Levitação quântica: conheça esse impressionante fenômeno

Por , em 20.12.2012

Mágicos têm seus truques para fazer pessoas e coisas levitarem. No vídeo acima, não existe mágica e truques nenhum; apenas ciência.

Pesquisadores da Escola de Física e Astronomia da Universidade de Tel Aviv (Israel) desenvolveram esse impressionante experimento de levitação quântica, através de um método que utiliza duas coisas principais: supercondutividade e magnetismo.

O disco que levita no ar é formado por camadas extremamente finais de cristais de safira revestidas por um supercondutor e películas de ouro. Esses materiais são envoltos por um plástico resistente e mergulhados em nitrogênio líquido.

Até parece que o disco está preso por alguma coisa. E, de fato, ele está. O campo magnético penetra no supercondutor na forma de fluxo de tubos quânticos, que aderem no objeto seguindo sua estrutura. É como se fossem colocadas amarras invisíveis que prendem o disco.

O disco, que é supercondutor, se movimenta seguindo o fluxo estabelecido pelo magnetismo liberado pelo campo magnético. Essa atração magnética é tão forte que, no vídeo, o cientista mexe o disco e o coloca virado para baixo, mas ele continua ligado à trilha magnética.

No futuro essa técnica poderá ser usada para aprimorar os meios de transporte. E, quem sabe, até mesmo um carro voador. [Tecmundo/Youtube 1 e 2]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

10 comentários

  • Diogenes Luca:

    Creio que em breve teremos o carro voador vejam esse novo material; Magnético, supercondutor ou isolante topológico

    Estas duas características combinadas permitem a criação de novos materiais que podem ser supercondutores, magnéticos, ou se comportarem como isolantes topológicos.

    Os isolantes topológicos são materiais que permitem a condução perfeita de elétrons em sua superfície, o que os diferencia dos supercondutores, cuja condução livre ocorre em todo o material.

    Com isto, eles…

  • Karla Oscar:

    As vezes é loucura dizer, mas o espaço, nos lugares mais afastados de corpos aquecidos têm temperaturas médias de aproximadamente 200 °C negativo, o que, talvez com um pouco de estudo viabilizaria viagens intergaláticas (Desculpem se viajei..xD)

  • Jorge Oliveira:

    Este metal é o Nióbio e só quem possui este metal é o Brasil, o mundo esta tirando todo o nióbio do Brasil e o povo não sabe de nada , fica só vendo a carruagem passar!!!

  • Marajois Streher:

    E RUMO A ISTO!

  • Vinicius Santos Terra:

    Bem comentado e bem explicado, porém, a utilização do termo “graus” Kelvin dá uma “dor no ouvido”, sabemos que a Escala de Temperatura Kelvin é “absoluta”, por isso devemos utiliza-la sem o chamado “graus”.

  • Vinicius Santos Terra:

    Fiz um experimento como esse a uns 5 anos atrás, é incrível!
    http://sphotos-b.ak.fbcdn.net/hphotos-ak-ash3/521632_526462750729654_354050140_n.jpg

  • Afonso Brandão:

    Meu amigo, você vai ser um baita professor, se dedique à profissão. Muito bem feita a explicação.

  • Marcelo Forest:

    Muito legal!

  • Alex Sander:

    Fantástico,mais pelo que entendi o efeito só é possível a temperaturas muito baixas,precisa interagir com uma superfície magnetizada e seu efeito apesar de poderoso têm um curto alcance.

  • Gargwlas:

    nossa… cabuloso.. e pensei em outra coisa.. com uma roupa simples e construida de acordo com que exerça força no corpo todo, simular gravidade em naves espaciais…

Deixe seu comentário!