploração lunar é a GRAIL, da NASA, um conjunto de duas espaçonaves robóticas que foi lançado ao espaço no último sábado, dia 10 de setembro.

Enquanto a missão não volta com novidades sobre nosso vizinho celestial – que ainda permanece repleto de mistérios – confira outros destaques entre as missões da humanidade rumo à Lua:

1 – Luna 2

O programa Luna foi criado na União Soviética e lançou diversas missões espaciais não tripuladas à lua. Enquanto a Luna 1 chegou bem perto de nosso satélite, a Luna 2 foi o primeiro objeto feito pelo homem a entrar em contato com outro corpo planetário. A nave esférica foi lançada no dia 12 de setembro de 1959 e caiu na lua dois dias depois.

2 – Luna 3

Outra missão soviética na lista e na história astronômica: a Luna 3 foi a primeira sonda a nos enviar fotos do lado oculto da lua. A nave foi lançada em 4 de outubro de 1959.

3 – Ranger 7

Esta nave espacial dos EUA foi lançada em julho de 1964 e capturou cerca de 4,3 mil imagens da superfície lunar – foi a primeira vez que fotos de alta qualidade foram enviadas da lua. Mais tarde, a nave quebrou e caiu dentro do oceano.

4 – Luna 9

Essa nave soviética foi a primeira a fazer um pouso controlado na superfície lunar. Em 3 de fevereiro de 1966, Luna 9 aterrissou com sucesso em uma cratera da lua, enviando imagens panorâmicas da paisagem local.

5 – Luna 10

Mais uma façanha nunca antes realizada aconteceu para os soviéticos: nessa missão, pela primeira vez, um objeto feito pelo homem orbitou com sucesso outro corpo celeste. A sonda não tripulada foi lançada em 31 de março de 1966, e entrou em órbita ao redor da lua dois dias depois. A sonda circulou a lua 460 vezes, durante mais de dois meses.

6 – Surveyor 1

Em junho de 1966, os EUA realizaram o que os soviéticos tinham conseguido fazer quatro meses antes, pousando uma sonda na lua de maneira controlada. Na missão que durou seis semanas, a Surveyor 1 enviou mais de 11,1 mil imagens da superfície lunar.

7 – Lunar Orbiter 5

Essa missão americana fez parte de uma série de missões lunares não tripuladas que estavam preparando o terreno para o desembarque da missão tripulada Apollo. Após a conclusão da missão Lunar Orbiter 5, a superfície da lua já tinha sido 99% mapeada. A nave foi lançada em agosto de 1967, e completou sua missão em janeiro de 1968.

8 – Apollo 8

Em 21 de dezembro de 1968, os astronautas que tripulavam a Apollo 8 – Frank Borman, James Lovell, e William Anders – se tornaram os primeiros homens a deixarem a órbita terrestre para visitar a lua.

Eles não pousaram em solo lunar, mas foram os primeiros a circum-navegar a lua. Eles chegaram à órbita lunar na véspera do Natal de 1968, e como presente nos enviaram a primeira visão humana do globo azul: nosso planeta, de longe. Após orbitar a lua 10 vezes, os três astronautas voltaram para a Terra no dia 27 de dezembro de 1968.

9 – Apollo 11

Os EUA conseguiram o prêmio final e mais desejado na corrida espacial travada com os soviéticos: pisar na lua. Os astronautas Neil Armstrong e Buzz Aldrin saltaram na superfície lunar no dia 20 de julho de 1969, enquanto o companheiro de tripulação Michael Collins orbitava acima deles, no Comando Apollo e Módulo de Serviço. Os três voltaram para casa em 24 de julho de 1969.

10 – Luna 16

Depois da popular missão americana tripulada, a União Soviética decidiu enviar uma não tripulada para a lua em setembro de 1970. O objetivo da missão era a de coletar e embalar rochas lunares, as enviando novamente para a Terra. Foi a primeira missão de sucesso de recolhimento de amostras a partir de robótica.

11 – Lunokhod 1

O soviético Lunokhod 1 foi o primeiro robô a atravessar a lua. Ele foi lançado em novembro de 1970, como parte da missão Luna 17. Depois de chegar à superfície lunar, o veículo dirigido por controle remoto viajou mais de 10,5 quilômetros, tirando fotos e filmando todo o percurso.

12 – Luna 24

Essa missão robótica foi a última na qual foram recolhidas amostras da lua, sendo trazidos de volta à Terra. A sonda foi lançada no dia 9 de agosto de 1976 e voltou com 160 gramas de rochas lunares e sujeira no dia 22 de agosto de 1976.

13 – Lunar Prospector

Esta nave espacial não tripulada da NASA foi lançada em 7 de janeiro de 1998. A missão teve como objetivo orbitar a lua em busca de sinais de água e outros minerais, em crateras permanentemente sombreadas nos pólos lunares.

Ao longo de 19 meses, a sonda compilou um mapa com a composição mineral da superfície lunar, antes de cair e se espatifar numa cratera em 31 de julho de 1999.

14 – SMART-1

Essa foi a primeira missão lunar da Agência Espacial Europeia. A sonda não tripulada SMART-1 foi lançada em setembro de 2003, e alcançou a órbita lunar em novembro de 2004. A pequena nave espacial era alimentada por um motor de íons, usando energia elétrica solar.

15 – Kaguya (SELENE)

Essa missão japonesa decolou para a lua em setembro de 2007, e entrou em órbita ao redor do satélite menos de um mês depois. A nave ainda está em órbita lunar, compilando o mapa mais detalhado até agora sobre o campo gravitacional da lua.

16 – Chang’e 1

A primeira missão chinesa fora da Terra foi a Chang’e 1, lançada em outubro de 2007. A nave espacial não tripulada orbitou a lua até março de 2009, quando ela acidentalmente colidiu contra a superfície lunar. A China seguiu a missão com a sonda Chang’e 2, lançado em outubro de 2010 – só recentemente ela deixou a lua para viajar ao Ponto de Lagrange L1, entre a Terra e o sol.

17 – Chandrayaan-1

Para não ficar para trás, a Índia se juntou a corrida exploratória da lua em outubro de 2008, lançando a sonda robótica Chandrayaan-1 para a órbita lunar. A sonda permaneceu em órbita até agosto de 2009, e os resultados da viagem foram concretos: em setembro do mesmo ano, os instrumentos mapeadores da Chandrayaan-1 ajudaram a detectar evidências de água na lua.

18 – Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO)

O Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) ou Orbitador de Reconhecimento Lunar foi a primeira missão da NASA na lua desde a era Apollo. A sonda não tripulada foi lançada em junho de 2009.

Originalmente ela foi planejada como uma precursora das viagens lunares americanas de regresso, mas acabou cumprindo o papel de mapear a superfície lunar com alta resolução 3D. A sonda tem uma captação de imagens tão boa que conseguiu detectar pegadas dos astronautas da Apollo.

19 – Satélite de Detecção e Observação de Crateras Lunares (LCROSS)

O Satélite de Detecção e Observação de Crateras Lunares (LCROSS, sigla para Lunar Crater Observation and Sensing Satellite) foi um satélite da NASA enviado em junho de 2009. Em outubro de 2009, a sonda não tripulada se chocou contra a superfície da lua.

Mas não foi exatamente uma tragédia… não para a ciência pelo menos: a NASA confirmou que o impacto forneceu novas evidências de água congelada na lua.

20 – GRAIL

As sondas gêmeas GRAIL, da NASA, foram lançadas no último sábado, 10 de setembro, para estudar o campo gravitacional lunar e assim, obter mais informações sobre a formação e a história da lua. Pesquisadores planejam monitorar pequenas mudanças na distância entre as duas sondas lançadas causadas por variações no campo gravitacional da lua. [SPACE]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votos, média: 4,40 de 5)

18 comentários

  • Ronaldo Thais:

    Corretíssimo! Pena que a mente americanizada do ocidente não perceba isto.
    Detalhe: até hoje não conseguem enviar um humano para lá devido as dificuldades…imagine em 1960.

    • Murilo Mazzolo:

      Erado cara, primeiro que em plena Guerra Fria a URSS admitiu a derrota na Corrida Espacial para os EUA. Foram Bilhões de Dólares e 400.00. homens trabalhando nas 6 missões Apollo (11, 12, 13 – a missão falhou, não pousaram e quase morrram – 14, 15, 16, e 17)
      Nunca mais voltaram, porque, depois das missões perceberam que era uma gasto sem retorno. Não havia lucro, e então pra que voltar? Todos os dados possíveis coletados, nenhuma riqueza disponível.
      E ainda a NASA, Russia e União Espacial Européia estudam uma possível construção em parceria da tão sonhada (e próxima missão tripulada á Lua) Base Lunar. Previsto para até 2025 e uma possível viagem tripulada até marte até 2035 ou 2040.
      Se você é um dos céticos que desacreditam na ida á Lua por causa das desculpas sem formulação cientifica como A Bandeira “Tremulando”, Pegadas, Sombras, Câmera, Temperatura… Leia se for capaz, essa meteria que explica MUITO bem essas dúvida Inocentes:
      >> http://www.projetoockham.org/historia_lua_1.html

  • QI alto do r j:

    desde o fim do século passado o ser humano vem tentando com mais perseverança achar um lugar abitável para o ser vivo. todas as potências do mundo se uniram,se o dinheiro que é gasto com essas viagems, com as industrias e mão de obra envouvida, fose ussado aqui na produção agricula na educação , saúde e em moradias. esse seria o melhor planeta da galáxia

  • Andrey:

    provavelmente a formas de vidas em outros planetas podem estar a um passo de nos mas tambem podem estar distante daqui

  • Luiz:

    essa coisa de procurar vida fora da terra está ficando chato e caduco. é assunto pra besta.

    • @LucasRodmo:

      Com uma estimativa de 30 a 80 bilhões de planetas semelhantes à Terra só na Via Láctea?
      Faz as contas: qual a probabilidade de 1 grupo molecular de 1 planeta se organizar em um formato auto-reprodutivo?

    • erick:

      o mesmo que tem de vc mistura 1kg de areia vermelha e otro de normal e querer que caiam desenhando um cachorro com listras, é muito dificil que a vida da terra apareça em outros planetas, uma chance em 10 bilhões de trilhõs de trilhões

  • Éder Augusto:

    Já estou até imaginando países brigando pela Lua,Marte,Vênus…

  • leandro:

    Imaginem o dia em que o homem montar uma estação em marte, e se nascer alguém la, ai sim teriamos o primeiro marciano.

  • Ação Libertária:

    Este tema será sempre polêmico. Enquanto existirem interesses diversos por parte das potências mundiais, a ciência e os estudos espaciais estarão fadados a deixar lacunas nas “provas” coletadas, que deixam a desejar em vários aspectos. Possuir tal poder de informação garantirá a nação que domina estes dados a hegemonia mundial, e isso é perigoso para o homem e sua existência. Precisamos de informações sérias e desvinculada aos desejos dominantes, o povo anseia por verdade e não por guerra de informações ou blefes científicos. A matéria ficou boa, mas ainda tem muita gafe ou informação de baixo nível científico.

  • Skill:

    Legal a máteria!

    Alguns eventos nem sabia que ocorreu.

  • Paulo Galliza:

    O custo das naves e lançamentos precisam ser bastante reduzidos, tanto para transporte como para pesquisas. É bom que se incrementem o conhecimento não somente sobre a Lua, mas sobre todo o Sistema Solar. A colonização da Lua está muito atrazada. Já deveria haver algumas famílias morando lá.

  • Glauco:

    Não vou dar minha opinião à respeito das Apolos dessa vez, não se preocupem =D. O assunto já tá ficando meio chato.

    • EltonPaes:

      E a galera do hype agradece !
      ;D

  • Cássio:

    Todas as missões Apollo foram incríveis, mesmo as que não pousaram na Lua como a Apollo 8, 10 e 13. E as que pousaram lá como a Apollo 11, 12, 14, 15, 16 e 17.

  • anderea:

    sabe que acho que união europeia sabe mais sobre espaço do que nasa

    • EltonPaes:

      E mais, não ficam aí inventando teorias conspiratórias…

    • Kibern:

      Cuidado que UE (união europeia), nada tem com a ESA (agência espacial europeia), pois têm países que não são da UE e são da ESA e vice-versa.
      Eu acredito que a ESA venha a ser a força para levar o homem a Marte, pois trabalha muito com todas as outras agências (incluindo a China!), e assim criar uma agência espacial internacional.

Deixe seu comentário!