Asteroide gigante vai passar pela Terra

Por , em 8.11.2011

Um asteroide com 400 metros vai passar pela Terra hoje, mais perto do que a lua. Ele não apresenta perigo e será invisível a olho nu.

O asteroide 2005 Yu55 vai se aproximar até o máximo de 325.000 quilômetros, às 23h28. É o mais próximo que ele já esteve do planeta em 200 anos.

É também a maior rocha especial que circunda a Terra desde 1976; a próxima visita de um asteroide tão grande será em 2028.

A rocha é de cor escura, nas ondas visíveis, e quase esférica, girando lentamente a cada 20 horas enquanto corre pela nossa vizinhança, no sistema solar.

“Do nosso conhecimento, é a maior aproximação de um asteroide desse tamanho”, afirma Lance Benner, do Laboratório de Propulsão de Jatos da NASA. Mas ele deixou claro que não há chance de que a passagem seja mais do que próxima.

“2005 YU55 não pode atingir a Terra, pelo menos no intervalo de tempo que podemos computar – que se estende por várias centenas de anos”, comenta.

De fato, a passagem dá aos astrônomos a rara oportunidade de estudar o asteroide em detalhes. Dois telescópios em particular – o Observatório Goldstone na Califórnia e o Arecibo em Porto Rico – vão rastrear os ecos rádio da rocha para entender melhor do que ela é feita e qual seu formato.

Os detalhes precisos da trajetória do asteroide também vão ajudar os cientistas a prever para onde ele vai futuramente.

A NASA sugere que astrônomos amadores talvez possam enxergar um pouco do fenômeno com telescópios de 15 centímetros ou maiores.

A Terra tem vários visitantes regulares como o 2005 YU55 – sendo Apophis o mais famoso. O asteroide Apophis foi sugerido no passado como uma possível ameaça durante a sua volta aos nossos arredores, em 2029 e 2036.

Não há também, de acordo com novos cálculos, perigo no Apophis. Mas, ele vai passar ainda mais perto da Terra, no dia 13 de abril de 2029, a uma distância de apenas 29.500 quilômetros.[BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

53 comentários

  • joao victor:

    rapaz os únicos problemas que os seres humanos enfrentam até agora na minha opinião são:

    *a falta de tecnologia
    *a interferencia da religião em certos pontos.
    * principalmente quando o assunto clonagem
    *a distância dos outros planetas e galáxias

  • neto:

    ja imaginou se esse asteroide entra na obta da terra seria um quase fim do mundo, só qui DEUS ñ vai deixa isso acontece.

  • jade:

    eu gostei pena q ñ vai puder ver ele a olho nú tragico pos ano passado já perdi o meteoro q passou no ceu cem 2010

  • eu:

    e verdade concerteza mas como seria a terra com duas luas ? e ssa e a pergunta qe nao qer calar

  • Gustavo J C. S.:

    Não sei oque vi, kkk não sou um bom astrônomo =/, Era um objeto brilhante que estava não muito distante da lua as 00:30 ? Vi algo, uma estrela bem brilhante que não piscava.. apontei o telescópio pra la porem só vi algo cinza claro… alguem se habilita a me responder :D? agradeço ,abs.

    • Afer Ventus:

      Nessa época do ano, um objeto brilhante (muito brilhante), com tamanho aparente maior que outras estrelas, próximo (aparentemente falando) à Lua e que não pisca é o planeta Jupiter.

      Não sei qual é o seu telescópio, mas com um de 102mm (4″) dá pra ver até as faixas equatoriais que compoem a atmosfera de Jupiter.

      Pra isso, basta ir para um lugar com PL (poluição luminosa) baixa, ou seja, longe de centros urbanos e observar. Após uns 10 ou 15 segundos olhando, você notará as faixas equatoriais.

      Se não olhar diretamente para ele na ocular e sim usar a visão períférica, fica melhor ainda (realça o contraste).

      É possível ver 4 luas de Jupiter com telescópio e lugar apropriados.

      Não se esqueça que a pupila do olho demora meia hora para se dilatar completamente. Portanto, no escuro, aguarde meia hora para iniciar as observações.

      E não acenda qualquer fonte luminosa que não seja na cor vermelha. A luz vermelha não faz a pupila do olho se contrair. Já outras cores (principalmente a branca) fazem a pupila se contrair em menos de 1 segundo de exposição. Daí tem que esperar meia hora novamente.

      Para ter certeza que era Jupiter, baixe e instale (é free) o Stellarium. Configure o local (sua latitude, longitude e elevação) e mude a data/hora do programa para o momento da sua observação (que você viu o objeto bem brilhante que não piscava). Daí procure a Lua e veja que Jupiter está próximo (aparentemente) a ela.

      Outra coisa: quanto mais próximo ao zénite (mais alto no céu, perto de 90º) melhor a visualização, pois a luz vem direto e atravessa menos atmosfera, acarretando em menos refração.

      Até.

    • Afer Ventus:

      Complementando: a Lua percorre o céu com uma velocidade orbital média de 1,022km/s. O asteróide passou a 13km/s.

      Então você veria ele passando no céu mais rápido (muito mais rápido) que qualquer outro objeto.

      Se o objeto que você observou não se movimentava tão rápido em relação à Lua, então com certeza era Jupiter.

      Até.

    • Gustavo J C. S.:

      brigado mano! meu tele e 70 mm e só vejo jupter como uma bola amarela (sem outras cores) fico decepcionado as vezes.. Tem algo q eu possa fazer pra melhorar?

    • Afer Ventus:

      Então. Quanto maior a abertura melhor. Entretanto tenho conhecidos que já observaram Jupiter e conseguiram ver as faixas equatoriais e suas luas mesmo usando um telescópio de 70mm.

      Tudo depende de um conjunto de fatores:
      – oculares de boa qualidade (sem muito reflexo)
      – local com PL (poluição luminosa) baixa, ou seja, uma chácara, sítio, longe de cidades (muito longe, de preferência uns 100km ou mais)
      – terreno elevado. Quanto maior a elevação em relação ao nível do mar, melhor
      – inverno. Quanto mais frio melhor, pois não há turbulência atmosférica e o ar está mais limpo e seco
      – objeto mais perto do zénite. Quanto mais alto o objeto no céu, melhor (sua luz sofre menos interferências atmosféricas)
      – escuridão total. Conforme já citei, a pupila do olho leva no mínimo 30min p/ relaxar completamente (atingir sua abertura máxima) no escuro
      – noites sem Lua. O brilho da Lua atrapalha muito qualquer visualização

      Você falou em cores. Em nenhum (em nenhum mesmo, não importa o tamanho e preço) telescópio é possível ver as cores de qualquer objeto celeste que seja, olhando pela ocular. O olho humano não tem resolução suficiente para perceber as cores que vem na luz branca (amarelada) dos objetos celestes.

      Quando vir as faixas equatoriais, verá Jupiter como uma pequena bola branca ou amarelada (ou se usar um filtro, da cor do filtro) e as faixas serão a mesma cor um pouco mais escura. Centralize Jupiter na ocular e não olhe diretamente para ele. Olhe para alguma de suas luas e perceba, com a visão periférica, que as faixas equatoriais ficam mais destacadas. A visão periférica é melhor para realçar o contraste.

      As fotos que vimos em tv, revistas, internet, são conseguidas através de câmeras.

      Somente as câmeras acopladas ao telescópio tem resolução suficiente para separar as cores da luz branca. Daí, na foto, você verá Jupiter em cores.

      Mas, olhando diretamente na ocular, nenhum objeto se apresenta em cores. Não importa o telescópio usado.

      Até.

  • Afer Ventus:

    “Asteroide gigante vai passar pela Terra”

    primeiro:
    conforme divulgado, 400m de diâmetro não é gigante. É considerado, pelos astrônomos, grande.

    segundo:
    “vai passar pela Terra”, gramaticalmente falando, indica que ele passará através do planeta. Tudo por causa do “pela”. O asteróide não vai passar por ela (pela = por + ela, indicando através). Assim como a+o = ao, em+o = no, de+a=da, de+aquele = daquele, etc.etc.etc. por+ela = pela.

    terceiro:
    muitos não viram… mas sabiam para onde olhar? por volta das 21h ele estava (aparentemente falando) próximo a Altair (alfa de Aquila) a mais ou menos 4º acima do horizonte (latitude de 15º sul). As 22h, estava (idem) próximo a HIP101421 (epsilon de Delphinus) +- 13º (idem). As 23h, abaixo de Equuleus, sentido HIP106787 (5 de Pegasus) +- 17º (idem), até a 1h +-26º (idem). Ou seja, a direção era de alfa de Aquila p/ Pegasus.

    Portanto, quem quisesse vê-lo, teria que saber onde ele estava e qual o horário. Passando a 13km/s foi bem difícil acompanhar com telescópio (e de no mínimo 150mm de abertura). Ainda mais com o brilho da Lua atrapalhando.

    Não basta ouvir a notícia e comprar um telescópio/luneta, se ninguém divulga a ascensão reta e declinação do objeto ou próximo de onde ele passará.

    Em dezembro, teremos o 433 Eros com melhor visibilidade.

    Até.

    • Glauco:

      Pode crer, a Lua tava cheia ontem, deve ter atrapalhado muito a visualização pela galera bem informada mas com telescópio pequeno.

  • Jonatas:

    Alguém sabe onde podemos ver uma foto com mais definição desse asteróide?

    • Glauco:

      Na teoria, a NASA e a ESA teriam recursos suficientes prá fotografar uma uva nessa distância. Não sei pq, mas até agora só liberaram essa foto horrível em baixíssima resolução… acho q eles não gostam de mostrar que seus equipamentos são muito melhores do que costumam admitir.

  • gislaine:

    o asterodio ele ja passo o vai passa ainda em 2009 eu vi ele passando ele tinha caido em uma fazenda do tocantins e morreu mutos gadoa terra tremeu ….

    • Glauco:

      hauhauahaaua, asterodio, hauhauhahuah!!! é um asteróide odiável!!

    • marcia:

      vai passar em 2009? como assim?

  • Glauco:

    Eu adoraria ver um asteroide gigante de verdade – e não essa pedrinha espacial – colidir com toda a força de Hércules contra a Lua, do lado visível para nós, prá ver se esse pessoal medroso e seus cientistas aprendem que colisões de asteróides nunca representaram perigo algum à Terra.

    • Jonatas:

      Eu não, porque gosto muito da Lua… hehe

    • Glauco:

      ih, ela ia continuar a mesma… só ia subir poeira por um tempo.

  • janaina lucas:

    estou,horas esperando para ver essa maravilha da natureza….asssim temos a certeza de que DEUS é o cara mil………….

  • antonio lima:

    Tentei ver….nao consegui..até comprei uma luneta com lente de 20mm e nada…confesso que ficou uma certa frustração…mas tudo bem…ah…na verdade a terra vai escapando aos poucos dos corpos celestes que circulam pelo espaço..talvez haja uma proteção maior do que a que pensamos..ou quem sabe os planetas maiores vizinhos que atraem esses corpos celestes…entao viva jupiter…saturno e urano nossos irmaos maiores…e quanto a esses asteroides se chocarem com a terra…bom pelo menos as pessoas podiam avaliar suas atitudes egoistas e passarem a pensar no proximo de uma forma mais solidária…antonio

  • ana paula lima reis:

    gostei

  • ana paula lima reis:

    gostaria de ver ele a olho nu da qui de manaus

  • ana paula lima reis:

    gostaria de ver esse asteroide a olho da qui de manaus .

  • Richerd:

    nuss eu tmb qria te visto mas nao vi nada tmb agr sao 9 hrs e nao vi nadinha

  • andrew:

    nao vi nada

  • Eduardo:

    Queria muito ter um telescópio para ver, não é sempre que essas coisas acontecem. O máximo de eventos assim que consegui ver foram 3 eclipses lunares quando morei em cidade pequena, o que facilitou enxergar melhor.

  • MARCIO PEREIRA:

    SENHOR ASTEROIDE! NÃO PASSE AQUI NA TERRA. POR QUE OQUE TEM DE COISA ERRADAS AQUI NÃO SÃO POUCAS E NO MAIS DAQUI UNS NÃO VAI TER NADA PRA DESTRUIR E SEM FALA EM BRASILIA

  • Patricia:

    nossa vai dar pra so de pinocolo.

  • O’kra:

    esqueci de mencionar que esse asteroide é uma rocha tao escura , que será quase impossivel , para os habitantes do hemisferio norte , observa-lo , teria que estar em campo aberto , distante da cidade , para poder ver , que seja , um pouco de seu brilho … ee paraa os apocalipticos de plantao , esse asteroide nao irá colidir com a terra , pois como o sol está entre seu pico de atividade maxima , isso faz com que , ele jogue esse asteroide para longe da terra …

  • O’kra:

    háháa , ouvi falaar que nao iria ser visivel a olho nú , sendo somente visivel com um telescopio de no minimo 15cm , e mesmo com o mesmo , o asteroide vai passar a uma velocidade que será quase um flash de camera fotografica , e por fim , que nao seria visivel aqui no hemisferio sul de hipotese nenhuma .. aa , só pra fechar , o horario estaa totalmente errado , seria por voolta de 21:35 . sinto muito amadores , mais dessa vez , nao deu para voces naum ..

  • Aline:

    HÁHÁHÁ agora sao 20:47 e até agora eu nao vi merda nenhuma

    • Eduardo:

      Que parte do “invisível a olho nu” e 23h28 você não entendeu?

  • Italo:

    Poxa!Eu queria ver este Asteroide,mas não tenho telescópio!

  • Noname:

    Bem… Eu peguei emprestado um minitelescópio da minha amiga. E espero ver . Será que aqui em Goiás vai ser no mesmo horário??

  • Denzel:

    e ira passar em que local? Ex: perto da lua, costelaçao de orion?

  • Denzel:

    Horario de Brasilia?

  • marcia:

    será possivel ver no sul do brasil?

  • Alexandre:

    Como eu amo a criação de Deus, tudo fica em perfeita sincronia.

    • X:

      Voce deixou esse comentario so pra geral mais uma discussão entre crentes e ateus…

    • Jonatas:

      Não, denovo não… por favor nada de

      “Hypes – Cience vs Religion”

    • Ricardo:

      a propria inteligencia humana é obra do criador.

  • Jonatas:

    Imaginem uma pedra que tem o tamanho do Morro do pão de Açúcar, no Rio e Janeiro, pairando no espaço e hoje chegando perto da Terra. É isso.

    Não tem risco de colisão nenhuma, mas mesmo assim pensemos, não somos tão fortes, tão invulneráveis quanto parecemos com nossas cidades, tecnologias e armas, por essa razão principalmente sabemos que esse rochedo está passando perto da Terra hoje, por essa razão as agências espaciais investem fortunas nos programas que rastreiam os asteróides que passam perto perto da Terra. Mas sempre haverá pessoas pra falar que ciência é inútil e não prova nada, e pessoas pra seguir idéias paranóicas como as do Cometa Elenin, Nibiru, 2012, Conspiração Iluminatti, frutos de pseudociência e pareidolia.

    Mas com estudo e bom censo saberemos filtrar o que existe de real na vida e o que nossos ancestrais nos deixaram de valores, e assim conduziremos nossos filhos para crescerem e contruirem um mundo mais evoluído, não só tecnologicamente, mas espiritualmente e socialmente, estando assim mais preparados que nós para quando realmente existir uma ameaça espacial.

    *Desabafei, mas só hoje já recebi cinco emails de amigos sobre o Elenin, ninguém merece…

    • Bruno Marques:

      Não tenha a mente pequena…o que lhe contam nos livros na tv ou internet nem sempre é verdade!
      Muitas dessa idéias paranóicas relacionadas ao ocultismo, podem ter um fundo de verdade. Nós sabemos apenas o que nos contam meu caro!

      Existe muito mais além … não só no universo…mas a nossa volta!

    • Erivan:

      É verdade,nem tudo que lemos ou cremos é verdade,pode ser simplesmente figuras prosáicas querendo vender idéias,ou querendo impõr visões,más acredite,nosso campo de visão ainda é muito estreito com relação ao Cosmos.As pessoas vivem ancoradas em paradigmas e muitas das vezes não conseguem nem mesmo se alto conhecerem.Acredite meu caro,o planeta terra e todo sistema solar ainda sao mundos marginais,civilizações do fundao da galáxia.
      Agente vivi na ilusão que já glagamos no último degrau da pirãmide…pode ter certeza,nós não passamos de simples bactérias cósmicas hipertrofiadas.O Universo é assombroso,e grandes eventos iram acontecer

    • Jonatas:

      Não, nós sabemos o que pesquisamos. Existe sim muitas coisas que não vemos, existem sinais deixados por nossos ancestrais, pelos povos orientais e culturas antigas, existe, baseando-me em indícios, mundos a nossa volta que nossa percepção não nos permite conhecer naturalmente. Não confuda o que eu disse, o que eu disse foi contra esses sensacionalismos, pessoas sem noção que acreditam em falsas deduções. Os fim do calendário Maia, que rendeu até filmes, não quer dizer fim do mundo. Se fosse tudo verdade, nem estaríamos aqui, pois o mundo já ia acabar no ano 2000.

    • Jonatas:

      Porisso eu disse: “Mas com estudo e bom censo saberemos filtrar o que existe de real na vida”

  • joaozinho:

    Legal seria ver um asteróide maior que esse bater na lua, ja imaginou você vendo um pedaço da lua caindo? rs

  • Glauco:

    Eu adoraria ver um asteroide gigante de verdade – e não essa pedrinha espacial – colidir com toda a força de Hércules contra a Lua, do lado visível para nós, prá ver se esse pessoal medroso e seus cientistas aprendem que colisões de asteróides nunca representaram perigo algum à Terra.

    • Jonatas:

      Desde que me lembro de notícias de astronomia as únicas colisões significativas de que tivemos conhecimento foram de cometas em Júpiter e no Sol, estou certo?

    • Glauco:

      Sim, está correto.

      Entretanto aqueles cometas que caíram em Júpiter com certeza nunca alcançaram sua superfície. As crateras remanescentes e visíveis em sua atmosfera, e a incrível emanação de Raios-X foi consequência da descarga elétrica provocada por ele.

  • Vinicius V18:

    Meu telescópio é maior que 15 centímetros talves eu veja

  • Jonatas:

    A cada passagem desses astros, acho mais provável que em algum momento se tornem nossas luas do que colidam com a Terra. O equilíbrio gravitacional do Sistema Solar é esplêndido.

Deixe seu comentário!