Café faz bem ou mal para você?

Por , em 21.08.2012

Se tomar algumas xícaras de café faz parte da sua rotina diária, boas notícias: uma série de estudos demonstrou que a bebida pode trazer benefícios à sua saúde e aumentar sua resistência a certas doenças. Se você não toma café, temos boas notícias também: caso tomasse, poderia experimentar efeitos negativos, como tarquicardia e insônia.

“Como assim?”, pergunta o leitor. “Afinal, o café faz bem ou mal à saúde?”. A resposta mais segura é: depende. A dose consumida diariamente, o tipo de grão usado, os hábitos associados e as particularidades de cada organismo influenciam a maneira como uma pessoa é afetada pelo café.

Contudo, “para a maioria das pessoas que não experimentam os efeitos negativos, os benefícios superam muito os riscos”, diz o endrocrinologista Donald Hensrud, da Mayo Clinic (EUA).

Uma xícara de benefícios

Para começo de conversa, o café é considerado uma boa fonte de antioxidantes – substâncias que combatem radicais livres, produzidos pelo corpo e nocivos para a saúde.

Outro benefício fica por conta da cafeína, que interage com neuroreceptores de adenosina. Ao fazer com que menos adenosina se ligue a eles, ajuda a manter a atividade cerebral mais intensa, evitando sonolência.

Em estudo feito em 2011, pesquisadores da Universidade de Harvard (EUA) concluíram que o café pode reduzir o risco de câncer no endometrial. Para isso, eles analisaram dados de 67.470 mulheres com idades entre 34 e 59 anos que haviam sido acompanhadas durante 26 anos. Aquelas que tomavam quatro ou mais xícaras de café apresentaram 25% menos risco de desenvolver a doença. Embora não tenha sido comprovado que o café foi de fato responsável direto por essa redução, os pesquisadores consideraram a ideia plausível.

Outra pesquisa, realizada também em 2011 por cientistas de Harvard, mostrou que o consumo diário de café pode diminuir os riscos de se desenvolver câncer de próstata. A metodologia foi similar à do estudo mencionado anteriormente, e o fato de que a associação é plausível (mas não comprovada) se repete.

Nos últimos anos, diversos estudos trouxeram resultados animadores em relação ao café: foram encontradas fortes evidências de que ele reduz os riscos de se desenvolver diabetes tipo II e mal de Parkinson, além de demonstrar efeito antidepressivo.

Uma saudável dose de prudência

Apesar de tantas evidências, enquanto não for realizado um estudo “controlado” e mais detalhado a respeito do consumo de café, não haverá certeza o suficiente sobre seus benefícios à saúde.

Por mais interessante que possa ser do ponto de vista científico, um estudo como esse teria de passar por dois obstáculos: o econômico (poderia custar dezenas de milhões de dólares) e o de interesse (grandes laboratórios não trabalham com a bebida, e produtores de café não precisam de um estudo para divulgar sua mercadoria, que já é largamente consumida).

Um dos pontos-chave da discussão é o fato de que cada pessoa responde de uma forma diferente ao café: algumas se satisfazem com poucas doses, outras chegam a criar dependência e há quem não tolere uma xícara sequer.

Médicos não chegam a considerar o café uma recomendação padrão porque os efeitos variam de acordo com a pessoa, diz Hensrud. Entre os possíveis malefícios que a bebida pode trazer estão insônia, taquicardia, dores de cabeça e irritação no estômago. Além disso, aditivos (como leite, açúcar, adoçante e creme) podem fazer com que os benefícios do café não compensem.

Até o momento, incluir ou não café em seu cardápio diário continua sendo uma “aposta” – pelo menos enquanto nenhum estudo traz provas concretas.[CNN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)

6 comentários

  • Angelo Renan:

    Se eu tomar mais de uma xícara de café pela manha passo o dia me tremendo =/

  • yuri da costa:

    sinonimo de goog life!

  • Horacio Acosta:

    Gosto de café encorpado e forte. Começo o dia com uma chicara de café, sempre preparado na hora, puro e sem açúcar. O aroma me dá prazer no ritual.
    Durante o dia tomo mais algumas chicaras. A ultima eu degusto logo antes de dormir.
    Nunca tive problemas de insônia ou taquicardia por causa do café, pelo contrário… O ritual de prepara-lo e a concentração durante a degustação proporcionam momentos de muita tranquilidade.

  • Carlos Roberto:

    Sou viciado em café, puro ou com leite.

  • luysylva:

    adoro cafe, tomo em todas as horas do dia hehheh!

  • Darlan Ramm:

    Massa esse artigo. Encho a cara de café todo dia e nunca tive problemas, pelo contrário, sempre me ajudou diminuindo o sono e aumentando a disposição.

Deixe seu comentário!