Einstein estava certo: relatividade confirmada

Ponto para Albert Einstein (mais um). Um novo estudo comprovou que a relatividade geral funciona em escalas extremamente grandes.

O estudo foi o primeiro a ser feito baseado em corpos fora de nosso sistema solar. Nessas escalas que têm como base galáxias, a equação da relatividade geral provou ser eficiente para prever a forma com que as massas se atraem no universo.

Essa pesquisa também mostra que conceitos como energia escura e matéria escura estão aqui para ficar.

Mas o que é a relatividade geral? Einstein publicou sua pesquisa sobre o assunto em 1915. A teoria se baseava na idéia de gravidade trazida por Newton, mas trazia novidades, como a deformação sofrida pela massa no espaço-tempo. Isso quer dizer que mesmo um objeto leve que esteja passando perto de um objeto mais pesado irá fazer uma trajetória levemente curva. Além disso, também quer dizer que a massa pode relativizar o tempo (fazendo com que ele seja mais longo ou mais curto) – por exemplo, alguém observando outra pessoa cair em um buraco negro veria essa queda como um evento extremamente lento (enquanto a pessoa caindo não).

Para testar essa teoria, pesquisadores analisaram aproximadamente 70 mil galáxias que estão a uma distância de até 3,5 bilhões de anos luz da Terra. Eles então analisaram a quantidade de luz que uma galáxia recebia da outra por sua força gravitacional, a medida em que elas se aproximavam, e concluíram que a teoria de Einstein é consistente.

A relatividade geral já era uma teoria bem aceita entre os físicos, mas agora há um embasamento mais sólido para ela. [MSNBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)
Curta no Facebook:

30 respostas para “Einstein estava certo: relatividade confirmada”

  1. Quero parabenizar o Hypercience a Luciana Galastri e outros colaboradores por esses artigos cientificos. Cade vez que venho aqui me deparo com textos bem interessantes, vcs sao a mao na roda em minha busco por conhecimento no google ::). Voces atraem mentes pensante e incessantes, como as dos colegas abaixo, Jorginho e Paulo. Bom trabalho a todos, obrigado.

  2. Caríssimo Paulo, admiro sua modéstia e acredito que você e outros possam acrescentar coisas… Adianto-lhe que não pretendo ser dono da verdade. Espero haver diálogos e que possamos aprender uns com outros.

    O que tenho é um simples conceito (já postado aqui) onde refiro que ondas eletromagnéticas é matéria ao inverso… Ou seja, que carregam em si particularidades da matéria, uma vez que Einstein mesmo ”cravou” em sua simples/complexa equação… Mesmo que desconsiderando a antimatéria… Mas apenas inversão de sinal para essa .
    Embora eu imagine quanto maior a freqüência de uma onda, menor seria sua propriedade (”DNA”) de partícula … Até transformar-se na mais pura energia e essa a última interação, os cientista tentam descobrir à chamada ”partícula de D-us” .
    Se a transformação nos diz que massa é energia, então energia é massa ao inverso!
    Se o Universo tende ou é simétrico, nesse caso responde a necessidade da antimátéria… Embora, fique a dúvida:
    A ciência diz que há mais antimatéria que matéria conhecida. Questiono: Onde está o restante, julgando o Universo seja simétrico?
    Que força ou harmonia há para as diferenças (‘’sobras’’ da antimatéria ) não interagirem entre as ”casadas” , pois + e – casam , mas + e – – , não !
    Será que essa diferença de massa faz que o Universo viva em eterna expansão em busca dessa diferença ?
    A propósito, pra onde foram elas?
    Essa diferença poderia ser chamada de ”energia morta’‘?
    Isso contraria a física convencional… Pois ela diz haver apenas transformações.
    Nesse caso atrevo dizer que a tese do buraco negro estaria armazenando, além de partículas também energia pura!
    Pelo que se sabe ou suponha saber é que esses buracos são corpos de grandíssima densidade e que mesmo a luz não escapa dele’s e , para piorar a situação : que dizer do inverso do buraco negro ou buraco branco,considerando o Universo simetríco?
    Na minha concepção diz que a luz carrega propriedade infinitésimo de partícula.
    Atualmente a ciência tem tentado entender a lei quântica e tem feito grande progresso, mas ainda estão nos primeiros passos.
    Talvez lei quântica possa nos revelar o que acorre no mais íntimo da matéria e sua interação na ‘’pura energia’’ chamada por muito como partícula de D-us.
    Como disse antes, vou parar por aqui!
    Agradeço pela leitura e que possamos aprender um pouco mais uns com outros .
    Abraço.

  3. Caro amigo Jorginho, não sei sua formação, mas com certeza é maior que a minha, já que sou um mero observador e é atravez do que observo ou que leio que tiro conclusões ou hipóteses pois preciso tentar entender tudo que me cerca. O assunto “tempo” é sensacional, envolve muita coisa que ainda não sabemos. Pelo que leio do seu texto, você deve ser um religioso, nada tenho contra nenhuma delas, respeito todas, sou agnóstico. Isso não impede que eu admire seu texto e aprenda com ele.
    Muito obrigado amigo, foi um prazer ter debatido com você!
    Um abraço!!

  4. Meu caríssimo Paulo, todos os números em divisão é em seu termo submúltiplo e esses são parte dessa divisão .
    Quando digo Tempo zero, desejo expressar ” o momento inicial” e que nada seria antes dele.
    Vejamos:
    Você poderia até viajar na linha do tempo e ver eventos quando esses iniciaram e nunca antes!
    Eu diria (teoricamente) que você poderia até assistir a primeira transmissão de televisão ou alguém poderia está assistindo-a nesse exato momento!
    Pois a mesma não deixa de ter sido uma perturbação modulada e que essa onda se propaga até que sua energia seja totalmente atenuada .
    Desprezando todas as barreiras, você também poderia viajar para um ambiente qualquer no tempo zero. Ou seja, fará uma viagem de simultaneidade; independente de velocidade. Mas, jamais poderá ultrapassar a barreira zero!
    Não poderá mudar os acontecimentos , pois se assim pudesse , poderia ver e mudar o futuro e esse mudaria o futuro –presente, e nesse caso você mesmo poderia nem mesmo existir nesse mesmo futuro- presente !
    Nada de viajar hoje para chegar ontem!
    Seria uma bobagem tentar mostrar mudança de tempo levando em consideração matemáticas e velocidade da luz, fatos que em nada se interagem ou muda o tempo .
    Todas as coisas estão mergulhadas nesse ‘’Tempo Universal’’ e tudo está dentro dele e dele nada lhe escapa , exceto Aquele que o tenha criado .
    Entendeu meu raciocínio?
    Quando se diz que o tempo dilatou devido maior extensão (caminho) não significa que o espaço em si tenha sido dilatado , mas que a luz curvou –se diante de uma força e, que um observador veria esse desvio (atalho mais longo).
    Ainda não foi provado haver interferência que outro corpo sofreria essa mesma distorção e mesmo que assim fizesse ; eventos distantes nada sofreriam .
    A mesma coisa se daria sobre a contração.
    Acredito na possibilidade de viajar numa velocidade altíssima e mesmo que viajássemos acima de velocidade da luz ; seria uma viagem comum (desprezando qualquer inconveniência física).
    Pois, mesmo numa velocidade colossal, seria como fizéssemos uma viagem de duas horas apenas ‘’usando um segundo ou menos .
    Embora, nada mudaria o ‘’Tempo Universal’’.
    Imagine que farei uma viagem daqui uns dois dias e que você entre numa maquina do tempo e me veja chegando dessa mesma viagem que ainda farei !
    Onde entra o fator do ‘’algo’’ que ainda não aconteceu ?
    Agora imagine que você tenha chegado antes que eu viagem ,considerando que eu já tenha viajado .
    Estou colocando a tese de Universos paralelos .
    Então, uma linha de tempo (a minha) segue um caminho natural…
    E, existem duas condições : Uma que eu já tenha viajado e outra que ainda farei a viagem .
    Nesse caso, há dois mundos paralelos, contrários e eles não podem interagir com outro, pois seriam dois caminhos diferentes.
    Virtualidade não passa de sombra, mesmo que contrária.
    Pra mim, a natureza não trabalha na incerteza, mesmo que muitos considerem como casualidade.
    Na quântica, parece querer dizer que uma coisa pode se mostrar em duas posições diferentes num mesmo tempo e com cargas contrárias e essas podem mudar com uma simples e tênue interferência …
    Confesso que esse fenômeno é esquisito até mesmo para os cientistas .
    Eu penso que a antimatéria pode mesmo criar cópia daquilo que a interfere.
    Sua posição depende do momento, ângulo e cargas interativas.
    Há muitas coisas que poderia acrescentar , mas prefiro me limitar por aqui .
    Abraço.

  5. O pensamento do amigo Jorginho supõe uma matmática inexistente. Por mais que se divida uma grandeza por dois, cada parte do resultado será sempre parte dela, nunca, mas nunca mesmo será zero. Por exemplo, pode-se conseguir a infinidade entre o numero 1 e o 2, basta imaginar a contagem partindo do 1 e considerando o seguinte como 1 mais a metade da diferença entre ele e o 2 e assim por diante. Cada novo número será a soma desse com a metade da diferença entre ele e o 2. Teremos:1; 1,5; 1,75; 1,875…, nunca chegaremos ao 2 embora saibamos que ele exista. Assim penso que seja o tempo. Quando digo “tempo fundamental”, digo que ainda que seja pequena e impossível de ser medida, pelo menos por enquanto, a unidade de tempo existe e não acho lógica que seja zero.

  6. …No meu simples entendimento, penso, relativo ao tempo que:
    O tempo não é físico, pois apenas usamos como intervalo de periódica qualquer.
    Sendo assim, ele é imovível.
    Quando expresso ”tempo Universal”, desejo dizer que esse é igual (faz parte de um todo) em toda a dimensão.
    O tempo interliga a existência de todas as coisas e a onda eletromagnética é apenas uma perturbação viajando dentro desse ‘’tempo’’ e, portanto não deveria ser usada como referência, pois a mesma está dentro do tempo e não faz parte dele.
    Vejamos um simples exemplo:
    Toda onda carrega em si um período (repetição, intervalo) e ela mesma (onda) muda (transição) ”n” vezes por segundo.
    Portanto, ela mesma está presa no tempo.
    Seu período muda no decorrer do tempo e sempre estará ‘’amarrada’’ a esse.
    Imaginemos uma onda cujo período seja de 1ns (1GHz).
    Bem, dividamos esse período para 0,5ns e estaremos 50% no tempo dessa onda (no centro dela).
    E, se dividamos infinitamente, chegaremos ao início dessa onda que chamo simplesmente de momentaneidade.
    Chamo essa ‘’momentaneidade de ‘’ tempo zero ’’ e, é independe de quaisquer fenômenos,distância ou outra coisa qualquer , pois o tempo não interage, mas sim, às coisas que se interagem no tempo .
    Por isso digo que esse mesmo tempo agora é igual em todo Universo.
    Tudo está mergulhado nesse ‘’tempo ‘’ independe de qualquer velocidade e espaço .
    Em suma: O espaço e com ele todas coisas estão mergulhado no ‘’Tempo Universal ‘’.
    Se há possibilidade de quebrar esse tempo ; somente Quem o criou poderá fazer !

  7. Chamo a velocidade da luz de “velocidade fundamental” e preciso imaginar que entre duas partículas, deve existir um “espaço fundamental”. Acho que o tempo que a luz gasta para percorrer esse espaço, é o “momento fundamental” ou “agora”. Como disse acima, penso que para ser possível viajar no tempo, seria necessário que todos os “momentos” ficassem “arquivados” como uma sucessão de frames. É preciso que se pense que tudo, mas tudo mesmo, no universo é formado por partículas, e cada uma delas num determinado lugar num momento. A física diz que dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço ao mesmo tempo. Por corpos, entendemos coisas grandes, palpáveis, mas, também uma partícula é um corpo no espaço.
    Como voltar ou adiantar no tempo se, o movimento não existir? Como ocupar o espaço de um frame que já existe, tanto no futuro quanto no passado?

  8. @Pedro Júnior”Newton é o homem mais brilhante a ja ter andado sobre a face da terra…

    Ele criou muitas coisas do nada, do zero, sem nenhuma base… ele “criou”…”

    Pedro,dizer que Newton “criou”as coisas do “nada” não é acertado.É mais correto dizer que ele descobriu através da observação e da intuição dos eventos que nos rodeiam.Se informe sobre o ensaio de Sócrates sobre o mundo das idéias e verá que coisa alguma pode ser criado do nada.

  9. Bem, há contras e prós…
    Eu, simplesmente nego às possibilidades de contração e dilatação do tempo .
    …uma vez que o tempo não depende de quaisquer meio e além disso , a ciência teima em cronometrar o segundo como unidade .
    Bem, vejamos:
    Divida o tempo infinitamente e chegaremos ao tempo zero (A=B =C=D… ) provando que o tempo é o mesmo em todo espaço e esse mesmo tempo é totalmente independe de qualquer meio .
    Minha tese (apesar de muitos acharem nada convencional )é que o tempo é estático e o chamo de tempo ”universal” .
    Esse mesmo é a soma de todo espaço e ele ”cobre” todo tipo de massa e espaço vazio que possa existir .
    Tudo que li sobre Relatividade, são interações de massas seguindo uma lei de atração/repulsão levando o tempo como base e seguindo à exemplo que se as ondas eletromagnéticas sofre desvios é porque , de certa maneira carregam consigo propriedades de massa .
    Todos corpos sofrem alterações quando submetidos às forças , mesmo que desapercebidas e tende a estabilidade…mesmo que viva num ‘’eterno inferno’’ ou desequilíbrio.
    Talvez seja por isso a dualidade de onda corpuscular.
    Pra mim é ignorância levar em consideração a unidade segundo , usada para medir nosso tempo cotidiano humano que faz tão necessário para nossa vida temporal … Pois sem, apenas viríamos o tempo passar …
    Veríamos fenômenos surgirem e desaparecerem independe dessa unidade.
    Em suma:
    Tudo que conhecemos hoje; a Física-geral levar em consideração unidade segundo, embora seja apenas o espaço que as separam .
    Repito: O tempo é independe de qualquer fenômeno, apesar que ele está e faz parte de tudo que se conhece em espaço e velocidade .
    Ele ”abraça” e ” mergulha’’ desde ao infinito mais longo ao mais curto conhecido.
    Essa é minha tese (simples) e não me envergonho de expô-la.
    Mesmo que eu seja taxado de louco , demente ou um retardado qualquer .
    E nessa minha simplicidade posso provar que o tempo existe em escala universal e ele mesmo é universal, independe de espaço e velocidade e que ele é o mesmo em toda parte dimensional.
    Não é o tempo que se curva , mas as interações existentes nos meios .

  10. A Teoria da Relatividade junta num mesmo enunciado o tempo, o espaço e a matéria. Cria a possibilidade, ainda que téorica, de uma viagem no tempo. Penso que para ser possivel um deslocamento no tempo, teriamos que ter no universo não uma sequencia de eventos, de movimentos. Tudo, mas tudo mesmo, seria apenas uma sucessão de “agoras”, não haveria movimento e sim uma sucessão de frames, como um desenho animado. O que penso que impossibilitaria isso é que cada “agora” seria o tempo necessário para a menor particula se deslocar no menor espaço possível. Nosso universo teria de se repetir após cada “agora” com as particulas no lugar seguinte. Então, num deslocamento no tempo, uma particula ocuparia o lugar de outras que já estão no local.

    • Para viajar no tempo (ou pelo menos termos a impressão real de uma viagem no tempo) terei que ter uma massa capaz de resistir a interação com o ambiente ao meu redor durante todo o período da viagem, se essa viagem for feita em movimento (se deslocando pelo espaço ao mesmo tempo) terei que escolher uma rota segura ou com menos obstáculos possíveis afim de não perturbar a estrutura e organização de minha massa… Simplificando, poderemos fazer isso se um dia concretizar-se a Teoria da Singularidade Tecnológica em que nós seremos máquinas pensantes, vivas, porque não até “espirituais” e “hibernarmos” no começo da viajem e reativarmos no destino, seria como manipular a percepção do passar do tempo, poderiamos fazer isso em repouso também. Mas no fundo tudo não passaria de uma simples ilusão, distorcer o tempo em determinado e restrito espaço me parece impossível, salvo para quem o criou como diz o Jorginho rs

  11. TUDO QUE RELA É RELATIVO!
    Einstein foi um grande (talvez o maior)gênio do mundo mas uma teoria é uma teoria e o mais fascinante é que ela foi criada tempos atrás e cabe agora os cientistas provar e comprovar a teoria!

  12. Einstein foi um gênio, isto já foi provado diversas vezes. Inclusive quando esteve no Brasil e fez aquela famosa experiencia durante um eclipse e provou que a TR estava correta.

  13. Tem pessoas falando coisas que não sabem aqui, ninguem cria nada, apenas entende e teoriza, tudo ja foi criado (as leis eu digo) Newton com certeza foi brilhante, inclusive com o calculo diferencial, e como todo fisico e matematico sabe, “Newton foi um grande fisico entre os matematicos e um grande matematico entre os fisicos (em um contexto geral é claro)”, mas Einstein fez uma grande diferença em quase todas as areas, entender a relatividade geral (algo quase que incompreensivel para um ser humano qualquer) ja o torna brilhante, mas a tecnologia que todo mundo usa hj veio daquele cerebro com o efeito fotoeletrico, e ourtas inumeras contribuições. Mas um fato interessante é que ele era receoso sobre a teoria quantica. Ele é “sinistro” pois é “dono” de uma grande teoria (relatividade geral) que quando conseguirmos “junta-la” com mecanica quantica teremos um leque de dimensão incompreensivel até agora. Agora me desculpe os ignorantes, mas não fale merda antes de pesquisar pq assim vc’s fazem feio, e demais!

  14. para min isso já tinha sido provado

    com relação as “coisas” grandes como planetas, estrelas, galaxias etc…

    apenas não se aplicava aos “pequenos” ou seja a nivel subatomico
    que talvez consiga ser explicado pela fisica quantica apenas

  15. Newton é o homem mais brilhante a ja ter andado sobre a face da terra…

    Ele criou muitas coisas do nada, do zero, sem nenhuma base… ele “criou”…

    Einstein foi quase um gênio por causa da teoria da relatividade, mas exceto isso só aprimorou ideias ja existentes…

    E muitas de suas ideias foram aprimoradas por outros depois pois não estavam completas…

    Por exemplo a forma e posição do neutron e a nova formula “E= +ou- mc2″…

  16. Eu conheço uma boa parte do Einsten á começar pelo colégio na Alemanha.
    Ele não passou para o segundo Gráu por deficiência em física e Matemática. Tinha dificuldades em fórmula de aceleração de massa,essa mesma do Newton que era: mxc2/ R x distância.
    Simples não? O que sobra é energia representada por E de Newton.
    Quando a Alemanha ia ser… “saqueada “… pelos… “aliados “..Einsten foi o primeiro que traiu a Pátria por ser JUDEU e colaborou no roubo da fórmula da fissão do hidrogênio junto com o casal Judeu Rosenberg.Nota!! O casal Rosenberg foram enforcados (injustamente).
    Por tanto Eisnten não é dígno de confiança, e morreu assim!!!!
    Consultem Cesar Lates do Brasil. Tenham coragem.

  17. @ Bovidino

    Pode até ser que realmente ele ñ tenha criado nada, com isso eu também concordo, mas só pelo trabalho de copilar e desenvolver teorias tão complexas, e que muitas vezes chegavam mesmo a serem contraditórias, de modo a nos(humanidade) dar uma teoria pronta e acabada, que embora plena em sua complexidade, de fácili intelecção, já mereceria ele ser elencado como um dos mais ilustres pesquisadores de todos os tempos, se não, pelo menos o maior de nosso tempo.

  18. Einstein apenas pesquisou intuiu e teorisou a lei da relatividade. Todavia a lei da relatividade já foi citada e era conhecida pelos grandes sábios da antiguidade. Quem duvidar pode pesquisar também.

Deixe uma resposta