Composto bizarro é criado por cientistas

Por , em 23.05.2012

Você conhece o elemento químico érbio? Provavelmente não, já que ele é um tanto quanto exótico e possui propriedades diferentes. Mas foi esse elemento que cientistas da Universidade de Innsbruck, na Áustria, escolheram para formar um composto condensado quântico.

Os gases supergelados quânticos são estranhas composições que apresentam características diferentes, importantes para o estudo dos fenômenos físicos. A temperaturas próximas do zero absoluto (-273,15 Celsius), os cientistas formaram um condensado de Bose-Einstein, uma fase da matéria atingida apenas nesse “friozinho”.

O nome condensado é dado porque as partículas perdem suas características individuais e formam uma espécie de “todo”, sincronizado. “O érbio é relativamente pesado e possui um caráter muito magnético. Experimentos com esse elemento nos dão novos pontos de partida para estudar o magnetismo quântico em átomos gelados”, afirma a líder do estudo, Francesca Ferlaino. Cerca de 70 mil átomos do elemento são necessários para formar um condensado.

Os físicos dessa universidade já conseguiram formar condensados também do césio e estrôncio. No mundo, até agora 13 elementos já foram convertidos em condensados quânticos, cada um trazendo novas possibilidades de explorar a matéria e seus estados físicos.

Parecem estranhas as aplicações desse tipo de experimento? Apenas para exemplificar, o condensado de érbio, por exemplo, será usado para estudar dinâmicas naturais como as que ocorrem em vórtices geofísicos, líquidos compostos por partículas ferromagnéticas (como a hematita) e em alguns processo protéicos.[ScienceDaily]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)

9 comentários

  • Marte:

    Surpreendente. É o que se pode chamar de “pulo do gato” (teve ter algum brasileiro envolvido nessa).

  • Cristiano Rola:

    Parabéns!

  • Bianca Souza:

    Isso é incrível!
    Poderemos estudar as propriedades quânticas de uma nova forma e fazer grandes descobertas!
    A matéria em temperaturas próximas ao zero absoluto adquire propriedades incríveis. De acordo com a física quântica, o movimento das particulas é completamente aleatório e possuem características duais: onda-partícula. Quanto mais próximo do zero absoluto, menor se torna a desorganização dessas partículas-onda (diminuição da entropia), e as funções de onda se sobrepõe, todas se tornando uma só! Assim, as propriedades microscópicas passam a poder ser visualizadas macroscopicamente!
    A natureza é maravilhosa!

    • Jonatas:

      Devo dizer que tua análise foi perfeita. De fato a diminuição da entropia vem com a proximidade ao zero absoluto. Será que podemos considerar que essa descoberta confirmou a teoria e estamos perto de ter a estrutura cristalina perfeita de ordenação dos átomos?
      Bom, vamos com calma.

    • Bianca Souza:

      Bem, eu espero!
      🙂

    • Bruno L. Rocha:

      Só o tempo dirá, mas ate lá, teremos capacidade de criar novos elementos para estrutura metálicas ou ametálicas. Enfim poderemos criar cada vez mais materiais ultra resistentes, leves e maleáveis. Imagine no futuro, astronautas com roupas semelhantes aos colãs do Quarteto Fantástico. Sem falar eme estrutura para construção de edifícios cada vez mais altos, aeronaves mais resistentes e leves, espaçonaves feita de material mais leve, foguetes podendo levar mais carga, serem maiores e levar mais combustível.
      Estamos no começo de nos tornarmos uma civilização espacial, mas não podemos esquecer de acabar com a desgraça humana, que é da civilização terráquea.
      Se conhecer o cientista Michio Kaku, saberá do que estou falando. Bom fim de semana.

    • Medicina Integrativa:

      Acredito que esses condensados sejam importantes para o estudo das propriedades quânticas.
      Mas, hoje temos tecnologias possíveis através de LASER que podem estar em ambas condições de partículas, ou ondas, ou ambas ao mesmo tempo e que mantem as mesmas propriedades ordenatórias dos condensados, portanto acredito na aplicabilidade prática bem maior com uso de LASER…

    • Paulo Costa:

      Bruno, quando vc falou isso: “Enfim poderemos criar cada vez mais materiais ultra resistentes, leves e maleáveis.” Tem um caso da ufologia de 67 anos atrás que uma testemunha dos fatos, relata um material resistente, leve e maleável, retirado de uma nave ufo. (a 67 anos atrás)hehe

    • Marcelo Ribeiro:

      Testemunho é o tipo de evidência menos importante na ciência. 🙂

Deixe seu comentário!