45 belos exemplos de arquitetura africana

Por , em 3.09.2019

Quando você pensa em África, você pensa em pobreza, fome e guerra? Isso porque a mídia muitas vezes reforça estereótipos negativos sobre o continente, mesmo que não seja de propósito. As belezas e a diversidade cultural incrível africanas ficam, assim, em segundo plano.

Um exemplo claro é a arquitetura africana. Afora as famosas pirâmides egípcias, poucas pessoas conhecem as admiráveis construções espalhadas pelas nações africanas, em comparação com a arquitetura asiática, europeia, indiana e do Oriente Médio.

Por exemplo, aposto que você está familiarizado com estilos como o bizantino, o gótico, o barroco e o modernista, todos “ocidentais”. Mesquitas otomanas, pagodes do leste da Ásia e templos de civilizações sul americanas pré-coloniais também são muito reconhecidos.

Agora, o que você sabe sobre os estilos arquitetônicos de reinos e impérios africanos como o Império Axante, o Reino Mossi e o Reino Zulu?

Abaixo, você pode conferir alguns exemplos fascinantes de arquitetura africana, compilados por uma conta no Twitter chamada “Igbo Excellence”. O povo igbo é um grupo étnico da Nigéria.

Arquitetura núbia

Os núbios são um grupo etnolinguístico nativo do atual Sudão e sul do Egito, originários dos primeiros habitantes do vale central do Nilo, um dos primeiros berços da civilização.

Arquitetura sul africana

A África do Sul tem uma infinidade de grupos étnicos e linguísticos pioneiros em arquitetura, desenvolvendo suas próprias tradições.

Arquitetura sudano-saheliana

A arquitetura sudano-saheliana refere-se a uma série de estilos arquitetônicos indígenas das regiões de pastagens do Sahel e do Sudão na África Ocidental, ao sul do Saara e ao norte das regiões florestais férteis. As mesquitas de lama do Sahel, incluindo a magnífica Grande Mesquita de Djenné no Mali, são particularmente impressionantes. Esta última tem um significado cultural incrível para o país como um todo – ela aparece no brasão de Mali.

Arquitetura sudano-saheliana moderna

Arquitetura afro-futurista

O monólito na imagem abaixo é dedicado ao primeiro presidente de Angola, Agostinho Neto, e fica na capital Luanda. Ele comemora a contribuição do presidente para a derrubada do domínio colonial português. A Angola então se tornou um estado socialista de sua independência em 1975 até 1992.

Outros exemplos modernos de arquitetura afro-futurista podem ser encontrados em países como Gana e Burkina Faso.

Arquitetura somaliana

A arquitetura somaliana é rica e diversificada. Abrangendo os períodos antigo, medieval e moderno da Somália, inclui a fusão com desenhos ocidentais nos tempos contemporâneos e envolve vários tipos de construção, como castelos, cidadelas, fortalezas, mesquitas, torres, menires, dolmens, círculos de pedra, monumentos, templos, aquedutos e faróis.

Arquitetura suaíli

Esse termo hoje é usado para designar uma gama de tradições diferentes de construção, praticadas nas costas leste e sudeste da África. O que é normalmente visto como arquitetura tipicamente suaíli é particularmente observável nos centros urbanos de Mombasa, Lamu e Zanzibar.

Arquitetura de Madagascar

Madagascar é uma grande nação insular na costa leste da África. Seu estilo arquitetônico tem uma forte semelhança com métodos de construção do sul de Bornéu, região da qual acredita-se que os primeiros habitantes de Madagascar tenham imigrado. As casas mais tradicionais seguem uma forma retangular e apresentam um telhado pontiagudo e inclinado, suportado por um pilar central.

Arquitetura federal africana

Exemplos de edifícios federais.

Arquitetura africana moderna

Arquitetura africana modernista

Arquitetura nigeriana

As construções nigerianas apresentam uma mistura de culturas, religiões e povos. A capital Abuja é cercada de colinas com bairros de estilo colonial e jardins. Mesquitas também enfatizam as tradições desse povo.

Arquitetura ganesa

O imperador de Gana viveu em um castelo fortificado de pedra e adornado com esculturas e pinturas. Outras casas da capital eram de pedra com vigas de acácia. Já moradias mais simples eram construções de barro cobertas com telhados de palha.

Arquitetura etíope

A arquitetura da Etiópia varia muito de acordo com região, tendo incorporado vários estilos e técnicas ao longo do tempo. A maioria das estruturas, como palácios, vilas, casas comuns, igrejas e mosteiros foram construídas com camadas alternadas de pedra e madeira. [BoredPanda]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!