Entenda a homossexualidade entre as aves

Por , em 23.08.2010

Você entende alguma coisa sobre gansos? Existe uma espécie, chamada de Ganso-bravo, que é muito pitoresca. Para começar, ele é chamado em inglês de “Greylag Goose” (ganso da perna cinza) apesar de suas pernas serem rosadas. Mas não é só isso: apesar do nome intimidatório, um em cada cinco casais do Ganso-bravo é composto de dois homens. Exatamente: o homossexualismo representa 20% da população. Mas eles não são os únicos: mais de 130 espécies de aves, segundo levantamento recente, são conhecidas por comportamento homossexual, ao menos ocasionalmente, condição que está dando o que discutir aos cientistas.

As relações homossexuais entre aves são tão ou mais evoluídas do que em humanos: há realmente pássaros machos cortejando outros machos, relações sexuais entre pássaros do mesmo sexo e casais homossexuais dividindo o mesmo ninho. E mais: em algumas espécies existe o hábito de um casal do mesmo sexo criar filhotes (concebidos por outro casal, claro, e que acabaram ficando órfãos de alguma maneira) juntos, algo para o qual a lei dos humanos cria tantas complicações.

Alguns biólogos viam com maus olhos essa “tendência gay” entre os pássaros. Não por preconceito (esperamos), mas porque reduziriam o fluxo de reprodução normal da espécie, desequilibrando o ecossistema. Preocupação infundada: uma pesquisa da Universidade de Newcastle (Inglaterra) mostra que isso não altera o ciclo reprodutor dos pássaros.

Motivo: mesmo que os pássaros se envolvam em relações homossexuais, continuam a ter parceiras do sexo feminino. Esse comportamento, que é mais comum das espécies poligâmicas (onde um pássaro macho pode ter – e tem – várias companheiras), faz dos pássaros algo como bissexuais, embora os cientistas expliquem que essa comparação não é tão simples.

As investigações dos cientistas não indicaram registros de que existam aves exclusivamente gays. Assim, eles se engajam em relações homossexuais com algum propósito, que pode ser para adaptação a um ambiente, demarcação de território ou ajuda para criar os filhotes, no caso de ausência da mãe. Os cientistas, agora, procuram saber se os primatas podem apresentar esses mesmos padrões de comportamento, o que deve fornecer algumas explicações importantes. [Live Science]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

15 comentários

  • Jefferson Abreu:

    O homossexualismo é uma fantasia, só existe em humanos. As relações sexuais dos animais são completamente diferentes, em todas as espécies. Uma relação entre dois machos ou duas fêmeas no reino animal tem outros componentes, assim como a relação hétero entre animais, são diferentes entre espécies, mas todas elas não tem o componente humano, da IMAGINAÇÃO, da CRIATIVIDADE e da FANTASIA. Por exemplo, em um grupo de leões, é comum ver um leão ao sentir o cheiro da fêmea no cio, ele montar em outro leão e fazer o mesmo gesto de acasalamento. Os “entendidos”, todos deve ser gays, acham que é um relacionamento gay, e não é. Acontece que em cada grupo existe um só leão Alfa, e suas leoas, o leão Alfa mata até os filhotes de outro macho, o leão que está servindo de encosto, ou está em um meio, zoológico ou parque que não possa sair e formar seu grupo familiar, ou é um leão novo. E o ato do leão usar outro macho, é como o cãozinho que usa a perna da dona, ou a almofada quando sente o cheiro de cadela do vizinho no cio e não pode pega-la. As relações de amizade e inimizades também são percebidas nos animais, o fato de cuidarem de animais órfãos em algumas espécies é por instinto de preservação, como acontece com humanos que se apiedam de outros. O homossexualismo entre animais só existiria se houvesse penetração anal e se houvesse prazer nisso. O que não há. Os animais não fazem sexo como os humanos, o principal órgão sexual dos humanos é o cérebros, a sua imaginação e criatividade, que os animais não tem. Nenhum animal se programa, “sábado a noite vou transar a noite toda”. Nenhuma animal tem a fantasia de ser o sexo oposto. Até o sexo hétero é totalmente diferente entre humanos e qualquer outro tipo de animal. O animal é instintivo, e a intervenção humana é que pode fazer que tenha algum comportamento contrário a sua natureza, assim como cães e gatos, pássaros etc, animais predadores e presas naturais possam viver em amizade dentro de uma casa. Em algumas espécies, entre os machos da mesma espécie, sempre haverá a disputa pelo lugar de macho Alfa, os outros aceitarão a posição Beta ou lutarão pelo posto. Mas na maioria das vezes saem para formar o seu “grupo familiar” onde serão o Alfa. Mesmo que haja grande diferença entre espécies, como os pinguins, que formam casais até que a morte os separe e priorizem a fidelidade de casal, os leões que tem seu harém, os animais nômades que cruzam e abandonam as fêmeas, ou em todos os grupos há diferenças enormes de comportamento, nenhuma espécie tem a FANTASIA sexual como tem os humanos. Os gays, por alguma razão tem a fantasia que os faz ter atração pelo mesmo sexo, e por ter imaginação e criatividade, que os animais não tem, o ser humano é potencialmente bissexual, mas a grande maioria é guiado pela sua natureza heterossexual, que é o comportamento natural.

  • mel:

    ACHEI TUDO DE BOM SABER QUE SÓ AUMENTA A FORÇA DA DIVERSIDADE COM UM EMPURRÃO MAIOR AINDA DA NATUREZA, CUIDADO MAIOR AINDA AGORA OS AMBIENTALISTA IRÃO SE OBRIGAR A TER, DAQUI A POUCO TEM HOMOFÓBICO MATANDO AVE A TORTA E A DIREITO, kkkkk !!

  • rael:

    o gato de minha vo e gay.ate amamentar os filhotinhos da gata ele quer e mantem relacoes homoafetivas com o gato da vizinha….

  • nonato:

    Senhores nós muitas vezes nos esquecemos q somos uma maquina e como tal estamos sujeitos a alterações. vejamos, todos nós (ou a maioria)compreedemos a alteração de humor da mulher e classificamos como TPM, até ai não tem nem um problema, todavia esta mulher procura um ginecologista e pede ajuda para amenizar sua TPM, qual o remedio do medico? tratamento a base de hormonio, nós somos movido a hormonio,vejamos isso de forma mais pratica. no livro NUTRIÇÃO ORIENTADA E OS REMEDIOS DA NATUREZA o auto deixa de forma bem clara que a tendencia das grandes cidades é ter uma evolução de relações homoafetiva enquanto nas pequena cidades o indice é ben insignificante, PORQUE? Muito simples, alguem ja pagou para pensar que em 30 dias um pintinho deixa de ser pinto e esta pronto para ser abatido? e detalhe os frangos que passam mais de 30 dias dão prejuito para o dono da granja, é isso mesmos eles crescem em 30 dias o que no ciclo normal levaria 6 mêses, a alimentação dos pintinhos 80% é hormonio, razão pela qual eles crecem tão rapido, e mais interessante é nós condenamos os fisioculturistas que injetam hormonios para crescer os musculos e que o resultodo final é um cancer, e agora eu vós faço uma pergunta, a onde é q os senhores pensam que vão os hormônios q compoem a carne do frango? a medida q + frango se come + hormônio injetamos no corpo e o corpo comessa a sofrer alterações, contudo essa alteração vem do nucleo da celula, assim como a mulher reagi movida pelos seus hormônios de forma inconciente, da mesmo forma alguns homens: ou seja nas cidades grandes tem uma quantidade de gays maiores q as pequenas cidades não é pelo numero de pessoas e sim pela quantidade de frandos congelado,de granja que esta cidade consome, desta forma podemos fazer uma projeção daqui a 50 anos a quantidade de pessoas q vai ter uma relação homoafetiva será impressionante, e detalhe a cada ano aumenta vertiginosamente o numero de simpatizantes nas paradas gays. Ou seja se vç tem aversão a relação homoafetiva e continuar comendo frango congelado (de granja)vç mais cedo q vç imagina vç vai esta deitando com alguem do seu sexo.
    O HORMONIO TEM A CAPACIDADE DE MUDAR O CORPO, ASSIM COMO MUDA O CORPO DO ALTEROFILISTA.

    • Jennifer Sales:

      Deixa de ser fantasioso cara, não são hormônios que vão te fazer ter relações sexuais com outros homens,e no interior é muito mais fácil encontrar gays e bissexuais só que pela cultura vivida eles não se revelam .

    • jodeja:

      Concordo inteiramente com você Nonato, mas acontece que as pessoas que estão presas ao que a mídia informa ficam tão alienadas que não podem entender isso. Agora, aqueles que acreditam que os animais chamados irracionais são inferiores a nós, saibam que muitas vezes eles têm mais solidariedade que muitos humanos.

    • Druida:

      Só que no Brasil, na Europa, e na maioria dos países que realizam comercialização de alimentos, exceto os EUA, usar hormonios nos animais de produçao é ilegal, punido por lei, e a carne ou leite é descartado pois existem testes laboratoriais que identificam essas substancias

      Frango nenhum no Brasil q vai pro supermercado tem hormonio, alias usar hormonio é muito mais complicado que isso, nao se pode colocar na ração, pois seria digerido como qualquer outra proteina, nesse caso teria de ser injetável, quem iria ter a trabalheira de injetar em todos os frangos de um galpão q facilmente ultrapassa os 10 mil animais?

      Esse “milagre produtivo” de q vc fala vem exclusivamente dos avanços em melhoramento genético (conversão alimentar) e avanços em nutrição e manejo animal, nada mais

  • Franco:

    Os cientistas sempre estudaram a natureza e os animais para entender melhor onde vivemos e como somos. Estamos no topo da cadeia evolutiva e por isso somos os seres q pensam melhor. “Somos animais q pesam e pensamos q não somos animais”.Todos deveriam ler “A origem das espécies” de Darwin para entenderem bem de onde viemos.Todos animais vertebrados sentem emoções,as nossas se tornaram mais complexas,mas as bases são as mesmas.As descobertas da neurociência sobre a química das emoções mostram como elas são fundamentais também para as decisões movidas pela razão.

  • LUIZ MARIO A.ROGRIGUES:

    GENTE, USAR EXEMPLOS DE APROXIMAÇÃO DE ANIMAIS IRRACIONAIS DO MESMO SEXO PARA ARRANJAR DESCULPAS PARA O HOMOSSEXUALISMO PRATICADO POR HOMEMS E MULHERES QUE SÃO SERES RACIONAIS… EU APRENDI QUE EXISTE UMA GRANDE DIFERENÇA ENTRE HUMANOS E ANIMAIS, GENTE COMPORTAMENTO ANIMAL É UMA COISA E COMPORTAMENTO HOMOSSEXUAL É OUTRA COISA. HOMEM É HOMEM – MULHER É MULHER E ANIMAL É ANIMAL.

  • Franco Cavaliere:

    Recomendo a leitura do livro “Biological Exuberance, Animal Homosexuality and Natural Diversity” de Bruce Bagemihl.
    Em mais 750 páginas de informação, profusamente ilustrado, cuidadosamente referenciados, este é o livro ideal para tirar todas as dúvidas de quem diz que a homossexualidade não é natural.Descreve a sexualidade “não-convencional” em quase 200 de mamíferos e aves – orangotangos, baleias, javalis, morcegos, tentilhões.

  • Fátima Rocha:

    É muito curiosa a ignorância de algumas conclusões “cientícas”. Ou será que é a manipulação propositada dessas conclusões? Não existe homossexualidade entre animais equiparável à dos humanos. As atitudes animais, alegadamente gays, têm propósitos sociais e outros, e não sexuais. É exemplo disso o caso dos cães que “montam” outros machos para definir hierarquicamente quem manda. Mas isso é uma matéria muito mais complexa do que estes supostos estudos pretendem transmitir. Aliás, é bem indicativo de que algo de diferente se passa quando se sabe que, embora com esses comportamentos, esses animais têm sempre o parceiro do sexo oposto.
    Na homossexualidade dos humanos, na maioria dos casos, existem sentimentos e amor; e dificilmente são situações de demonstração de poder hierárquico. Isso só acontece nos casos patológicos de criminosos sexuais e pode ser homo, hetero ou bi, porque não é propriamente a componente sexual que está em causa.

  • Fernando:

    ahh.. tah valendo o HOMOSSEXUALISMO mesmo…!!!!.. todos entendem… e tds estão sujeitos ao erro, independente do local.. escpecialidade.. área de atuação… a intolerancea deve ocorrer com itens intolerantes e inaceitáveis e não com pequenos erros banais de português… fala sério

    O contexto é bastante interessante!!!
    Parabéns pelo artigo.

  • Alisson:

    É HOMOSSEXUALIDADE

  • Vladimir:

    Olha, tem um erro crasso na matéria, a utilização do termo homossexualismo. Esse termo com a terminação ismo era utilizado antigamente quando a homoafetividade era visto como um desvio de comportamento, uma doença mental. Mas desde que foi retirada doa anais médicos das doenças o termo adequado é homossexualidade, terminação “dade” característica, não doença. Um erro aceitável em um ambiente qualquer mais em espaço quer deseja o viés científico não pode se permitir.

  • Dani:

    Nossa, cahorro gay ja tinha visto, mas pássaros! Fiquei a imaginar como seria a relação sexual deles… bizarro! rsrs

Deixe seu comentário!