7 bocas aterrorizantes do mundo animal

Por , em 1.10.2013

A natureza é cheia de horrores e nós temos muita razão para respeitá-la. Enquanto uma grande quantidade de criaturas parecem inofensivas, quando abrem a boca…

7. Peixe-bruxa

7
O peixe-bruxa é uma criatura horrenda capaz de produzir grandes quantidades de lodo sufocante. Mas isso não é o pior. Sua boca é.
Essa coisa estranha é formada por dois pares de tentáculos, internalizados em uma espécie de placa de cartilagem, com duas “fileiras” de dentes em forma de pente em cada um, e uma “língua-raspadora”. Nós só podemos descrevê-la na linguagem dos gritos.

7-

Para adicionar insulto à horror, o peixe-bruxa nem sequer precisa de uma boca, considerando que ele pode comer com a sua pele. Ele geralmente recebe sua nutrição nadando em águas pútridas em torno de cadáveres em decomposição e absorvendo os deliciosos fluidos que vem dos mortos através de seus poros. Parece que a única razão pela qual ele tem tal bizarrice é porque Deus tinha uma quota de coisas horríveis a cumprir.

6. Tartaruga-de-couro

6
Tartarugas são geralmente fofinhas, mas se estivermos falando da tartaruga-de-couro, certifique-se que você não veja uma foto dela enquanto está bocejando, porque qualquer característica adorável seria eliminada.

Essas centenas de estalactites pontiagudas que se alinham da boca e esôfago da tartaruga até seu intestino são chamadas papilas, e existem porque o universo odeia beleza, e também porque a dieta da tartaruga-de-couro consiste inteiramente de águas-vivas e outros invertebrados viscosos. Qualquer um que já tenha tentado pegar uma água-viva com duas colheres daria um dedo por um garfo, e é por isso que a tartaruga vem “equipada” com a sua própria caverna assassina. As águas-vivas não tem chance alguma de escapar dali.

As tartarugas precisam de um sistema de canalização competente para depositar suas presas diretamente em seu estômago, pois, com quase zero de nutrientes em uma água-viva, as coitadas têm que consumir cerca de 73% do seu peso corporal por dia. Não há tempo a perder com ineficiência.

5. Cachorra

5
Você já conhece as piranhas, peixes em forma de bolotas cheias de dentes capazes de destroçar qualquer coisa. Mas você já se perguntou o que come piranhas? Que bom que você perguntou.

Cachorra, peixe-cachorro, pirandirá ou paraya, também conhecido em inglês como peixe-vampiro, é um animal habilitado com duas presas monstruosas que não arriscaríamos ficar tão perto dele quanto o biólogo britânico Jeremy Wade, na foto acima, gosta de ficar. Ele certamente não é muito apegado ao seu nariz.

É necessário possuir algumas armas eficientes para sobreviver na Amazônia, e a cachorra já vem com suas próprias facas, por exemplo. Esses dentes de até 15 centímetros são tão afiados que a cachorra possui buracos na sua mandíbula superior para abrigá-los e não ser perfurada por suas próprias presas.

5-

4. Tubarão-charuto

4-
Habitante de águas profundas, o tubarão-charuto é a prova de que tamanho não é documento: tem apenas um metro de comprimento, mas os maiores dentes em relação ao seu tamanho entre todos os tubarões. Reparou no seu sorriso de vilão de filme de James Bond?

4---

Sendo pouco avantajado em extensão, esse tubarão prefere infligir ataques do tipo “morder e fugir”. Seu movimento de assinatura é usar o cortador afiado em seu rosto para rasgar rapidamente um pedaço circular de qualquer pedaço saboroso de carne com que se deparar. Sendo assim, ele deixa marcas e feridas características em suas vítimas (geralmente baleias, golfinhos e outros tubarões). Em 2009, o nadador de maratonas Michael Spalding saiu da água depois de um mergulho à meia-noite com uma peça circular de carne faltando em sua perna. Obrigado, Mike. Agora eles sabem que gosto nós temos.

4

3. Pinguim

3-
Todos concordam que não há nada de assustador nos pinguins. Se houvesse, ninguém faria filmes infantis de animação sobre eles sapateando. Felizmente, esses filmes não mostram fielmente como os pinguins se parecem com o bico aberto.

Uma vez que você começa a viajar para o centro de um pinguim, é dentes para todo o lado. Há dentes em seus bicos, em suas bochechas, em suas línguas e, provavelmente, você pode mais encontrar em outros lugares se quiser procurar (não recomendável).

3

Como pinguins engolem sua comida viva e se contorcendo, eles precisam de alguma forma de mantê-las presas e maximizar o seu sofrimento. Sua língua espinhosa e algumas partes da boca funcionam como uma correia transportadora para garantir que o alimento chegue onde deve chegar – no inferno.

2. Pica-pau

2
O pica-pau basicamente tem um gancho estilo arpão como língua. Não apenas esse gancho possui até três vezes o comprimento do bico da ave, como sua ponta age como uma lança farpada que empala insetos.

2--

Você pode estar se perguntando como o pica-pau mantém essa coisa toda dentro de sua cabeça, já que é tão grande (mesmo se você não estiver se perguntando, vamos te contar). Quando não a usa para torturar suas vítimas, o pica-pau enrola sua língua toda em torno de seu crânio, atrás de seu olho, e então de volta para sua narina. Simples, não?
2-

1. Pacu

1-
A natureza achou por bem criar algo chamado pacu. Esse peixe parece bastante comum até abrir a boca, quando mostra seus incrivelmente perturbadores dentes humanos.

Por que a natureza fez isso conosco? O pacu tem esses tipos de dentes pela mesma razão que nós os temos: eles são capazes de mastigar qualquer coisa, e, apesar de ser incomum para um peixe, o alimento favorito do pacu são sementes e nozes.

1

E muito cuidado se você for homem e quiser nadar em águas infestadas de pacus: eles têm um histórico de confundir testículos com nozes. Em Papua Nova Guiné, foram apelidados de “cortadores de bola”. Introduzidos no país em 1990 para fornecer uma fonte de alimentação, os pacus já foram creditados com a morte de pelo menos dois homens na região a partir de uma combinação de perda de sangue e vergonha. [Cracked]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

9 comentários

Deixe seu comentário!