Amor ao dinheiro pode mesmo atrapalhar seu casamento

Por , em 19.10.2011

Não é só papo de filmes românticos: materialistas que se preocupam em excesso com dinheiro realmente tendem a ter um casamento mais infeliz. É isso que afirma um pesquisador americano, o psicólogo Jason Carroll. ]

A primeira fase do estudo foi pela internet: 1.734 casais responderam um famoso questionário online, usado por conselheiros maritais, educadores e psicólogos dos Estados Unidos.

O primeiro passo dos pesquisadores, ao receber o resultado, foi classificar as pessoas em dois grupos: materialistas e não materialistas. Com o perfil de cada participante, dividiram quatro tipos de casais: no qual ambos são materialistas (20%), no qual nenhum é materialista (14%), no qual apenas a mulher (11%) ou apenas o homem (14%) eram materialistas. Os 31% restantes não souberam se definir em um dos grupos.

Resultados negativos: os casais onde marido e mulher são ambos materialistas apresentaram índices de 10% a 15% mais baixos em satisfação conjugal, estabilidade no relacionamento e habilidade de evitar conflitos.

Isso não se aplica, contudo, exclusivamente aos casais ricos. Não importa a classe social, quando um dos cônjuges decide mergulhar em excesso na busca por sucesso financeiro, o casamento corre maiores riscos.

Se ambos são assim, pior ainda: o casamento tende ao fracasso de maneira mais intensa. Como conta Carroll, isso foi um dado surpreendente: eles imaginaram que o pior casamento seria aquele entre um cônjuge louco por sucesso financeiro e o outro “mão-de-vaca”, por exemplo. Mas a pesquisa indicou que a dissonância não é tão ruim quanto ambos serem amantes do dinheiro. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

14 comentários

  • Krypthus:

    Existe coisa pior que casar com uma mulher interesseira? A maioria sao, a minoria admite ser.

  • Falcone Big:

    Ainda prefiro crises conjugais por causa de muito dinheiro do que crises conjugais por causa de pouco dinheiro!

  • GUILHERME:

    EM ALGUNS CASOS, O AMOR PELO DINHEIRO SE TORNA MAIOR E MAIS FORTE DO QUE PELA ESPOSA,NÃO PODEMOS GENERALIZAR, MAS
    SE O MARIDO É DO TIPO VAIDOSO,GOSTA DE ROUBAR A CENA E SER
    O ALVO PRINCIPAL, AO LONGO DO TEMPO SEU RELACIONAMENTO VAI
    ESFRIANDO E FICANDO SEM SAL E SEM AÇUCAR.

  • jane:

    Se ambos forem excessivos na busca de dinheiro, com metas a atingir, acho q ok pq estão ligados em algo q os une,pior seriam dois preguiçosos, vida ia por agua abaixo pq sem dinheiro isso sim desmancha relacionamento.

    Se dinheiro não tras felicidade tras facilidades, resto seria hipocrisia.

  • nml:

    Homem quer poupar o dinheiro -> materialista. Mulher não liga de poupar e quer ir ‘passear'(de graça??) -> ‘não’-materialista. Nessa armadilha ‘barco furado’ o homem SEMPRE vai ser ‘materialista’. Quer ser feliz, entrega logo o cartão e a senha! Ditado popular: Quem gosta de homem é ‘gay’, mulher gosta é de dinheiro!

  • Thaís:

    Artigo mal explicado, com conteúdo insuficiente.

  • Deborah Louise:

    É, muito interessante essa matéria!
    Eu já tive um relacionamento no qual meu “namorido” era louco por dinheiro e pra ele tudo era o dinheiro… E não tinha que ser pouco. Tudo em excesso e tudo muito. Já eu, bem mais desapegada, graças a Deus. Nem era e nem sou mão de vaca, mas sim equilibrada e controlada. Não preciso de muito pra ser feliz e nem de luxúria pra estar bem.
    Só preciso de sinceridade, amor verdadeiro e carinho quente!
    Qualidade, acho que todos merecem. Então prefiro gastar muito com pouco, mas ter o que realmente tem boas qualidades e no mais, quando acabar, tenho fé em Deus (o espiritual) que nunca irá me faltar.

    Em relação ao comentário do Ribeirinho “O Amor é uma ilha de prazer cercada de despesas por todos os lados”, é o seguinte,
    eu acho que se o amor for formado em base de critérios materiais, como roupas, carros, viagens, e enfim, tudo que o dinheiro compra, sim corre-se um grande risco de quando acabar os cifrões aparecerem o chifrões. E assim opr diante…
    mas a decisão de um casamento tem que ser levado adiante pelo amor. e esse se tiver de verdade no relacionamento, supera qualquer ciosa, passa por barras e supera barreiras.
    O potencial de Deus o Pai e Criador é tão incrível e tão infinito, que em determinadas situações que nos deparamos com dificuldades, (quando estamos puros e sinceros de coração)Ele nos surpreende com Suas bênçãos!!!

    O tal deus dinheiro que é tão adorado, não tras alegria verdadeira e nem felicidade pra ninguém.
    Por mais que tudo se resolva tão facilmente com o capital, estas satisfações materiais são puras ilusões… A festa, depois de uma noite acaba. E assim, vc além de ter gasto bastante dinheiro para acompanhar o ritmo de todos que estavam a sua volta, todos os “brother’s” e “amigos” que te cercavam naquele momento, se no outro dia não tiver festa, nem lembra que vc existe, ou se seu carro tiver quebrado, nunca mais seu celular nem toca. Além do interesse que está na cabeça de cada um que está nas baladas em sua companhia, vc ainda tem a energia sugada e a beleza cansada. Se tem algum prejuízo, todos tiram o “seu” da reta, e no fim das contas todas as contas, prejuízos e mais contas são suas e tu se f…
    Essa foi uma maneira inventada, para manter os poderosos do capital cada vez mais ricos e no poder (mantê-los), e escravizar cada vez mais os que se sujeitam fazer “alegria momentâneas” e felicidade fosca na base desse deus sujo e nojento.
    É bom que trabalhemos todos em nossa cabeça o “DESAPEGO”.
    Desapego material, desapego capital, desapego do muito!

    Posso resumir tudo o que disse em apenas um frase que acabei de me lembrar:

    “O pouco, com Deus, é muito; e o muito,
    sem Deus, é nada”.

    Pensem nisso!!!!

  • Bovidino:

    Capitalismo, Dinheiro, Materialismo.
    Pai, Filho, Espírito Santo.

    • Flor de Lis:

      E, pra mim, não é ‘amém’.

  • Ribeirinho:

    “O Amor é uma ilha de prazer cercada de despesas por todos os lados”.
    Quando começar a falta de Cifrões, aparecem os Chifrões.
    Um certo amigo meu, um pouco maluco, sempre me dizia: “Não adianta contestar; aquí, durante nossa encarnação neste mundo material, o Deus maior é o dinheiro. Esse Deus Dinheiro faz milagres que até o Deus espiritual se assusta. Ele abre porta de cadeia, abre porta de hospital, gabinete de político, salva vidas, mata, leva que o tem para qualquer lugar do mundo, nutre os famintos, levanta Templos religiosos com todas as pompas, dá conforto aos líderes desses Templos e tc.”
    Acho que tenho que sempre concordar com esse meu amigo, Dr Wilson R. R., que sempre tem o quer deseja em virtude do seu dinheiro que ele tanto apega-se.

    • feio:

      corrupção,Ribeirinho,corrupção…Gostei do’amor é uma ilha de prazer…’

  • Ju:

    Amor EXCESSIVO a qualquer coisa prejudica qualquer relacionamento.

  • Gyver:

    Lá por se estar casado não quer dizer que se tenha de partilhar o salário. O que é meu é meu, e o que é dela é dela e que o gaste onde quiser. Até pode gastar todo em sapatos e roupas porque foi ela que o ganhou. As despesas comuns são partilhadas de igual modo e assim nem dá lugar a discussões.

  • Flor de Lis:

    Amor excessivo ao dinheiro não só atrapalha, como mata qualquer coisa.

Deixe seu comentário!