Antes tarde do que nunca; veja famosos que descobriram talento com mais idade

Por , em 15.06.2016

Quando estudamos a biografia de grandes talentos das artes, ciências ou negócios, é comum observar que eles já concluíram trabalhos importantes na adolescência ou até mesmo infância. Mas isso não significa que quem já passou dos 25 ou 30 anos não possa encontrar um novo talento ou finalmente conseguir reconhecimento. Veja 11 casos de pessoas que passaram a juventude sem nenhum destaque, mas que depois se tornaram importantes em seus segmentos:

11. Sylvester Stallone

rambo-sylvester-stallone-says-rambo-v-is-his-no-country-for-old-men
Apesar de ser a estrela das franquias Rocky e Rambo, sua vida como ator começou de forma conturbada. Seus primeiros papéis, quando ele tinha 20 anos, foram em filmes e peças teatrais pornográficas. Ele contou que aceitou o primeiro papel no filme pornô por desespero, já que ele havia sido despejado de seu apartamento e estava sem ter onde morar. O ator chegou a dormir em uma estação de ônibus de Nova York por três semanas antes de conseguir o emprego.

Apenas em meados da década de 1970, quando ele já tinha 25 anos, que as coisas melhoraram para ele, com a criação do roteiro de Rocky e sua insistência em atuar como o protagonista.

10. J. K. Rowling

J.K. Rowling

A primeira pessoa a tornar-se bilionária (em dólares) escrevendo livros teve um início de vida complicado. Sua mãe teve Esclerose Múltipla, sua carreira como professora não ia particularmente bem, seu casamento fracassou e ela se viu com depressão enquanto tinha que cuidar sozinha da filha pequena. Ela até chegou a pensar em suicídio. Nessa época, ela dependeu de ajuda do governo para comprar comida.

Foi em 1997, aos 32 anos de idade, que sua vida mudou, com a publicação do primeiro livro da série Harry Potter. Mesmo assim, isso não aconteceu de forma fácil. A escritora ainda guarda várias cartas de rejeição que recebeu de editoras na época. O curioso é que a mesma editora que já havia recusado publicar Harry Potter, anos mais tarde também recusou O Chamado do Cuco, que foi publicado sob o pseudônimo de Robert Galbraith. Os responsáveis por essas decisões devem ter se arrependido amargamente, esperamos que ao ponto de bater na própria testa com o exemplar mais grosso de Harry Potter.

9. Vincent Van Gogh

Vincent Van Gogh

Van Gogh desenhava desde a infância, mas foi apenas pouco antes de morrer que começou a pintar. Ele começou sua vida adulta trabalhando em uma firma de negociantes de arte, mas se frustrou ao ver como a arte era encarada pelos clientes e acabou afastado do cargo. Ele queria ser pastor, e aos 23 anos passou a servir como missionário na Bélgica. Aos 27 anos matriculou-se na Academia Real de Belas Artes, onde estudou anatomia, perspectiva e outras técnicas artísticas.

Aos 33 anos mudou-se para Paris e mais tarde para o sul da França. Ele se matou com 37 anos, depois de sofrer de ansiedade e crises de desequilíbrio mental. Seu trabalho só foi reconhecido 60 anos depois de sua morte.

8. Alan Rickman

Alan Rickman

Rickman cursou artes e chegou a abrir uma empresa de design gráfico com amigos, mas depois de três anos decidiu seguir o sonho de atuar profissionalmente. Aos 26 anos entrou para a Academia Real de Artes Dramáticas. Para se manter, ele trabalhou como responsável pelos figurinos em peças de teatro.

Depois de se formar, ele trabalhou com grupos de teatro experimentais. Em poucos anos ele já participava de grandes produções inglesas. Foi no fim da década de 1980, com mais de 40 anos, que ele começou a atuar em grandes filmes.

7. Oprah Winfrey

giphy (2)

O império de Oprah Winfrey só começou a ser construído quando ela tinha 33 anos. Antes disso, ela era âncora de programas de notícias no sul dos Estados Unidos, mas recebia salários baixíssimos. Em 1983 ela se mudou para Chicago para estrelar um programa matinal chamado A.M. Chicago, que em pouco tempo passou a ser o de maior sucesso do setor. Três anos depois ela conseguiu que o programa tivesse o nome alterado para The Oprah Winfrey Show.

6. Ana Maria Braga

Ana Maria Braga

Antes de trabalhar nos meios de comunicação, Ana Maria Braga se formou em ciências biológicas pela UNESP, especializando-se em zoologia. Foi para pagar essa especialização que ela começou a trabalhar na TV Tupi. Resolveu cursar jornalismo.

Sua carreira deslanchou no programa Note e Anote, da Rede Record, em 1992, quando já tinha 42 anos.

5. Palmirinha

Palmirinha

A culinarista mais fofa da televisão brasileira conseguiu sustentar as três filhas fazendo doces e salgados para vender. Foi com ajuda de Ana Maria Braga que ela participou do programa Note e Anote, trabalhando ali por cinco anos. Em 1999, aos 68 anos, Palmirinha começou a trabalhar na TV Gazeta, onde mais tarde comandou o programa TV Culinária.

4. Walt Disney

Walt Disney

Ele começou como editor de jornal, mas foi demitido por “faltar imaginação e boas ideias”. Ele decidiu partir para a animação.

A carreira de Walt Disney demorou para decolar, não por falta de talento, mas por falta de investimento em sua pequena empresa de animação e por seu investidor principal, que roubou alguns de seus primeiros personagens e até sua equipe.

Em 1928 o desenhista Ub Iwerks criou o personagem Mickey Mouse para Disney, para competir com Gato Félix. Foi aí que os estúdios Disney foram criados. Seu primeiro Oscar de curta-metragem de animação foi conquistado em 1932, quando ele tinha 31 anos.

3. Stan Lee

Stan Lee 2

O grande nome dos quadrinhos americanos já tinha 40 anos quando começou a criar super-heróis humanizados para a Marvel Comics. Ele criou o Homem-Aranha, Incrível Hulk, Viúva Negra, Homem-Formiga e outros.

Ele se formou no ensino médio mais cedo, com apenas 15 anos, e escrevia obituários em jornais, entregava sanduíches em escritórios e era lanterninha de teatro.

Durante a Segunda Guerra Mundial ele alistou-se no Exército americano, escrevendo manuais, slogans, filmes de treinamento e desenhando.

2. Susan Boyle

Susan Boyle

Ela conquistou o mundo todo em 2009, quando se apresentou no programa de calouros “Britain’s got Talent”. Susan já tinha 47 anos quando se transformou em um fenômeno, vendendo milhões de CDs.

1. Momofuku Ando

Momofuku Ando
É muito provável que ele já tenha te salvado de ir para cama com fome em um dia corrido. O taiwanês já tinha 48 quando inventou o macarrão instantâneo para a sua companhia que já existia há 10 anos: a Nissin. Ele passou todo esse tempo aperfeiçoando o miojo.[The Hustle, Funders and Founders]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votos, média: 4,80 de 5)

Deixe seu comentário!