Como criar sua marca pessoal na internet

Por , em 5.11.2009

O conceito de marca pessoal corre o mundo a mais de uma década, mas a internet e as redes sociais facilitaram a venda de um produto: você. O livro Eu 2.0, da autoria de Dan Schawbel é um livro sobre a construção das marcas pessoais.

A ideia básica de se ter uma marca pessoal é promover determinados valores, habilidades ou conhecimentos, de modo que se alguém precise de alguma destas características, lhe procurem de primeira.

Enquanto muitas pessoas ainda se incomodam com a ideia de se tornarem um produto, outros vêem esta possibilidade como parte do universo de mudança dos meios de trabalho.

“Nós estamos em uma época em que os negócios corporativos não se importam com você como um indivíduo — você é apenas um número enquanto empregado”, afirma o professor David James, diretor da escola do crescimento, inovação e  empreendimento da Henley School of Business, na Inglaterra.

“Eles irão lhe terceirizar, contratar e transferir da maneira que eles pensam que é apropriado. Por isso, você tem que ocupar o número um e a marca pessoal é realmente importante.”, afirma James.

Mas como fazer para criar sua marca pessoal? O professor explica que a primeira etapa é deixar claro seus pontos mais fortes e seus principais valores. Sua identidade precisa transmitir uma mensagem clara de quem você é e o que você tem para oferecer. Depois, faça um planejamento de curto e longo prazo de onde quer estar, de qual o trabalho você quer ter e como você quer que as pessoas lhe percebam.

Blogs e redes sociais são maneiras poderosas e acessíveis de se promover. É importante que ao construir sua marca, a pessoa seja apaixonada pelo assunto e tenha um conhecimento na área, ou ninguém vai querer ler o que a pessoa tem a dizer.

O próximo passo é conseguir uma classificação elevada na área que você pretende tratar com a ajuda do buscador (Google, Yahoo, Bing, etc.), de modo que seu nome viesse entre os primeiros resultados da pesquisa quando alguém buscar sobre o assunto na internet.

É importante que coloque no blog seu próprio nome e sua área de especialidade. É valido se juntar em conversas sobre o assunto em outros blogs sempre usando seu nome completo, que será a sua marca. Escrever artigos para outros sites e juntar-se a redes sociais como o Orkut, Facebook, Linkdln e [Twitter, ajuda a construir contatos úteis e facilita a realização de reflexões na sua área. CNN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

10 comentários

  • Thiago Corrêa:

    acho que não ficou claro que esse artigo se delimita a negócios…marca pessoal no sentido de como a pessoa se apresenta, se vende no ramo em que ela decide trabalhar.

    RELAÇÕES DE TRABALHO. Onde que isso deixou de ser compreensível? Pra quê tanta opinião fugindo do assunto nos comentários? e o pior, sem construir nada?

  • Burguês:

    Viva o capitalismo \o/ escravidão neles!

  • Jé:

    Acho que o cara não tem o direito de interferir na opinião dos outros. Com tudo isso que le escreveu ele só não disse o seguinte: Sou um tonto que não crê em nada e ainda por cima invado o espaço dos outros.

  • Ronaldo:

    Ronaldo!

  • Shoryuken:

    -SHORYUKEN!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Hadouken2:

    mais uma coisa:

    -HADOOOOOOUUUUUUKEN!!!!!

  • Hadouken:

    Num entendi nada…

  • Washington:

    Gostei da materia, parabéns.

  • Silvio:

    Estou profundamente enojado ao ler tudo isso. Isso foi tão bizarro quanto um buraco negro se formando no meio da Terra!

    Humanos se tornando produtos, e isto ainda sendo motivo para celebraçoes.

    Professores universitários devem fundionar como voz da razão, e não robores ressonantes do monetarismo e corporatocracia qu engole este nosso mundo de forma cada vez mais absurda.

    Não bastando as pessoas estar fazendo tatuagens com marcas, ou vestindo roupas com marcas como veiculos publicitarios ambulantes, agora temos que transformar nossa individualidade e personalidade em um produto.

    ___PLim PLom___
    Esta critica é um oferecimento de Silvius Corporation®
    *Aguarde enquanto estaremos cobrando a tarifa automatica de sua conta de banco por voce ter lido isso, de acordo com o contrato da empresa e de acordo com a lei 6.654, 6.516, 7.845,8.316. Esta tarifa se dará no valor de R$10 por caractere, incluindo espaços e acetuação gráfica.
    A Silvius Corporation agradece a sua preferencia e voltem sempre =D

    Vamos deixar de ser estupidos?

  • Antonio Celso:

    Muito interessante este assunto sobre a quase que “obrigatoriedade como persona” de se ter, juntamente com seu cic e rg, sua marca e sua especialidade no mundo contemporaneo e sobretudo, no virtual, que gira a cada segundo numa velocidade fantástica !!!
    __ Entretanto, deixo aqui uma pergunta : e para os que se encontram sem marca ou com a mesma indefinida ? Como tratar destes casos ? Quais os passos para que a persona referenciada consiga definir satisfatoriamente sua marca ?

Deixe seu comentário!