Cientistas nomeiam nova espécie de baleia, descoberta no Japão

Por , em 5.09.2019

Cientistas de uma equipe internacional acabaram de confirmar uma nova espécie de baleia: a Berardius minimus, já conhecida pelos pescadores japoneses de Hokkaido como “Kurotsuchikujira”.

Em português, seu nome ficaria tipo “baleia-bicuda-preta-de-baird”, uma vez que é parente da Berardius bairdii ou baleia-bicuda-de-baird.

A equipe responsável pela nova classificação incluiu pesquisadores do Museu Nacional de Natureza e Ciência do Japão, da Universidade de Hokkaido, da Universidade de Iwate e do Museu Nacional de História Natural dos Estados Unidos.

Baleia-bicuda-preta

Baleias-bicudas são difíceis de estudar porque preferem águas profundas e têm capacidade de mergulhar por muito tempo. No entanto, o grupo de pesquisa “Stranding Network Hokkaido”, da Universidade de Hokkaido, conseguiu coletar seis dessas baleias ao longo da costa do mar de Okhotsk para estudá-las.

Ao notar que possuíam várias características distinguíveis da Berardius bairdii, como proporção corporal e cor, os pesquisadores assumiram que se tratava de uma nova espécie.

“Só de olhar para elas, podemos dizer que têm um tamanho de corpo notavelmente menor, bico mais curto e cor mais escura em comparação com as espécies conhecidas de Berardius“, resumiu Tadasu K. Yamada, do Museu Nacional de Natureza e Ciência.

A nova espécie é a menor conhecida do gênero (6,2 a 6,9 metros versus 10 metros da B. bairdii, por exemplo), por isso foi nomeada B. minimus.

Os cientistas também estudaram a morfologia, a osteologia e a filogenia molecular dos espécimes. Medições cranianas detalhadas e análises de DNA enfatizaram ainda mais a diferença da nova espécie em relação às demais Berardius.

Próximos passos

Apesar de terem feito progresso, os cientistas ainda precisam estudar melhor a espécie, pois há uma série de questões desconhecidas sobre a B. minimus.

“Ainda não sabemos como são as fêmeas adultas, e ainda existem muitas questões relacionadas à distribuição da espécie, por exemplo. Esperamos continuar expandindo o que sabemos sobre a B. minimus“, concluiu Takashi F. Matsuishi, da Universidade de Hokkaido.

Um artigo descrevendo a nova espécie foi publicado na revista científica Scientific Reports. [Phys]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!