Análise de DNA revela rosto de um humano primitivo

Por , em 23.02.2010

Uma análise de um cabelo preservado no gelo da Groenlândia revelou aos cientistas o provável rosto de seu dono. De acordo com os pesquisadores, esse é o genoma humano mais antigo a ser seqüenciado.

O dono do cabelo tem apenas 4 mil anos de idade, lindos olhos castanhos, cabelo grosso e negro e uma leve tendência de ser um “careca cabeludo”, com o cabelo faltando no topo da cabeça. Os cientistas o batizaram de Inuk, que significa “humano” na língua da Groenlândia.

A indicação é que os ancestrais de Inuk migraram da Sibéria para a Groenlândia – seu corpo era adaptado para suportar temperaturas muito baixas. A “tribo” de Inuk era a Saqqaq, um grupo que caçava focas e pássaros para se alimentar. Segundo descobertas arqueológicas eles viviam em pequenas tendas no inverno. Como o ambiente pode ser quase insuportável até mesmo nos dias de hoje, os cientistas ficaram surpresos que pessoas realmente pudessem viver na região, principalmente durante o tempo frio. [BBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

4 comentários

  • 12345:

    isto não é uma forma de preconceito, usar um ‘corte’ de cabelos de dupla sertaneja???

  • Mister_X:

    Não é nada diferente dos atuais Inuites, as feições, são idênticas a de um típico inuite que habita a região.

  • Tatiana:

    Nem é tão parecido com os que já publicaram!

  • Wanderson:

    Puta merda!Parece o The Rock!!!Cara de um focinho de outro,0.o

Deixe seu comentário!