Cérebros dos mamíferos funcionam como a internet

Por , em 10.08.2010

Segundo novas pesquisas o nosso cérebro, e os cérebros de nossos colegas mamíferos, é uma rede interconectada extremamente vasta, funcionando de forma muito parecida do que a internet.

Uma nova técnica rastreou sinais entre as áreas do órgão que são associadas com o stress, com o apetite e com a depressão, revelando conexões entre elas.

A técnica consiste em injetar certas substâncias rastreadoras no cérebro. Elas não interferem no funcionamento do órgão, mas podem ser iluminadas e identificadas com o uso de um aparelho microscópio.

Essa visão do cérebro pode modificar a forma com que entendemos o sistema nervoso atualmente. A novidade é que os pesquisadores injetaram dois tipos de sinalizadores no cérebro de um rato – um que mostrava de onde os sinais estavam saindo e outro que mostrava para onde eles iam. Esse procedimento revelou quatro níveis de conexão diferentes.

Especialistas já suspeitavam que o cérebro funcionasse dessa forma, mas até agora nenhum experimento tinha sido capaz de revelar essas conexões. Mesmo assim ele mostra apenas um número limitado das inúmeras conexões que devem existir no nosso cérebro, já que apenas um trecho dele foi estudado.

Um diagrama completo do cérebro será muito mais complexo e poderá revelar a solução para alguns dos mistérios de nossos pensamentos que ainda não foram revelados.

A pesquisa está sendo conduzida por cientistas da University of Southern California, em Los Angeles. [BBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

1 comentário

  • Carleilton Severino da Silva:

    É muito interessante a forma como os especialisatas estão rastreando nosso cérebro e de nossos “colegas mamifereos”, a tecnica pode revelar muitas conexões neurais que ainda não foram descobertas e que pode, de fato ajudar no processo de entendimento de como a mente humana, isto é, a mente de um ser inteligente funciona. A questão é que, embora uma rede neural, que gera uma determinada função, tenha inteligações parecidas com as da internet, a mente é muito mais que uma a consequencia da conectividade neural. Do ponto de vista da Física Moderna, por exemplo, a realidade observada por um individuo conciente está relacionada com processos quanticos, que afeta inclusive o cebro do invíduo, em outra palavras, precisa ser considerado muiots fatores para a produção da mente e não apenas a conectividade cebral, assim o rastreamento deve servir para descobrir regiões e como funciona essa região do ponto de vista clássico, isto é, o verdadeiro motivo pelo qual a mente é produzida não será de fato compreendida, a não ser que, consigam arrancar informações do referencial quântico do sistema, caso contrário, isso não será possível.
    Carleilton-Aluno do ultimo ano de Livenciatura da FACCAMP. Campo Limpo.

Deixe seu comentário!