6 lugares estranhos e incríveis para você visitar

Por , em 23.12.2014

Sim, aquelas montanhas cobertas de neve são muito lindas e temos certeza que as praias de areia branca de St. Barts são ainda mais bonitas pessoalmente. Mas, se é para adicionar itens à nossa lista de lugares para visitarmos antes de morrer, que tal irmos em busca de coisas mais esquisitas?

Parece que de tempos em tempos os robôs encarregados pela programação do nosso planeta dão pau e acontecem erros nos códigos que resultam em coisas bizarras, como os exemplos abaixo:

6. Kelimutu, os lagos que mudam de cor na Indonésia

lugares lindos e misteriosos 6
Os três lagos de Kelimutu, além de soarem como o título de um romance de fantasia, são uma raridade geológica encontrada na base de um vulcão adormecido na Indonésia. Eles se tornaram uma atração turística popular, mas não para a natação, a menos que você queira recriar acidentalmente uma sequência de “O Inferno de Dante” – as piscinas salinas e ácidas são muito cáusticas para dar um mergulho. Ao invés disso, estes lagos são famosos por sua capacidade de mudar de cor como três tigelas gigantes de camaleões derretidos.

Cada lago pode mudar sua cor completamente a qualquer momento, independentemente dos outros lagos. Os vários tons vão do azul claro ao marinho, do verde petróleo ao amarelo, marrom ou vermelho – ocupando a maior parte da roda de cores dos Power Rangers. Estas enormes anéis de humor naturais são provavelmente causados por fumarolas submarinas, que são fissuras na crosta terrestre que emitem gases vulcânicos.

No entanto, lagos vulcânicos semelhantes têm padrões razoavelmente previsíveis de variação de cor. Os lagos Kelimutu, por outro lado, mudam de cor sempre que quiserem. É uma paisagem diferente a cada vez que os pesquisadores chegam aos lagos, e até agora eles não foram capazes de explicar ou prever as mudanças. O fato de que os lagos são tão juntos faz com que suas variações independentes sejam ainda mais incompreensíveis.

Não deixe que a beleza dos lagos o engane, porém. Além de serem altamente ácidos, os lagos passaram por erupções freáticas no passado, um fenômeno no qual a atividade vulcânica vaporiza instantaneamente a água, provocando uma explosão de vapor de água, ácido e esqueletos desalojados na superfície. Então, se você está pensando em fazer uma viagem para observar a sua majestade bizarra, certifique-se de que você realmente não chegue muito perto deles.

5. As crateras de Yamal

lugares lindos e misteriosos 5
Em julho passado, um sumidouro gigantesco abriu-se em Yamal, uma península siberiana tão remota que é, literalmente, chamada de “O Fim do Mundo”. O aparecimento inexplicável de um buraco gigante só fez aumentar ainda mais a credibilidade desta descrição.

O buraco apareceu durante a noite, sem aviso prévio, como normalmente acontece nestas situações. Nos meses seguintes, os pesquisadores cavaram nos arredores em busca de pistas e desenvolveram teorias sobre a origem do poço, mas não foram capazes de chegar a algo mais concreto do que “agora há um grande buraco na Terra onde antes havia apenas um deserto gelado”.

Como que em resposta a esta resignação coletiva, mais dois poços siberianos das trevas se abriram, confundindo ainda mais qualquer análise. A estrutura interior desses buracos é tão peculiar que alguns pesquisadores acreditam que eles sejam um tipo totalmente novo de sumidouro, nunca antes documentado. A exploração nas cavernas terrestres descobriu um lago congelado 70 metros abaixo da superfície.

Relatos conflitantes colocam o maior dos buracos entre 60 e 80 metros de largura. Além disso, ao contrário de crateras comuns, que parecem engolir tudo ao seu redor, esse buraco parece ter ejetado o solo para a área em torno dele como um tiro de espingarda subterrâneo. A teoria atual é que uma enorme quantidade de gás metano se acumulou em um bolsão subterrâneo oco e, eventualmente, explodiu na superfície. Basicamente, os cientistas mais ou menos confirmaram que há um gigante invisível peidando no centro da Terra.

4. A planície de jarros alienígenas do Laos

lugares lindos e misteriosos 4
Ok, nós não achamos que elas foram realmente feitas por alienígenas, mas ninguém sabe o que resultou nesta paisagem estranha. O campo de enormes jarras de pedra, que são estimadas em cerca de 3 mil anos de idade, foi descoberto por um arqueólogo francês na década de 1930 na província de Xiangkhouang, no Laos.

Desde sua descoberta, ninguém foi capaz de identificar o propósito destes jarros ou a civilização responsável por sua criação. Mais estranho ainda, eles são construídos de forma tão refinada, dizem os pesquisadores, que esculpi-los teria exigido um esforço quase impossível com a tecnologia da época. Alguns parecem ter sido feitos com algum tipo de enorme torno mecânico – o que é apenas ridículo.

O maior deles tem quase 3 metros de altura. Aparentemente, eles incluíam tampas e muitos são decorados com representações de seres humanos, animais e outros enfeites. Há lendas locais que dizem os frascos já contiveram vinho para um imperador antigo, mas sua finalidade real pode ser mais sombria, já que arqueólogos encontraram restos humanos dentro de muitos deles. Apesar disso, os corpos poderiam ter sido colocados lá séculos mais tarde.

A explicação mais óbvia é que os frascos eram parte de algum tipo de ritual funerário, mas mesmo isso ainda deixa um punhado de perguntas sem resposta. Como eles foram construídos? Quem os construiu, escravos ou a comunidade? O tamanho do frasco correspondia à importância da pessoa (ou pessoas) contidas nele?

É difícil dizer com certeza, porque ainda não temos nenhuma evidência sólida sobre eles. Além disso, é difícil realizar uma pesquisa extensa, porque a área onde os frascos estão localizados é repleta de bombas não detonadas da Guerra Civil do Laos.

3. Os gigantes de pedra da Sibéria

lugares lindos e misteriosos 3
Em um campo remoto na Sibéria (que é, aparentemente, um ótimo lugar para fenômenos naturais inexplicáveis), encontra-se uma reunião informal de sete estruturas de pedra monolíticas conhecidas como as Formações Rochosas de Manpupuner.

Apesar de suas bases estreitas e curvas e sua inclinação esquisita fazerem parecer que estão à beira de entrar em colapso a qualquer momento, as Formações Manpupuner são sólidas o suficiente para que séculos de vento, neve e tempo não as derrubem. O que comumente se acredita é que as rochas se formaram ao longo de milhões de anos de erosão. No entanto, elas estão no meio de um oceano plano de grama. Não existem outras formações rochosas por quilômetros ao seu redor.

Então como diabos elas chegaram lá? Aliens desastrados? Dinossauros estudantes de arte fazendo uma instalação artística esotérica? Enquanto esperamos que a ciência chegue a uma explicação mais plausível, o resto do mundo não perdeu tempo em explorar as Formações Manpupuner para coisas como escaladas – o que o alpinista mundialmente renomado Stefan Glowacz fez em 2013. Glowacz disse mais tarde que, em 30 anos de profissão, nunca tinha visto uma formação rochosa similar.

2. As rochas que cantam nos Estados Unidos

lugares lindos e misteriosos 2
À primeira vista, o Ringing Rocks Park, em Upper Black Eddy, nos Estado Unidos, parece apenas um monte de pedras diferentes acumuladas em um leito de rio seco. No entanto, visitantes atravessam vários quilômetros com martelos na mão para ver essas pedras cinza avermelhadas. Por quê? Porque quando acertadas com um martelo ou ferramenta semelhante, muitas das rochas produzem audíveis “pings”, que soam estranhamente se fossem vidro ou teclas de piano.

Sim, por razões totalmente desconhecidas, essas rochas podem cantar. Veja no vídeo abaixo:

Como um quebra-cabeça complicadíssimo, nada no aparecimento dessas rochas sugere que há algo incomum sobre elas e sua ressonância musical parece ocorrer sem nenhum motivo real além de causar um pânico supersticioso. Muitos trabalhos científicos tentaram determinar o que há de especial sobre estas rochas, e há muitas teorias plausíveis. Porém, para espanto dos pesquisadores, o canto das pedras mágicas se recusa a fazer qualquer tipo de sentido científico.

A estrutura das pedras não é muito diferente de qualquer rocha padrão e até mesmo as possibilidades mais distantes – campos magnéticos anormais, radiações, duendes pequenos cantores sepultados dentro das pedras – foram descartadas. As teorias mais plausíveis têm a ver com teor de ferro e níveis de estresse dentro das pedras, mas nós gostamos de nos concentrar na curiosa falta de vida vegetal e animal nas imediações das rochas. Um cientista observou que, durante sua visita, não viu pássaros voarem sobre a região ou viu fezes de pássaros em qualquer uma das pedras.

1. As areias de sete cores de Maurício

lugares lindos e misteriosos 1
Imagine-se em uma remota nação em uma ilha. Quando você finalmente rompe a linha das árvores, de repente encontra-se em pé na borda de um pequeno deserto multicolorido no meio da selva, num cruzamento de arco-íris e Saara. Ainda mais curioso, mesmo quando você mistura a areia, as cores eventualmente se separam em camadas diferentes novamente.

Parabéns: você tropeçou nas dunas de sete cores de Maurício. As Terras de Sete Cores são um pequeno deserto colorido sobre a ilha de Maurício, ao largo da costa de Madagascar no Oceano Índico. É quase tão remota como qualquer coisa possível – entretanto, se você for um rico excêntrico ou tiver uma tonelada de milhas aéreas guardadas, vale a pena a viagem.

Formadas a partir de intemperismo da rocha vulcânica de basalto, as dunas de areia se instalaram em camadas nitidamente separadas de cor. Mesmo quando misturados em sua mão, os grãos acabam por se reorganizar. Indiscutivelmente tão bizarro quanto isso é o fato de que as dunas de areia nunca sofrem com a erosão, apesar da precipitação tropical implacável de Maurício, que pode exceder 152 centímetros por ano. É o deserto mais sobrenaturalmente teimoso na história da Terra.

Devido ao seu ar encantadoramente assombrado, as dunas de areia se tornaram uma atração turística popular, embora o deserto esteja atualmente cercado – presumivelmente para impedir as pessoas de roubar bolsos cheios de “pó mágico” para levar para casa. A área tem sido estudada extensivamente, mas até agora não há uma explicação definitiva para a capacidade das areias se separarem continuamente em cores distintas. Não causaria surpresa se algum pesquisador descobrisse que esse lugar místico lhe concede três desejos se você pisar no lugar certo ou algo do gênero. [Cracked]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

Deixe seu comentário!